Domnios Morfoclimticos Os Biomas brasileiros. Os Biomas.

  • Published on
    07-Apr-2016

  • View
    240

  • Download
    0

Transcript

  • Domnios MorfoclimticosOs Biomas brasileiros

  • Os Biomas

  • ConceitoSegundo o Gegrafo Aziz Nacib Ab`Saber, so reas individualizadas que guardam caractersticas endmicas de Clima, Relevo e Vegetao.So separados por reas que trazem caractersticas ambguas denominadas faixas de transio.

  • Questo 01 Considere a figura representada a seguir, que delimita as paisagens fitogeogrficas do Brasil.Com base na interpretao da figura, correto afirmar que:01. as reas que apresentam os mais graves problemas de degradao da cobertura vegetal correspondem Mata Atlntica (III) e Mata de Araucria em (IV);02. o domnio dos Cerrados e do Pantanal esto representados, respectivamente, em I e V;04. a rea VII, recoberta pela Floresta Amaznica, no apresenta paisagens de exceo (enclaves) no seu contexto e submetida s influncias de clima subtropical;08. o domnio das caatingas abrange, indistintamente, todo o Nordeste brasileiro, demonstrando ser esta a mais homognea regio natural do pas;16. os espaos numerados correspondem, por ordem, a: I - Cerrado; II - Caatinga; III - Mata Atlntica; IV - Mata de Araucria; V - Campos; VI - Pantanal e VII - Floresta Amaznica.

  • Domnio AmaznicoDomnio Amaznico regio norte do Brasil, com terras baixas e grande processo de sedimentao; clima e floresta equatorial.

  • ClimaClima Equatorial supermido com ausncia de estao seca.Pluviometria acima de 2500 mm/anoBaixa amplitude trmicaElevada mdia trmica: acima de 24C

  • RelevoPredominam as plancies fluvias,baixos platores,planaltos cristalinos e algumas depresses

  • Vegetao Floresta densa ,heterognea.latifoliada,perene,higrfila. Subdivide-se em: Igap,Vrzea e terra firme.

  • Questo 02"Latifoliada, perene, higrfita, megatrmica e heterognea" so caractersticas da vegetao:a) do Cerrado.b) da Caatinga nordestina.c) da Floresta Amaznica.d) da Mata dos Pinhais.e) do Pampa gacho.

  • Domnio dos Cerrados Domnio dos Cerrados regio central do Brasil, como diz o nome, vegetao tipo cerrado e inmeros chapades

  • ClimaClima Tropical tpico, alternadamente seco e chuvoso.Baixa amplitude trmicaPluviometria em torno dos 1700mm/anoMdia trmica entre 24C e 25C.

  • RelevoPredomnio de planaltos sedimentares como Chapadas,Chapades e Cuestas

  • VegetaoVegetao formada por vegetao herbcio-arbustiva com arvores espassas.Possuem casca grossa e troncos retorcidos com folhas coricias.Possui solos cidos

  • Questo 03A cobertura vegetal desenhada na figura acima pertence classificao do bioma terrestre denominado ________ que inclui _________ e __________.Manchas de variadas extenses da vegetao nativa em destaque so encontradas em vrios Estados do Brasil, mas sua principal rea de ocorrncia localiza-se na Regio _______ em reas de clima ________.a) Savanas / Cerrados / Caatingas / Centro-Oeste / Tropical, com veres midos e invernos secos.b) Estepes / Campos / Cerrados / Nordeste / Tropical Semi-rido.c) Savanas / Cerrados / Caatingas / Sudeste / Tropical mido, com chuvas bem distribudas durante o ano.d) Estepes / Campos / Cerrados / Centro-Oeste / Tropical, com veres secos e invernos chuvosos.e) Pradarias / Campos / Caatingas / Nordeste / Tropical Semi-rido.

  • Domnio dos Mares de Morros Domnio dos Mares de Morros regio leste (litoral brasileiro), onde se encontra a floresta Atlntica que possui clima diversificado.

  • Clima Tropical litorneo com influncia da altitude.O Clima Litorneo mido, dominado principalmente pela atuao da massa Tropical atlntica, quente e chuvoso. A pluviosidade mdia anual varia entre 1.500 a 2.000 mm.

  • RelevoFormado por planaltos cristalinos e algumas depresses.Sua feio morfolgica assemelha-se a colinas em meia laranja,formaes mamelonares

  • Vegetaorea de ocorrncia da floresta tropical mais conhecida como mata atlntica.Observa-se neste ambiente, fortes impactos ambientais de origens histricas.Cerca de 93% de sua rea j foi devastadaVegetao densa,heterognea,latifoliada e higrfilaRica em espcies epfetas e madeira-de-lei.

  • Questo 04Assinale a alternativa que caracteriza corretamente a paisagem apresentada.a) Denominao: Inselbergs;Estrutura Geolgica: sedimentar;Caractersticas Clmato-Botnicas Originais: clima subtropical/floresta homognea, aciculifoliada.b) Denominao: Pediplano;Estrutura Geolgica: sedimentar;Caractersticas Clmato-Botnicas Originais: clima subtropical/floresta homognea, aciculifoliada.c) Denominao: Mares de morros;Estrutura Geolgica: cristalina;Caractersticas Clmato-Botnicas Originais: clima tropical/floresta latifoliada.d) Denominao: Mares de morros;Estrutura Geolgica: sedimentar;Caractersticas Clmato-Botnicas Originais: clima tropical/cerrado.e) Denominao: Pediplano;Estrutura Geolgica: sedimentar;Caractersticas Clmato-Botnicas Originais: clima tropical/floresta latifoliada.

  • Domnio das Caatingas Regio nordestina do Brasil (polgono das secas), de formaes cristalinas, rea depressiva intermontanhas e de clima semi-rido.

  • ClimaClima Semi-rido quente e seco com chuvas irregulares e secas prolongadas.Pluviometria em torno dos 750mm/ano.Mdia trmica acima dos 27C.

  • RelevoPredomnio da depresso sertaneja com o surgimento de inselbergues.Surgem tambm reas elevadas de planaltos cristalinos formando as ilhas de umidade.

  • VegetaoVegetao xerfila.Possui formaes arbreas (Juazeiro), cactceas (Mandacaru) e bromeliceas (Macambira).Essa vegetao possui um mecanismo denominado de Xeromorfismo que as adaptam hostilidade do clima.

  • Questo 05constitui um dos domnios naturais do Brasil, caracterizando boa parte do espao nordestino. Sobre esse domnio pode-se afirmar que:I- se caracteriza pela semi-aridez, o que dificulta a formao de solos profundos;II- a vegetao predominante espinhenta e de folhas pequenas, com exceo daquelas dos trechos mais midos chamados brejos;III- a rede hidrogrfica contm inmeros rios sazonais, isto , que apresentam o leito seco em certas pocas do ano. Est(o) correta(s) a(s) afirmativa(s): a) I apenas.b) I e II apenas.c) I e III apenas.d) II e III apenas.e) I, II e III.

  • Domnio das Araucrias Regio sul brasileira, rea do habitat do pinheiro brasileiro (araucria), regio de planalto e de clima subtropical;

  • ClimaSubtropical com veres brandos e invernos relativamente rigorosos.Pluviometria de 1700mm/ano bem distribuida.Mdia trmica entre 18C e 22C.Ocorrncia de geada e neve

  • RelevoPredomnio deplanaltos cristalinos e sedimentares, como a bacia do Paran e serra do mar

  • VegetaoPredomnio do pinheiro-do-ParanAraucria Angustiflia, homognea com folhas aciculifoliadas.Bastante devastada

  • Questo 06a) a qual Domnio Morfoclimtico Brasileiro o desenho corresponde.b) as condies de clima e vegetao predominantes neste Domnio Morfoclimtico.

  • Domnio das Pradarias Regio do sudeste gacho, local de coxilhas subtropicais.

  • ClimaSubtropical com veres brandos e invernos relativamente rigorosos.Pluviometria de 1700mm/ano bem distribuida.Mdia trmica entre 18C e 22C.Ocorrncia de geada

  • RelevoPredomnio de extensas plancies com o surgimento de formaes colinosas denominadas de Coxilhas.

  • VegetaoOs campos so recobertos predominantemente por formaes herbceas, destacando-se o capim Barba-de-bode

  • Questo 07Qual domnio retrata a figura?Citeuma de suas caractersticas e qual a prtica econmica mais comum nesta regio?

  • AmbientalismoO ambientalismo, movimento ecolgico ou movimento verde consiste em diferentes correntes de pensamento de um movimento social, que tem na defesa do meio ambiente sua principal preocupao, demandando medidas de proteo ambiental, tais como medidas de anti-poluio.

  • Conferncia das Naes Unidas sobre o Meio Ambiente Humano e Documentos Resultantes Estocolmo 1972

    Os srios problemas ambientais que afetavam o mundo foram a causa da convocao pela Assemblia Geral da Organizao das Naes Unidas (ONU), em 1968, da Conferncia das Naes Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, que veio a se realizar em junho de 1972 em Estocolmo. Essa Conferncia chamou a ateno das naes para o fato de que a ao humana estava causando sria degradao da natureza e criando severos riscos para o bem estar e para a prpria sobrevivncia da humanidade.

  • Rio de Janeiro 1992 Em 1988 a Assemblia Geral das Naes Unidas aprovou uma Resoluo determinando realizao, at 1992, de uma Conferncia sobre o meio ambiente e desenvolvimento que pudesse avaliar como os pases haviam promovido a Proteo ambiental desde a Conferncia de Estocolmo de 1972. Na sesso que aprovou essa resoluo o Brasil ofereceu-se para sediar o encontro em 1992. Como produto dessa Conferncia foram assinados 05 documentos. So eles: Declarao do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Agenda 21 Princpios para a Administrao Sustentvel das Florestas Conveno da Biodiversidade Conveno sobre Mudana do Clima

  • Rio+10O Rio+10 foi um frum de discusso das Naes Unidas realizado entre os dias 26 de agosto e 4 de setembro de 2002, em Johanesburgo, frica do Sul,[1] que teve como objetivo principal discutir solues j propostas na Agenda 21 primordial (Rio 92), para que pudesse ser aplicada de forma coerente no s pelo governo, e sim pelos cidados realizando uma agenda 21 local, implementando o que foi discutido em 1992.

  • Unidades de Conservao

    As unidades de conservao (UCs) so legalmente institudas pelo poder pblico, nas suas trs esferas (municipal, estadual e federal).Elas so reguladas pela Lei no. 9.985, de 2000, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservao (SNUC). Esto divididas em dois grupos: as de proteo integral e as de uso sustentvel.

  • BiopiratariaA biopirataria a explorao, manipulao, exportao e/ou comercializao internacional de recursos biolgicos que contrariam as normas da Conveno sobre Diversidade Biolgica, de 1992.As informaes de um grupo de indivduos acumuladas por anos, portanto, so bens coletivos; e no simplesmente mercadorias podem ser comercializadas como qualquer objeto de mercado.Nos ltimos anos, graas ao avano da biotecnologia e facilidade de se registrar marcas e patentes em mbito internacional, as possibilidades de tal explorao se multiplicaram.

  • Desenvolvimento sustentvelE o Desenvolvimento Sustentvel?O atual modelo de crescimento econmico gerou enormes desequilbrios; se, por um lado, nunca houve tanta riqueza e fartura no mundo, por outro lado, a misria, a degradao ambiental e a poluio aumentam dia-a-dia. Diante desta constatao, surge a idia do Desenvolvimento Sustentvel (DS), buscando conciliar o desenvolvimento econmico com a preservao ambiental e, ainda, ao fim da pobreza no mundo.

  • Questo 081. Associando-se a ilustrao a seguir aos conhecimentos sobre a organizao do espao geogrfico, possvel afirmar:(01) Nas ltimas dcadas, a proteo ambiental e o crescimento econmico tm caminhado lado a lado, revelando assim a maturidade do homem moderno.(02) A difuso tecnolgica tem possibilitado ao homem a utilizao racional dos recursos naturais e o absoluto controle sobre a sua preservao.(04) A conciliao das atividades econmicas com a preservao ambiental - desenvolvimento sustentado - poder vir a solucionar os problemas ambientais.(05) A inexistncia de uma poltica efetiva de preservao ambiental no Brasil funcionou como um atrativo para a instalao de empresas multinacionais aps a Segunda Guerra Mundial.(16) A preocupao com os problemas ambientais e a utilizao de mtodos que no agridem o meio ambiente possibilitaram aos pases centrais o controle absoluto da poluio.

  • Questo 09O estudo das regies naturais do Brasil e do mundo possibilita afirmar:(01) As condies naturais adversas, encontradas nos domnios ridos do Globo, constituem obstculo ampliao do ecmeno, em pases desenvolvidos.(02) A regio natural do Globo que mais sofreu interveno humana, concentrando hoje a maior parte da riqueza disponvel e da populao, foi a tropical.(04) A destruio das florestas tropicais elimina a principal fonte de oxignio do planeta.(08) Embora a Amaznia esteja localizada em rea de convergncia dos alsios, a umidade da regio deve-se, em grande parte, evapotranspirao das plantas.(16) O domnio do cerrado brasileiro foi bastante modificado nas ltimas dcadas, em conseqncia da expanso da fronteira agrcola.

Recommended

View more >