DISFONIA Guias SP/SADT Protocolo Conduta ? DISFONIA Guias SP/SADT Protocolo Conduta Indicao Clnica

  • Published on
    26-Sep-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Transcript

  • DISFONIA

    Guias SP/SADT

    Protocolo Conduta

    Indicao Clnica

    Justificativa Tipos N mximo de sesses

    Conduta

    Alterao vocal

    Videolaringoscopia: um exame

    realizado com anestesia tpica e permite

    uma detalhada avaliao da estrutura

    anatmica da hipofaringe (parte inferior da

    garganta), laringe e em particular as

    pregas vocais.

    Nasovideolaringoscopia: esse exame

    de alta complexidade. Ele utilizado para

    avaliar a fisiologia interna do nariz, que

    permite uma anlise detalhada da

    estrutura anatmica do nariz e permite

    detectar ou confirmar problemas ou

    doenas nesta regio. Tem como objetivo

    principal avaliar as fossas nasais, o

    rinofaringe, o palato mole, a laringe e

    hipofaringe.

    Observaes: so exames indispensveis

    na avaliao de pessoas com rouquido

    que dure mais de 3 semanas e crianas

    pequenas e adultas com nusea

    excessiva. til na monitorizao de

    tratamentos relativos voz como

    fonoterapia e a cirurgia de laringe. Indicado

    para avaliar a obstruo nasal e o estridor

    Disfonias Funcionais: So alteraes

    no processo de emisso vocal que

    decorrem do uso da prpria voz, isto

    da funo de fonao da laringe.

    Disfonias Orgnico funcionais: So

    disfonias de base funcional com leses

    secundrias, elas representam uma

    etapa posterior na evoluo de uma

    disfonia funcional. So consideradas

    leses organofuncionais: ndulos,

    plipos, edemas de Reinke, alguns

    quadros de lcera de contato,

    granulomas e leucoplasias de pregas

    vocais.

    Disfonais Orgnicas: So as disfonias

    decorrentes ps tratamentos mdicos

    nas quais ainda permanecem

    alteraes nas estruturas no trato vocal

    ou funes musculares. Essas

    disfonias independem do uso da voz.

    So alguns exemplos de disfonias

    orgnicas: causas congnitas, como

    malformaes larngeas; causas

    traumticas, como traumas por armas

    48 sesses

    Disfonias Funcionais: O

    tratamento para este tipo de

    disfonia se d por meio de

    orientaes vocais e exerccios

    especficos.

    Disfonias Orgnico funcionais:

    O objetivo primrio do tratamento

    fonoaudiolgico promover a

    reabsoro da leso, corrigindo o

    desvio funcional, no momento

    em que se reconhece como

    causa primria a alterao no

    comportamento vocal.

    Disfonais Orgnicas: O

    tratamento fonoaudiolgico no

    campo das disfonias orgnicas

    menos definido e os resultados

    parecem ser menos evidentes,

    porm cada vez mais aceito. Em

    muitos casos nos quais o

    tratamento exclusivamente

    mdico (cirrgico ou

    medicamentoso), podem

    permanecer alteraes nas

  • respiratrio em bebes e crianas.

    de fogo; causas inflamatrias;

    neoplsicas; desordens neurolgicas;

    por refluxo gastroesofgico; doenas

    renais; desordens endocrinolgicas,

    etc.

    estruturas do trato vocal que

    exigem tratamento

    fonoaudiolgico, nesses casos, o

    fonoaudilogo ir maximizar o

    uso da voz do paciente;

    desenvolver compensaes por

    uso das estruturas

    remanescentes e auxiliar o

    paciente na aceitao da nova

    voz.

    OUTROS TRANSTORNOS ORIGINADOS DE SINTOMAS, SINAIS E ACHADOS ANORMAIS DE EXAMES CLNICOS E DE LABORATRIO, NO CLASSIFICADOS EM OUTRA PARTE.(R00 a R99)

    Guias SP/SADT

    Protocolo Conduta

    Indicao

    Clnica

    Justificativa Tipos N mximo

    de sesses

    Conduta

    Alterao vocal

    Videolaringoscopia: um exame realizado com anestesia tpica e permite uma detalhada avaliao da estrutura anatmica da hipofaringe (parte inferior da garganta), laringe e em particular as pregas vocais.

    Nasovideolaringoscopia: esse exame de alta complexidade. Ele utilizado para avaliar a fisiologia interna do nariz, que permite

    Distrbios da voz. Afonia. Hipernasalidade e hiponasalidade. Outros distrbios da voz e os no especificados.

    12 sesses

    O tratamento se d por meio de orientaes vocais e exerccios especficos. Habilitando e reabilitando os distrbios funcionais, organofuncionais e orgnicos, aperfeioando os padres de respirao e voz. .

  • uma anlise detalhada da estrutura anatmica do nariz e permite detectar ou confirmar problemas ou doenas nesta regio. Tem como objetivo principal avaliar as fossas nasais, o rinofaringe, o palato mole, a laringe e hipofaringe.

    OUTROS TRANSTORNOS ORIGINADOS DE MALFORMAES CONGNITAS, DEFORMIDADES E ANOMALIAS CROMOSSMICAS (Q00-Q99)

    Guias SP/SADT

    Protocolo Conduta

    Indicao

    Clnica

    Justificativa Tipos N mximo

    de sesses

    Conduta

    Alterao vocal

    O relatrio do mdico, a fim de direcionar o planejamento teraputico.

    Fenda labial e fenda palatina. Fenda do palato duro. Fenda do palato mole.

    12 sesses

    Orientao e interveno pr e ps-operatria nos aspectos relacionados alimentao (adequao de utenslios), hbitos orais, linguagem, voz e fala.

  • Fenda do palato duro e do palato mole. Fenda da vula. Fenda palatina no especificada. Fenda labial. Fenda labial bilateral. Fenda labial mediana. Fenda labial unilateral. Fenda labial com fenda palatina. Fenda do palato duro com fenda labial bilateral. Fenda do palato duro com fenda labial unilateral. Fenda do palato mole com fenda labial bilateral. Fenda do palato mole com fenda

  • labial unilateral. Fenda dos palatos duro e mole com fenda labial bilateral. Fenda dos palatos duro e mole com fenda labial unilateral. Fenda do palato com fenda labial bilateral, no especificada. Fenda do palato com fenda labial unilateral, no especificada.

    DOENAS DO APARELHO RESPIRATRIO (J00 A J99)

    Guias SP/SADT

    Protocolo Conduta

    Indicao Clnica

    Justificativa Tipos N mximo de sesses

    Conduta

    Alterao vocal Videolaringoscopia: um exame realizado com anestesia tpica e permite uma detalhada avaliao da estrutura anatmica da hipofaringe (parte inferior da garganta), laringe e em particular as pregas vocais.

    Nasovideolaringoscopia: esse

    Doenas das cordas vocais e da laringe, no classificadas em outra parte. Paralisia das cordas vocais e da laringe. Plipo das cordas vocais e

    48 sesses

    O tratamento fonoaudiolgico tem como objetivo realizar anlise perceptivo-auditiva dos parmetros vocais e prosdicos da fala; anlise dos recursos no verbais (postura corporal, expresses

  • exame de alta complexidade. Ele utilizado para avaliar a fisiologia interna do nariz, que permite uma anlise detalhada da estrutura anatmica do nariz e permite detectar ou confirmar problemas ou doenas nesta regio. Tem como objetivo principal avaliar as fossas nasais, o rinofaringe, o palato mole, a laringe e hipofaringe.

    .

    da laringe. Ndulos das cordas vocais. Outras doenas das cordas vocais. Edema da laringe Espasmo de laringe

    gestuais e faciais) e tenso muscular relacionada voz, bem como realizar orientaes sobre higiene vocal, cuidados com a voz e exerccios especficos promovendo a reabilitao vocal.

    DOENAS DO APARELHO DIGESTIVO (K00 A K93)

    Guias SP/SADT

    Protocolo Conduta

    Indicao Clnica Justificativa Tipos N mximo de

    sesses

    Conduta

    Alterao vocal

    Videolaringoscopia: um exame realizado com anestesia tpica e permite uma detalhada avaliao da estrutura anatmica da hipofaringe (parte inferior da garganta), laringe e em particular as pregas vocais.

    Doenas do esfago, do estmago e do duodeno. Doenas de refluxo gastroesofgico

    12 sesses

    -Encaminhamento para o mdico gastroenterologista para avaliao e conduta. - Em caso de alterao larngea especificamente em trato vocal por conta de edema causado pelo refluxo gastroesofgico realizada a reabilitao vocal,

  • Nasovideolaringoscopia: esse exame de alta complexidade. Ele utilizado para avaliar a fisiologia interna do nariz, que permite uma anlise detalhada da estrutura anatmica do nariz e permite detectar ou confirmar problemas ou doenas nesta regio. Tem como objetivo principal avaliar as fossas nasais, o rinofaringe, o palato mole, a laringe e hipofaringe.

    Endoscopia: O exame utilizado quando h necessidade de visualizar internamente o trajeto do esfago, estmago e duodeno. um exame realizado sob sedao e capaz de diagnosticar a maior parte das alteraes encontradas nestes rgos.

    aps o inicio de tratamento medicamentoso e/ou cirrgico.

Recommended

View more >