CONCERTOS DE DOMINGO Mozart para todos de Pedro Sousa da Sonata para Piano n. 11, K. 331 Concerto para dois Pianos, em Mi bemol maior, K. 365 Allegro Andante Rondo: Allegro Serenata para Cordas n. 13, em Sol maior, K. 525, Pequena Serenata ...

  • Published on
    24-May-2018

  • View
    214

  • Download
    2

Transcript

  • Mozart para todosOrquestra GulbenkianNuno CoelhoLucas e Arthur Jussen

    18 MARO 2018

    CONCERTOS DE DOMINGO

    luca

    s e a

    rthu

    r ju

    ssen

    m

    arco

    bor

    ggre

    ve

  • mecenascoro gulbenkian

    mecenasciclo piano

    mecenasconcertos de domingo

    mecenasmsica de cmara

    mecenasestgios gulbenkian para orquestra

    mecenas principalgulbenkian msica

    mecenasmsica e natureza

    Durao total prevista: c. 1hConcerto sem intervalo

    Concertos de Domingo

    Orquestra GulbenkianNuno Coelho Maestro Lucas Jussen PianoArthur Jussen Piano

    18 MARO DOMINGO12:00 / 17:00 Grande Auditrio

    Wolfgang Amadeus Mozart Rondo: Alla Turca Orquestrao de Pedro Sousa da Sonata para Piano n. 11, K. 331

    Concerto para dois Pianos, em Mi bemol maior, K. 365

    AllegroAndanteRondo: Allegro

    Serenata para Cordas n. 13, em Sol maior, K. 525, Pequena Serenata Noturna

    AllegroRomanze: AndanteMenuetto: AllegrettoRondo: Allegro

  • Sempre foram frequentes as situaes em que a msica popular salta das ruas para os sales e para as salas de concertos. Muito antes de Bla Bartk, Zltan Kodly, Manuel de Falla ou Fernando Lopes-Graa, j Mozart tinha revolvido nesse imenso caldeiro do patrimnio coletivo, mantendo abertas as portas comunicantes entre os sons de origem popular, passados de pais para filhos, e a msica escrita, destinada a ser interpretada por qualquer msico com acesso partitura, sem necessidade de contacto direto com o compositor. Mozart tinha 27 anos quando, em 1783, comps a sua Sonata n. 11. O terceiro e ltimo andamento da pea ganhou vida autnoma e alcanou grande popularidade, sendo conhecido como Rondo: Alla Turca.

    Viena, para onde Mozart se mudou em 1781, representou, cem anos antes, o ponto mximo da expanso do Imprio Otomano pela Europa Central. Mesmo depois da Batalha de Viena, em 1683, quando os otomanos falharam a conquista da cidade, esse facto no constituiu impedimento para que a sonoridade das marchas do exrcito turco ganhassem uma grande expresso no territrio da Monarquia de Habsburgo e um pouco por toda a Europa. No era caso de estranheza que a inspirao de Mozart, anteriormente ao Rondo: Alla Turca, tivesse j sido visitada pela msica militar turca, atravs de um cuidado particular reservado ao uso da percusso, que se pode encontrar tanto no Concerto para Violino n. 5 como na pera O Rapto do Serralho cujo enredo segue a

    tentativa de Belmonte resgatar a sua amada Konstanze do serralho do Pax Selim , sendo o serralho o harm otomano onde os sultes mantinham esposas e concubinas.

    Rondo: Alla Turca tambm exemplo da facilidade com que Mozart se apropriava de linguagens musicais que lhe seriam menos familiares, adaptando-as sua prpria personalidade criativa. O facto de, apesar de no ser difcil identificar a origem turca, nos ser impossvel ignorar a assinatura de Mozart, diz-nos o quanto qualquer msica nas suas mos se transformava em algo seu. Mostra-nos ainda como a msica viaja, como os sons de uma regio so recebidos noutro stio mais longnquo, e como a msica, mesmo quando no usa palavras, estabelece a comunicao e reala as afinidades.

    A forma musical do rondo surgia amide na obra do compositor austraco, tendo-lhe Mozart consagrado tambm os ltimos andamentos de obras como o Concerto para dois Pianos, K. 365, ou a Serenata para Cordas, K. 525, mais conhecida como Pequena Serenata Noturna. No caso do Concerto para dois Pianos, composto por Mozart em 1779 para tocar com a sua irm mais velha Maria Anna, a pea ficaria tambm associada sua iminente troca de Salzburgo por Viena segundo consta, para fugir ao peso da influncia paterna. Por seu lado, a Pequena Serenata Noturna, de criao posterior, tornar-se-ia uma das peas mais populares de sempre do compositor austraco.

    Mozart para todos

  • Nuno Coelho

    Nuno Coelho comeou a tocar violino aos nove anos de idade. Foi aluno de Andrea Moreira no Conservatrio de Msica do Porto e completou estudos superiores em Klagenfurt, na ustria, e no Conservatrio Real de Haia, em Bruxelas. Estudou direo de orquestra na Universidade das Artes de Zurique, com Johannes Schlaefli. Entre 2014 e 2016, foi bolseiro da Fundao Calouste Gulbenkian. Em 2016 venceu o Prmio Jovens Msicos na categoria de Direo de Orquestra. Em dezembro de 2017, recebeu o 1. Prmio da 12. edio do Concurso Internacional de Direo da Orquestra de Cadaqus. Em 2015 foi um dos premiados com o Neeme Jrvi Prize, atribudo pelo Festival Menuhin de Gstaad e foi aceite no Dirigentenforum, uma plataforma de formao e promoo de jovens maestros na Alemanha. No domnio da pera, dirigiu La Traviata, na pera de Teplice, e Cavalleria Rusticana, na pera de Pilsen, na Repblica Checa. Entre 2015 e 2017, foi Maestro Assistente da Nederlands Philharmonisch Orkest, onde colaborou com o maestro principal Marc Albrecht. Ao longo de duas temporadas, dirigiu a orquestra em diversos concertos no famoso Het Concertgebouw. No vero passado participou novamente no festival do Tanglewood Music Center como Conducting Fellow.

    Lucas e Arthur Jussen

    Apesar da sua juventude, os irmos Lucas e Arthur Jussen apresentam-se nos circuitos internacionais de concertos h j alguns anos. Receberam as suas primeiras aulas de piano em Hilversum, sua cidade natal na Holanda. O seu talento tornou-se evidente desde o incio, tendo muito cedo sido convidados a atuar para a rainha Beatriz. Em 2005, estudaram em Portugal e no Brasil, durante quase um ano, a convite da pianista Maria Joo Pires. Nos anos seguintes,

    Lucas completou os seus estudos com Menahem Pressler nos E.U.A. e com Dmitri Bashkirov em Madrid. Arthur diplomou-se pelo Conservatrio de Amesterdo, onde estudou com Jan Wijn. Desde ento, apresentaram-se com as principais orquestras holandesas, incluindo a Orquestra do Royal Concertgebouw e a Filarmnica de Roterdo, e colaboraram com outras grandes orquestras a nvel internacional, incluindo Europa, Amrica do Norte e Extremo Oriente. Em recital, atuaram em salas de concertos e festivais por toda a Europa, incluindo Concertgebouw de Amesterdo, Herkulessaal de Munique, Festival de Msica de Rheingau, Festival de La Roque dAnthron, Festival da Holanda, Festival de Msica de Cmara de Malm, ou Festival Noites Brancas de So Petersburgo. Desde 2010, gravam em exclusivo para a editora Deutsche Grammophon.

    Orquestra Gulbenkian

    Fundada em 1962, a Orquestra Gulbenkian j percorreu mais de cinquenta anos de atividade. Inicialmente constituda por 12 msicos, foi sendo progressivamente alargada, contando hoje com um efetivo de 60 instrumentistas. Esta constituio permite-lhe tocar um amplo repertrio, que abrange os principais perodos da histria da msica. Em cada temporada realiza uma srie regular de concertos no Grande Auditrio Gulbenkian, em colaborao com alguns dos mais reputados maestros e intrpretes. Sendo uma referncia musical no nosso pas, distinguiu-se tambm, ao longo dos anos, em muitas das principais salas de concertos do mundo. A sua relevante discografia recebeu importantes prmios internacionais. A partir da temporada 2018/19, o maestro Lorenzo Viotti assumir as funes de Maestro Titular da Orquestra Gulbenkian e o maestro Giancarlo Guerrero as funes de Maestro Convidado Principal.

Recommended

View more >