CAP6 - PCP - Sistemas de Produo.pptx slide 0

CAP6 - PCP - Sistemas de Produo.pptx

  • Published on
    10-Nov-2015

  • View
    4

  • Download
    0

Transcript

Sistemas de Produo

Sistemas de ProduoCaptulo 6 Planejamento Agregado e Planejamento Mestre da ProduoCENTRO UNIVERSITRIO DE ARARAQUARA - UNIARAMestrandos:Alexander AnjosDenis KomninakisElaine RodriguesGiseli MoreiraMarco Diniz

Profa Dra Ethel Cristina Chiari da Silva

Referncia BibliogrficaLUSTOSA, Leonardo; NANCI, Luiz Cesar. Planejamento Agregado e Planejamento Mestre da Produo. In: LUSTOSA, Leonardo, et al. Planejamento e Controle da Produo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. p. 101-139.Planejamento Hierrquico de ProduoPlanejar significa antecipar decises sobre aes a serem tomadas para se obter um resultado futuro desejado.

Um bom planejamento no o que antecipa tudo, mas o que antecipa apenas tudo o que necessrio ser antecipado.

O planejamento feito em nveis, ou etapas, de acordo com as necessidades de antecipao e informaes que se dispe.

Nveis de PlanejamentoO planejamento hierrquico desenvolvido em nveis: estratgico, ttico e operacional.

Hierarquia de PlanejamentoPara que o planejamento seja parcimonioso, til e de complexidade tratvel, necessrio decomp-lo(1):

Uma decomposio feita em funo da antecedncia necessria para que as aes surtam seus efeitos; Outra decomposio feita de acordo com a abrangncia das decises. O reconhecimento dos nveis gerenciais favorece essas duas linhas de decomposio porque quanto mais alto o nvel gerencial, mais abrangentes, menos detalhadas so as decises e menos precisas so as informaes necessrias.

Decomposio do Planejamento(1) Decompor: Dividir os elementos ou as partes constitutivas de alguma coisa. Analisar ou examinar em partes.No planejamento estratgico muitos aspectos no so definidos, cabendo ao planejamento ttico definir.

Quantos empregados sero preciso;Quantidade de turnos;Que materiais e quantidades sero necessrios.

No menos importante o fato de os problemas de deciso serem crescentemente mais estruturados medida que se desce no nvel gerencial.Questes No Definidas No Planejamento EstratgicoO planejamento agregado tpico do nvel ttico, nele se busca dimensionar recursos cuja obteno exige menor antecedncia do que a necessria para se conseguir os recursos que so objetos do planejamento estratgico.

Planejamento Agregado da Produo O propsito do planejamento agregado garantir que os recursos bsicos para a produo estaro disponveis, em quantidades adequadas, quando for decidir sobre o quanto produzir de cada produto, antes mesmo que tal deciso seja tomada.

Objetivo do Planejamento AgregadoGeralmente diversos produtos compartilham as mesmas instalaes, equipamentos e mo-de-obra. Para planejar esses recursos no necessrio saber quanto produto vai necessitar, basta saber o que a famlia de produtos vai necessitar.

No planejamento agregado consideram-se apenas os recursos comuns a todos os produtos, deixando de lado insumos especficos de cada produto e planejando apenas em termos de meses.

Planejando Recursos ComunsAo planejar recursos comuns a diversos produtos, a ideia agregar a demanda deles e tratar esses produtos como se fossem um s, ou seja, um produto padro de planejamento.

Produto Padro ou Produto EquivalenteCom relao a demanda, interessante pensar no planejamento agregado como sendo uma tentativa de compatibilizar, perodo a perodo, geralmente ms a ms, a demanda e a capacidade, de forma a maximizar o lucro.

Demanda, Capacidade e LucroEm algumas indstrias, especialmente as que produzem commodities, a estimativa da demanda essencialmente uma previso de vendas (projeo da demanda);

Para outras indstrias, a estimativa de vendas essencialmente uma meta de vendas estabelecida com base nas informaes de marketing e no esforo de vendas que a empresa planeja fazer.

Demanda EstimadaOs dados de demanda considerados no planejamento agregado no so simples projees da demanda passada, so metas de vendas baseadas em dados histricos e no conhecimento do pessoal de marketing.

A Demanda no Planejamento AgregadoH casos em que no possvel agregar produtos muito diferentes.

Numa empresa que fabrique mveis de madeira e mveis de ao, os recursos mais crticos (equipamentos e mo-de-obra) no so compartilhados e, consequentemente, devem ser planejados separadamente.

Particularidades da AgregaoDe forma explicita, ou implcita, toda empresa faz algum tipo de planejamento agregado.

Porm, sua importncia tanto maior quanto forem as variaes sazonais da demanda agregada dos produtos e variadas forem as possibilidades de ajuste da capacidade de produo de mdio prazo.Consideraes Sobre o Planejamento AgregadoO intuito da agregao tratar a demanda e a capacidade como se estivesse fabricando um nico produto.

Essa medida agregada de capacidade pode ser expressa em produto equivalente, ou produto padro.

O Processo de Agregao

Suponhamos uma empresa que fabrique aparelhos de ar-condicionado nos tamanhos pequeno, mdio e grande. Se, tanto em material quanto em mo-de-obra, um aparelho mdio consome cerca de 20% mais do que um pequeno, enquanto um grande consome 30% mais do que um pequeno, podemos usar aparelhos pequenos equivalentes como medida agregada de capacidade.

Exemplo de Agregao Assim, dada a demanda de 1000 aparelhos pequenos, 500 aparelhos mdios e 200 aparelhos grandes, teremos, para um ms qualquer, a demanda agregada (pequenos equivalentes) de 1.860 aparelhos.

1000 + 500x1,2 + 200x1,3 = 1.860 pequenos equivalentes Dessa forma o planejamento ser feito com a demanda agregada em termos de aparelhos pequenos equivalentes, como se estivssemos tratando de um nico produto. Se o planejamento dos recursos tiver sido executado com sucesso, ao fazer a desagregao teremos os recursos necessrios para atender demanda exatamente como se o planejamento tivesse sido feito de forma desagregada.

Por se situar no nvel ttico, lidar com a atividade-fim da empresa e ter implicaes direta na execuo da estratgia da empresa, o planejamento agregado abrange diversas funes gerenciais. Assim, seu desenvolvimento frequentemente responsabilidade da alta gerncia e coordenado por seus assessores.

Desenvolvimento do Plano AgregadorPara dar incio ao planejamento agregado, importante que fiquem claros os objetivos estratgicos da empresa.

Alm do objetivo de maximizar o lucro, outros aspectos dos objetivos estratgicos devem ser levados em conta.

Bom atendimento ao cliente;Melhoria da qualidade dos produtos;Mais cuidado da manuteno;Menor rotatividade de pessoal;Planos de contingncias;Riscos de diversas naturezas.

Objetivos e Condicionantes do Plano Agregador

Os objetivos do plano podem ser representados por restries ou metas.

Como valores monetrios, em geral, so mais fceis de interpretar e de quantificar, frequentemente mais adequado colocar como objetivo a maximizao do lucro e tratar outros objetivos como restries.

Metas e Restries do Plano Agregador

Uma questo central no planejamento agregado como fazer face sazonalidade da demanda.Estratgias BsicasPara ajustar a capacidade de produo s metas de vendas temos as estratgias:

Seguidora;Nivelada;Mista.Agregao e MedidasDados e sua ObtenoObjetivos e critrios para avaliaoProdutividadeRestriesCustosPremissasDeterminao do Horizonte, Horizonte Deslizante e Perodo de congelamento.Outros Fatores

Atividades e Decises Para a Elaborao do Modelo de Planejamento AgregadoIntuitiva Grfica: Os mtodos intuitivos utilizam planilhas de clculo e grficos para auxiliar a elaborao manual do plano agregado com base nas estratgias bsicas mencionadas (Seguidora, Nivelada e Mista), fazendo ajustes julgados necessrios.

Uma desvantagem deste mtodo que so gerados diversos planos e comparados em relao ao custo total assemelhando-se a um processo de tentativa e erro, dificilmente se alcana um plano agregado timo.

Tcnicas Para SoluoCusto Total = Custo total produo + Custo manter estoqueObjetivo: minimizar o custo total do plano agregado.Tcnicas Para SoluoProgramao Matemtica: A programao matemtica uma tcnica para obter uma soluo tima para problemas, atravs da minimizao ou maximizao de uma funo-objetivo.

Em geral, as variveis dessa funo objetivo no so completamente livres, mas sim, sujeitas a condies matemticas, frequentemente na forma de equaes ou desigualdades denominadas restries. EX:

Na maioria das empresas, a tcnica que prevalece a experincia dos planejadores na elaborao dos planos.

Tcnicas Para SoluoNo planejamento agregado, determinamos os recursos comuns que estaro disponveis para a produo em cada perodo do horizonte de planejamento, utilizamos a demanda agregada para famlias de produtos representadas por quantidades equivalentes de um nico produto ou de um produto sinttico.

No entanto, nem todos os recursos necessrios esto contemplados, faltam ainda os recursos que, por serem utilizados por alguns poucos, ou um nico produto, logicamente no podem ser tratados no planejamento agregado, para esses recursos necessrio um planejamento desagregado.Desagregao da Capacidade Planejamento Mestre da Produo (MPS)O planejamento desagregado leva em conta a capacidade disponvel e a distribui entre os vrios produtos finais de acordo com os pedidos firmes j em carteira e com a demanda prevista para um futuro bem mais prximo.

Neste planejamento, que se situa ainda no nvel ttico, mas j prximo do nvel operacional, considera-se a capacidade disponvel numa escala de tempo mais fina, enxergando-se um perodo que normalmente de uma semana (time bucket).

Esse processo inicial do planejamento desagregado geralmente conhecido como desagregao da capacidade.

Planejamento Desagregado

Programa Mestre da Produo Para elaborar o programa mestre da produo de determinado produto, as seguintes entradas so necessrias:

Estoque inicial do perodo anterior (on-hand);Previso de demanda desagregada;Pedidos firmes de clientes (firm orders);

Como produto da programao mestre, temos:

Estoque projetado;Recebimento do MPS;Disponvel para prometer (available-to-promise, ATP). Estoque no comprometido;

O que mais interessa ao PCP so o tempo e as quantidades de produo, o que mais interessa ao pessoal de vendas , a cada instante, quanto de material eles dispem para vender segundo o MPS, ou seja, o que de Disponvel para prometer ao cliente.

Disponibilidade Para Venda (ATP)Planejamento Aproximado da Capacidade - (RCCP) Embora um plano se mostre vivel em termos de estoques projetados e atendimento aos pedidos firmes, a execuo do plano ainda pode ser invivel ao consideramos a capacidade dos recursos de produo.

No nvel do MPS, essa verificao de capacidade conhecida como planejamento aproximado da capacidade (Rough Cut Capacity Planning, RCCP), ou ainda clculo de capacidade de mdio prazo.O processo de reviso do MPS constante, uma vez elaborado, o plano deve ser vivel em termos de custos, capacidade e prazo. S ento o programa mestre de produo deve ser autorizado e suas sadas transferidas para o MRP.

Assim como no planejamento agregado, o MPS tambm possui perodos de congelamento (time fences).

Em geral, subdivide-se a programao mestre em quatro estgios temporais.

Implementao e Execuo do MPSa programao est congelada, qualquer mudana crtica e dever ser aprovada por altos nveis hierrquicos (relacionado ao curtssimo prazo).

a programao firme por cerca de trs perodos, e as alteraes ainda so perturbadoras, mas em menor extenso que no primeiro.

a programao cheia, pois toda capacidade foi alocada, mas mudanas so bem absorvidas sem maiores impactos.

a programao aberta, pois quaisquer mudanas podem ser realizadas em sem maiores problemas.

Os 4 Estgios Temporais da Programao Mestre Os diferentes tipos de ambientes de produo podem implicar em diferentes estratgias de produo.Em ambientes MTS (make-to-stock), possvel utilizar as mesmas estratgias bsicas adotadas no planejamento agregado nivelada, seguidora ou mista.Em ambientes ATO (assemble-to-order), ou montagem sob encomenda, o produto final no conhecido at o momento de seu pedido, mas seus subconjuntos so semelhantes, o que elimina a estratgia de nivelamento.Em ambientes MTO (make-to-order), a incerteza tambm est presente nos nveis de subconjuntos, restando apenas ser possvel estocar no nvel de matrias-primas e alguns componentes.

Ambiente de Produo vs. Estratgia de Produo O caso extremo da incerteza no ambiente de produo ETO (engineering-to-order), normalmente a empresa no conhece as caractersticas do produto, nem mesmo ao nvel de matria-prima. A nica estratgia possvel passa a ser seguir a demanda.

Por tratar da atividade-fim da empresa, o planejamento ttico envolve outras reas da organizao. Por isso o planejamento agregado pode ser visto como base para o que algumas empresas chamam de plano anual de produo (em manufatura) ou plano anual de operaes (em servios), ou ainda, como parte do planejamento de vendas e operaes, S&OP (Sales and Operations Planning). O S&OP o processo de planejamento que promove a comunicao entre reas da organizao para se chegar a um plano coerente e eficiente, as quais focam o equilbrio entre a demanda e a oferta de produtos dentro de um horizonte de tempo considerado.

Consideraes FinaisFIM...