Caderno de Prova - Pc Pe - Tipo 1

  • Published on
    13-Jul-2016

  • View
    9

  • Download
    2

DESCRIPTION

Caderno de Prova - Pc Pe - Tipo 1

Transcript

  • Secretaria de Defesa Social / Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 1/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    CONHECIMENTOS GERAIS

    PORTUGUS

    TEXTO 1

    O policial militar tem boa formao para o desempenho de sua funo? Sabemos que no. Por qu? Vencimentos, origem,

    atrativos, etc. Partindo dessa premissa, refletimos: quem o policial militar? um ser extraterrestre? No, sou eu, voc, somos ns fardados.

    O policial militar violento? . Mas por qu? Bem, alm de sermos violentos, recebemos uma instruo ou preparo e vivemos quase sempre violentados. O Estado nos violenta. Ns somos violentados. Esta a primeira reflexo. Significa, ento, que no s o policial violento? Absolutamente no.

    A todo momento, a toda hora, experimentamos a violncia. A nossa formao e origem por demais violenta, basta rebuscar na histria; em outras palavras, no temos pedigree. Estamos, sim, tentando, lutando, enfrentando para conter a violncia, mas no percamos de vista que somos produto dessa violncia. Da Polcia Civil, como de qualquer outra corporao ou segmento, quanto violncia, digo o mesmo.

    Nos conventos para padre, nas igrejas, h violncia; logicamente que no consiste na acepo pura da palavra, ou seja, fsica, mas na leso aos direitos, sendo at mesmo preteridos. No creio que extinguir a Polcia Civil ou Militar seria a soluo correta. o mesmo que a pena de morte. No podemos matar para extirpar as conseqncias. Devemos, sim, acabar com a causa. Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. O ideal, creio, seria repensar a sua reestruturao. Partindo do homem, o policial h de ser qualificado para a funo, h de possuir as condies para o trabalho e ser recompensado altura, pois s assim poder ser cobrado.

    O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados, no os prepara suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis, os cidados. O Estado absolutamente omisso, isto em todos os aspectos. O culpado o sistema, e o engodo, a farsa dos polticos inescrupulosos, de mentira, faz de conta. O policial violento, despreparado, revoltado, no tem condies de trabalhar, mas o culpado no o policial, nem o povo, mas o sistema, o governo, o Estado.

    LEMOS, Ricardo T. Texto disponvel em http://campus.fortunecity.com/clemson/493/jus/m04-003.htm. Acesso em 15/10/2006. Adaptado.

    Pela compreenso do Texto 1, podemos dizer que ele objetiva, principalmente: A) questionar as razes de os policiais civis e militares serem to violentos quando esto em servio. B) posicionar-se contrariamente em relao violncia, que tem caracterizado o trabalho da polcia brasileira. C) criticar a maneira de agir da polcia brasileira, que, abusando do poder, comete atos de violncia diariamente. D) expor algumas das causas que justificam o modo de agir dos policiais brasileiros, e os eximir de culpa. E) conclamar a populao brasileira para que lute contra a violncia dos policiais, militares e civis.

    Segundo o Texto 1, os seguintes argumentos explicam a violncia por parte dos policiais: 1. sem violncia por parte da polcia no se pode conter a violncia da sociedade. 2. os policiais de hoje so resultado de uma formao violenta, no passado. 3. sem violncia, os policiais no tm condies de sobrevivncia. 4. a violncia policial uma espcie de resposta violncia praticada pelo Estado. Esto corretos:

    A) 2 e 4, apenas. B) 1, 2 e 3, apenas. C) 1, 3 e 4, apenas. D) 1 e 3, apenas. E) 1, 2, 3 e 4.

    QUESTO 01

    QUESTO 02

  • Secretaria de Defesa Social / Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 2/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    pergunta: quem o policial militar?, o Texto 1 responde: A) algum que recebe boa formao para o desempenho de

    sua funo, a qual tem diversos atrativos. B) um indivduo que, semelhana de um extraterrestre, no

    consegue adaptar-se violncia diria. C) uma pessoa cuja funo principal a de combater a

    violncia que existe nos conventos e nas igrejas. D) um profissional violento, despreparado e absolutamente

    omisso em todos os aspectos, por culpa do Estado. E) um cidado comum, como qualquer outro, que se

    comporta segundo um treinamento que recebeu.

    No que se refere concordncia verbal, analise os enunciados abaixo. 1. O resultado das pesquisas realizadas recentemente mostram

    que o brasileiro no confia na sua polcia. 2. Estvamos to apavorados que nenhum de ns ousamos

    desafiar a fora policial. 3. Durante as comemoraes, a populao ficou tranqila,

    porque haviam diversos policiais guardando o local. 4. J faz muitos anos que a populao recifense no se sente

    segura para sair de casa noite. 5. preciso frear a violncia; mas, para isso, faltam coragem

    e determinao.

    Est(o) correto(s), apenas: A) 2 e 3. B) 4 e 5. C) 1 e 3. D) 3. E) 1, 2 e 4.

    No trecho: O Estado... no lhes d as mnimas condies de trabalho..., a regncia do verbo cria condies para o uso adequado do pronome sublinhado. Assinale a alternativa em que o uso desse pronome tambm est correto. A) Os policiais no quiseram participar da festa, embora o

    dono lhes tivesse convidado. B) Apesar de vrios policiais estarem de guarda, os assaltantes

    pareciam no lhes ver. C) Os policiais cobraram do Estado as condies de trabalho

    que este lhes prometera. D) Os cidados esto clamando por menos violncia, mas a

    polcia no lhes ouve. E) Os assaltantes conseguiram fugir, e a polcia no lhes

    encontrou ainda.

    Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. O ideal, creio, seria repensar a sua reestruturao. Como sabemos, a posio do termo sublinhado no fixa. Assinale a alternativa em que a mudana de posio desse termo provoca incoerncia no enunciado.

    A) Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. O ideal seria, creio, repensar a sua reestruturao.

    B) Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. Creio: o ideal seria repensar a sua reestruturao.

    C) Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. O ideal seria repensar a sua reestruturao, creio.

    D) Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, talvez. O ideal seria repensar, creio, a sua reestruturao.

    E) Extinguir a Polcia Militar ou Civil seria soluo poltica e paliativa, creio talvez. O ideal seria repensar a sua reestruturao.

    O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados, no os prepara suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis, os cidados. Para o trecho acima, assinale a alternativa em que a pontuao est incorreta.

    A) O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados, no os prepara suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis: os cidados.

    B) O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados. No os prepara suficientemente; no lhes d as mnimas condies de trabalho; e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis, os cidados.

    C) O Estado, recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados. No os prepara, suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis; os cidados.

    D) O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados; no os prepara suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis: os cidados.

    E) O Estado recruta pessoas sem condies at mesmo de sobrevivncia, verdadeiros renegados. No os prepara suficientemente, no lhes d as mnimas condies de trabalho e os abandona como feras feridas, lobos atrs de suas presas fceis os cidados.

    QUESTO 03

    QUESTO 04

    QUESTO 05

    QUESTO 06

    QUESTO 07

  • Secretaria de Defesa Social / Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 3/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    No podemos matar para extirpar as conseqncias. Neste trecho, a palavra sublinhada est grafada de maneira correta. Assinale a alternativa na qual a palavra sublinhada est grafada incorretamente. A) As crticas feitas polcia brasileira so extensivas de outros pases. B) A multido extendeu os braos em sinal de protesto contra a violncia policial. C) Criminosos com uma extensa folha policial so, em geral, os mais violentos. D) De fato, alguns policiais extrapolam sua autoridade, e agem com muita violncia. E) Para o policial, aceitar suborno comparado a crime de extorso.

    TEXTO 2

    Um tributo aos policiais

    Quando erram, ns no lhes perdoamos. Somos, freqentemente, implacveis com eles. At que, num fim de semana trgico, vislumbramos o que seria de ns sem a polcia. Aos mortos, e aos vivos, fazemos um tributo. Eles so a linha de frente da democracia. Para alm de manter a ordem, sua funo garantir nossa liberdade.

    H coisas que consideramos certas, como o ar que se respira, e que s valorizamos quando as perdemos, como a sade, a liberdade, a vida. fcil critic-los, so eles que morrem por ns. Num fim de semana, trinta e cinco se foram. Dia das mes, dia do enterro dos filhos.

    Policiais civis... Militares... Um bombeiro! O nome oficial agente do estado, mas desde crianas, aprendemos a cham-lo de "seu guarda". Guardam. Vivem, e morrem, para nos guardar.

    Quem sabe, esta tragdia no seja a oportunidade que nos faltava para refletir sobre esses homens e mulheres, que por to pouco soldo, protegem algo muito frgil, delicado: a construo do Brasil. Sua principal arma no de fogo, nem branca, letra, palavra: o nome da lei.

    Publicado por Estrutura SSPJ, em 26/05/2006. Adaptado.

    Logo a partir do ttulo, podemos afirmar que o Texto 2 foi escrito como uma forma de:

    A) protestar. B) satirizar. C) parodiar. D) homenagear. E) ironizar.

    Assinale a alternativa em que todas as palavras devem receber acento grfico.

    A) refem orfo boia B) ferias itens taxi C) rubrica caju juiz D) reles quiromancia raiz E) umido economia aqui

    QUESTO 08

    QUESTO 09

    QUESTO 10

  • Secretaria de Defesa Social / Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 4/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    RACIOCNIO LGICO

    Supondo que todos os cientistas so objetivos e que alguns filsofos tambm o so, podemos logicamente concluir que: A) no pode haver cientista filsofo. B) nenhum filsofo objetivo. C) algum filsofo cientista. D) se algum filsofo cientista, ento ele objetivo. E) alguns cientistas no so filsofos.

    Em um pas estranho sabe-se que as pessoas esto divididas em dois grupos: o grupo dos que tm uma idia original e o grupo dos que tm uma idia comercializvel. Sabe-se tambm que 60% das pessoas tm uma idia original e apenas 50% tm idias comercializveis. Podemos afirmar que: A) 15% das pessoas tm idias originais e comercializveis. B) 65% das pessoas tm idias originais e no-

    comercializveis. C) 10% das pessoas tm idias originais e comercializveis. D) 30% das pessoas tm idias comercializveis, mas no

    originais. E) 70% das pessoas tm idias originais e no-

    comercializveis. Luciano, Cludio e Fernanda so trs estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cludio ou Fernanda estuda Frege, mas no ambos; 2) Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas no ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cludio estuda Wittgenstein, mas no ocorrem as duas opes simultaneamente; 4) Fernanda ou Cludio estuda Wittgenstein, mas no ambos. Luciano, Cludio e Fernanda estudam respectivamente: A) Kant, Wittgenstein e Frege. B) Frege, Wittgenstein e Kant. C) Kant, Frege e Wittgenstein. D) Wittgenstein, Kant e Frege. E) Frege, Kant e Wittgenstein.

    Se Ludwig entende de Lgica, ento h um rinoceronte na sala. Se h um rinoceronte na sala, ento Bertrand no entende de Lgica. Se Bertrand no entende de Lgica, ento George culpado. Mas George no culpado. Logo:

    A) H um rinoceronte na sala e Ludwig no entende de Lgica.

    B) No h um rinoceronte na sala e Ludwig entende de Lgica.

    C) Bertrand entende de Lgica e no h um rinoceronte na sala.

    D) H um rinoceronte na sala e Bertrand no entende de Lgica.

    E) Bertrand no entende de Lgica, mas Ludwig entende.

    Supondo que cronpios e famas existem e que nem todos os cronpios so famas podemos concluir logicamente que: A) Nenhum cronpio fama. B) Algum cronpio no fama. C) Algum cronpio fama. D) Todos os cronpios so famas. E) Nenhum fama cronpio.

    NOES DE INFORMTICA

    Acerca do Microsoft Word 2003, considere os cones de atalho:

    Analise as afirmativas a seguir: 1. O cone nmero 2 a opo rpida de visualizar impresso. 2. O cone nmero 3 habilita o tradutor de idiomas do Word. 3. O cone nmero 4 desabilitado por padro. Trata-se do

    cone de copiar um texto selecionado para a rea de transferncia do Windows. O cone nmero 4 habilitado no ato da seleo de um texto.

    4. O cone nmero 7 o pincel. a opo rpida de realar textos ou partes de textos com cores.

    Esto corretas: A) 1 e 2, apenas. B) 1, 3 e 4, apenas. C) 1 e 3, apenas. D) 1, 2 e 3, apenas. E) 1, 2, 3 e 4.

    QUESTO 16

    QUESTO 11

    QUESTO 12

    QUESTO 13

    QUESTO 14

    QUESTO 15

  • Secretaria de Defesa Social / Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 5/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    Sobre o Microsoft Windows XP, assinale a alternativa correta:

    A) Ao instalar o sistema operacional Windows XP, a

    instalao do browser Internet Explorer automtica. B) A desinstalao do Internet Explorer do Windows XP no

    permitida. C) O Windows XP no permite a instalao de outro browser

    para navegao na Internet, como o Firefox, por exemplo. D) O Windows XP traz em seu pacote padro de instalao o

    Outlook 2003 como ferramenta padro para leitura de emails.

    E) O Windows XP traz em seu pacote padro de instalao o Antivrus AVG.

    No item Opes da Internet, acessado a partir do menu Ferramentas do Internet Explorer, podem ser configurados alguns parmetros da conexo com a rede Internet. Assinale a alternativa correta: A) Nas Opes da Internet definido o endereo IP do

    servidor DNS (Domain Name System) utilizado para resoluo de nomes de domnio.

    B) possvel definir que a mquina obter seu endereo IP automaticamente, utilizando um servidor DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol).

    C) Nas Opes da Internet pode-se definir o endereo IP da mquina.

    D) possvel definir o programa que ser utilizado para leitura de emails.

    E) possvel habilitar o Firewall do Windows, para garantir que o usurio navegar, com segurana, pela Web.

    Para melhor desempenho de uma unidade de disco de uma mquina com sistema operacional Windows XP, desejvel a execuo de operaes como limpeza dos discos e desfragmentao. Acerca da melhoria do desempenho do disco, assinale a alternativa correta: A) possvel desfragmentar a unidade de disco de uma

    mquina, clicando com o boto direito do mouse sobre a unidade desejada e selecionando a opo Desfragmentar.

    B) As ferramentas de desfragmentao e limpeza dos discos so acessadas atravs do painel de controle.

    C) H uma ferramenta de checagem de erros na unidade de disco que pode ser usada em busca de erros fsicos. Esta ferramenta pode ser acessada atravs da opo Propriedades da unidade desejada.

    D) Para limpeza do disco, uma das opes abrir as propriedades do Meu Computador na mquina do usurio, selecionar a aba Hardware e pressionar o boto Limpeza de disco.

    E) A opo de desfragmentao aumenta o espao livre do disco ao juntar todo o contedo armazenado.

    Com referncia a tecnologia de discos rgidos, assinale a alternativa correta: A) O disco rgido, popularmente conhecido como HD,

    composto de discos (onde os dados so armazenados), cabeote de leitura e gravao, atuador e controladora.

    B) Durante a formatao do disco definida a geometria de armazenamento dos dados, alm da velocidade com que estes dados so acessados.

    C) Um disco rgido em uma mquina com Windows XP pode, apenas, ser formatado como NTFS.

    D) Um disco rgido formatado como NTFS pode ser convertido em FAT sem haver necessidade de apagar os dados.

    E) O desempenho em termos de velocidade de um disco formatado com NTFS superior ao desempenho de um disco formatado com FAT.

    QUESTO 17

    QUESTO 18

    QUESTO 19

    QUESTO 20

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 6/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    CONHECIMENTOS ESPECFICOS

    DIREITO CONSTITUCIONAL

    De acordo com o que reza o art. 5. da Constituio Federal de 1988, assinale a alternativa incorreta:

    A) Todo direito individual um direito fundamental, e todo direito fundamental um direito individual.

    B) Alm do catlogo dos direitos fundamentais previsto no texto constitucional, possvel haver direitos fundamentais decorrentes de princpios constitucionais e de tratados internacionais em que a Repblica Federativa do Brasil seja parte.

    C) Dentro do quadro da hierarquia das normas, os tratados internacionais ingressaro no ordenamento jurdico brasileiro com status de norma infraconstitucional. Exceo se d em relao aos tratados internacionais sobre direitos humanos, que podero ingressar no ordenamento jurdico ptrio com status de norma constitucional.

    D) Os direitos e garantias individuais fazem parte do ncleo duro da Constituio Federal. Ou seja, no ser objeto de deliberao a proposta de emenda tendente a aboli-los.

    E) comum falar-se em relatividade dos direitos fundamentais, na medida em que se entende que eles no so absolutos.

    Analise o seguinte caso: Um agente da polcia civil do Estado de Pernambuco, investigando um crime praticado em 2001, realiza diligncia destinada captura de documentos que podem comprovar as prticas ilcitas de um advogado que est sendo investigado. No curso da diligncia, o agente, sem autorizao judicial, invade a residncia do advogado s 16 horas e 30 minutos de uma segunda-feira e, nada encontrando, dirige-se ao seu escritrio de advocacia. s 22 horas e 01 minuto, o agente invade o escritrio, apreendendo os documentos perseguidos.. Considerando o caso supra e considerando o disposto no art. 5. da Constituio Federal de 1988, assinale a alternativa incorreta. A) A residncia do advogado no poderia ter sido violada sem

    ordem judicial. B) O escritrio do advogado no poderia ter sido violado sem

    ordem judicial. C) Mesmo se o agente houvesse obtido uma ordem judicial

    para invadir o escritrio, a apreenso dos documentos seria inconstitucional pelo horrio em que se deu.

    D) A utilizao dos documentos apreendidos como meio de prova em um processo judicial poderia contaminar e invalidar eventual sentena condenatria contra o advogado, com base na teoria dos frutos da rvore envenenada.

    E) Se o agente houvesse ingressado na residncia do advogado para prestar socorro, poderia ento apreender os documentos sem que se pudesse argir, no futuro, a invalidade de seu ato de apreenso por violao domiciliar.

    Considerando as normas constitucionais definidoras dos direitos individuais na Constituio Federal de 1988, correto afirmar que: A) uma lei no pode determinar aos deficientes visuais

    associarem-se na federao brasileira de adestradores e criadores de ces-guia, como condio de utilizao do co-guia em locais pblicos.

    B) a liberdade de associao inclui a possibilidade de um jovem associar-se para o exerccio do chamado direito de resistncia armada.

    C) a criao de associaes independe de autorizao estatal. Todavia, exige-se sempre tal autorizao quando se tratar de cooperativas.

    D) as associaes s podero ter suas atividades suspensas por deciso judicial transitada em julgado.

    E) as entidades associativas, expressamente autorizadas ou no, tm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente, em virtude do amplo poder postulatrio concedido a elas pela atual Constituio Federal.

    Considerando o princpio da inafastabilidade do Poder Judicirio na Constituio Federal de 1988, assinale a alternativa correta: A) Ele se dirige apenas ao legislador, j que implica a

    proibio da criao de leis que excluam da apreciao do Poder Judicirio uma leso ou ameaa de leso a direito.

    B) Ele se dirige ao legislador, mas tambm se dirige ao juiz. Uma decorrncia disto a proibio do non liquet.

    C) Uma implicao prtica do princpio da inafastabilidade possibilidade de se exigir, no contencioso administrativo, o prvio exaurimento de todos os recursos administrativos, com ou sem efeitos suspensivos.

    D) Se um ato administrativo praticado, e se desse ato couber um recurso administrativo, deve o prejudicado recorrer administrativamente para, s aps, ingressar com alguma ao judicial.

    E) O Poder Judicirio poder admitir irrestritamente as aes relativas disciplina e s competies desportivas, independentemente de esgotarem-se as instncias da justia desportiva.

    QUESTO 21

    QUESTO 22

    QUESTO 23

    QUESTO 24

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 7/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    Analisando a repartio de competncias legislativas na Constituio Federal de 1988, correto afirmar que: A) as matrias de legislao concorrente no podem ser objeto

    de leis municipais. B) a supervenincia de lei federal dispondo sobre normas

    gerais revoga a lei estadual, no que lhe for contrrio. C) a matria de licitao, muito embora esteja prevista no art.

    22 da Constituio Federal (que trata sobre competncia privativa da Unio), pode ser considerada como de competncia concorrente, razo pela qual os Estados-membros podem, desconsiderando lei federal sobre a matria, editar suas respectivas normas gerais.

    D) a competncia para legislar sobre assuntos de interesse local no da Unio, mas sim dos Estados-membros.

    E) a competncia para legislar sobre assuntos de interesse local classificada como competncia privativa, e no concorrente.

    Ainda no que se refere repartio de competncias na organizao do Estado Federal brasileiro na Constituio Federal de 1988, assinale a alternativa correta: A) H, em regra, hierarquia entre leis federais, estaduais e

    municipais; B) constitucional a previso, por parte de norma geral da

    Unio, do direito de secesso. C) Os municpios, no Brasil, so considerados unidades da

    federao, no contexto de um federalismo tridimensional; por essa razo, exercem competncias legislativas e competncias materiais.

    D) A Constituio adota o chamado federalismo dual, no prevendo espaos para o desenvolvimento do federalismo cooperativo no mbito da diviso de competncias.

    E) Aos territrios federais so tambm entregues competncias materiais e legislativas. Por serem considerados unidades da federao, contam, inclusive, com representao paritria no Senado Federal.

    No que se refere Administrao Pblica na Constituio Federal de 1988, correto afirmar que: A) h Administrao Pblica nos trs Poderes da Unio.

    Assim, o Poder Judicirio, quando realiza funo administrativa, pode tambm ser considerado Administrao Pblica; o mesmo no ocorre com o Poder Legislativo, que no pode ser considerado Administrao Pblica por exercer funo eminentemente poltica.

    B) um Delegado da Polcia Civil do Estado de Pernambuco, ao se deparar com uma coliso entre uma lei e a Constituio, deve preferir a aplicao da lei, por fora do princpio da legalidade.

    C) no h diferena jurdico-constitucional entre funes de confiana e cargos em comisso, pois ambos destinam-se ao exerccio de atribuies de direo, chefia e assessoramento.

    D) a Constituio Federal define o percentual de dez por cento de cargos e empregos pblicos a serem preenchidos por pessoas portadores de deficincia.

    E) O direito de greve de servidor pblico independe de regulamentao infraconstitucional.

    Ainda no que se refere aos servidores pblicos na Constituio Federal de 1988, correto afirmar que: A) o teto de todo o funcionalismo pblico estadual toma como

    base o salrio do Presidente da Assemblia Legislativa, pois, de acordo com o que reza a Constituio, os vencimentos dos cargos do Poder Executivo no podero ser superiores aos pagos pelo Poder Legislativo.

    B) havendo compatibilidade de horrios, titular de cargo pblico de enfermeiro pode prestar novo concurso para o mesmo cargo, vindo a acumular licitamente os dois cargos no mesmo Hospital.

    C) a pessoa contratada por tempo determinado para atender a necessidade temporria de excepcional interesse pblico passa a ser titular de cargo efetivo, incidindo sobre ela todo o regime jurdico dos servidores pblicos, incluindo a chamada estabilidade.

    D) a estabilidade do servidor pblico ocorre aps trs anos de efetivo exerccio e implica a impossibilidade deste vir a perder seu cargo, a no ser, exclusivamente, por deciso judicial transitada em julgado.

    E) o servidor pblico, investido em mandato eletivo estadual ou federal, deve se afastar de seu cargo, no sendo permitido a ele optar pela sua remunerao.

    QUESTO 25

    QUESTO 26

    QUESTO 27

    QUESTO 28

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 8/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    Sobre Segurana Pblica na Constituio Federal de 1988, assinale a alternativa correta: A) A Polcia Civil, na instruo de um inqurito penal,

    encontra-se no exerccio da funo de polcia judiciria, e no no exerccio do poder de polcia administrativa.

    B) Por fora do princpio da simetria federativa, as apuraes de infraes penais militares so de incumbncia da polcia federal, no plano federal, e da polcia civil, no plano estadual.

    C) De acordo com o que consta na Constituio do Estado de Pernambuco, uma infrao penal ocorrida no Estado de Pernambuco deve ser exclusivamente apurada pela Polcia Civil, mesmo que haja repercusso interestadual e exija represso uniforme.

    D) O Corpo de Bombeiros no rgo que integra a segurana pblica.

    E) De acordo com o que consta da Constituio do Estado de Pernambuco, as polcias civis podem ser dirigidas por delegados de polcia, por escrives ou por agentes, desde que sejam servidores de carreira.

    Ainda sobre a Segurana Pblica, assinale a alternativa correta: A) O crime de descaminho, se j estiver sendo apurado pelos

    rgos fazendrios competentes, interrompe a investigao da polcia judiciria, tendo em vista a preferncia do rgo fazendrio na fiscalizao do pagamento de tributos.

    B) A Polcia Rodoviria Federal tem como uma de suas atribuies a atuao no patrulhamento ostensivo das rodovias federais, no tendo, porm, competncia para patrulhar ferrovias federais.

    C) A execuo das atividades de defesa civil no incumbncia da polcia ou corpo de bombeiros militares, mas sim da polcia civil.

    D) Enquanto a polcia civil se subordina ao Governador do Estado, a polcia militar se subordina, primeiramente, ao Ministro da Defesa e, subsidiariamente, ao Governador do Estado.

    E) Dentre as competncias da Guarda Municipal, inclui-se o exerccio da polcia judiciria, em relao unicamente aos crimes praticados contra os bens, servios e instalaes do Municpio.

    DIREITO ADMINISTRATIVO

    Sobre o conceito de Administrao Pblica, assinale a alternativa incorreta:

    A) A Administrao Pblica, em sentido material, compreende as funes necessrias aos servios pblicos em geral.

    B) A Administrao Pblica realiza atividades concretas dirigidas a satisfazer as necessidades coletivas.

    C) A Administrao Pblica o instrumental de que dispe o Estado para pr em prtica as aes polticas do Governo.

    D) A Administrao Pblica pratica atos de execuo, com maior ou menor autonomia, segundo a competncia do rgo e de seus agentes.

    E) Comparativamente, o Governo atividade neutra, normalmente vinculada lei ou norma tcnica e a Administrao Pblica atividade poltica e discricionria.

    A respeito da hierarquia na Administrao Pblica, correto afirmar:

    A) O poder de emitir ordens correlaciona-se ao dever de obedincia dos subordinados, que abrange at mesmo aqueles atos que constituam tipos penais.

    B) Os rgos hierarquicamente superiores do Estado devem controlar os atos dos rgos inferiores, mas vedada a declarao de nulidade sem a provocao de terceiros ofendidos pelo ato.

    C) A hierarquia pressupe o poder de editar atos com o objetivo de ordenar a atuao dos subordinados.

    D) O rgo hierarquicamente superior nunca pode delegar aos rgos subordinados atribuies suas.

    E) De acordo com o poder hierrquico, o rgo inferior pode aplicar sanes aos superiores em caso de infraes disciplinares.

    Sobre o conceito de hierarquia aplicvel Administrao Pblica, assinale a alternativa correta:

    A) Hierarquia traduz essencialmente uma relao de coordenao entre os vrios rgos e agentes do Executivo, e no subordinao.

    B) H hierarquia nos Poderes Judicirio e Legislativo quando estes exercem suas funes prprias, mas inexiste nas atividades de organizao de seus servios administrativos.

    C) A hierarquia age como meio de responsabilizao dos agentes administrativos, impondo-lhes o dever de obedincia.

    D) Na relao hierrquica, o inferior no fica impedido de apreciar a convenincia e a oportunidade dos atos emanados da autoridade superior, sendo seu dever contrari-las se forem inadequadas.

    E) A hierarquia retira do superior hierrquico as resolues polticas, no sentido da escolha do objeto, dos meios e da oportunidade mais convenientes consecuo dos fins governamentais.

    QUESTO 31

    QUESTO 32

    QUESTO 33

    QUESTO 29

    QUESTO 30

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 9/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    No exerccio de suas competncias, o Estado pode limitar direitos individuais em benefcio do interesse pblico. A respeita desse poder, indique a alternativa incorreta: A) A expedio de licenas e de alvar de funcionamento

    representa exerccio do poder de polcia. B) Os atos de polcia podem ser executados pela prpria

    Administrao Pblica, desde que sua promoo seja previamente autorizada pelo Poder Judicirio.

    C) O ato de polcia tem fora coercitiva. D) A autoridade que se afasta da finalidade pblica

    motivadora do ato de polcia incide em desvio de poder. E) O ato de polcia deve respeitar a proporcionalidade entre o

    meio escolhido e o propsito que se pretende alcanar. Indique a alternativa incorreta sobre o Poder de Polcia: A) O poder de polcia o conjunto de atribuies concedidas

    Administrao Pblica para disciplinar e restringir, em favor do interesse pblico adequado, direitos e liberdades individuais.

    B) O poder de polcia encontra seu fundamento no princpio da supremacia do interesse pblico sobre a legalidade, devendo esta ser sacrificada para a consecuo daquele.

    C) So atributos do poder de polcia a auto-executoriedade e a coercibilidade.

    D) condio de validade do poder de polcia a proporcionalidade entre a restrio imposta pela Administrao e o benefcio social que se tem em vista.

    E) Na escolha do modo de efetivar as medidas de polcia no se compreende o poder de utilizar meios ilegais para sua consecuo.

    A Empresa X foi contratada pelo Municpio Y para a execuo de obras de engenharia em ruas da municipalidade. Indique o ato administrativo formal adequado para que o rgo contratante autorize o incio das obras contratadas:

    A) Emenda Constituio. B) Resoluo. C) Portaria. D) Decreto. E) Ordem de servio.

    Assinale a alternativa incorreta sobre os atos administrativos formais: A) Decreto independente ou autnomo o que dispe sobre

    matria ainda no regulada especificamente em lei. B) Decreto regulamentar ou de execuo o que visa a

    explicar a lei e facilitar sua execuo, aclarando seus mandamentos e orientando sua aplicao.

    C) Resolues so atos administrativos normativos expedidos pelas altas autoridades do Executivo, com exceo do Chefe do Executivo, ou pelos presidentes de tribunais, rgos legislativos e colegiados, para disciplinar matria de sua especfica competncia.

    D) Portarias so atos administrativos internos pelos quais os chefes de rgos, reparties ou servios expedem determinaes gerais ou especiais aos cidados no sujeitos ao poder hierrquico da Administrao Pblica.

    E) Ordens de servio so determinaes especiais dirigidas aos responsveis por obras ou servios pblicos autorizando seu incio, ou contendo imposies de carter administrativo, ou especificaes tcnicas sobre o modo e forma de sua realizao.

    A Lei Estadual n. 6.425/1972 dispe sobre o regime jurdico peculiar aos funcionrios pblicos policiais civis do Estado. Sobre o Estatuto, assinale a alternativa correta:

    A) Ressalvados o magistrio eventual em estabelecimento de

    ensino e a acumulao legal de cargos ou quando a Segurana nacional assim o exigir, a funo policial incompatvel com o desempenho de qualquer outra atividade, pblica ou privada.

    B) A gratificao de funo policial poder ser cumulada com qualquer outra referente a risco de vida.

    C) Na defesa da honra, da segurana e da integridade da ptria, o policial civil no tem, em hiptese alguma, o dever de arriscar a prpria vida.

    D) A Lei n. 6.425/1972 revogou totalmente a Lei Estadual n. 6.123/1968 (Estatuto dos Funcionrios Pblicos Civis), que no se aplica mais aos policiais civis do Estado de Pernambuco.

    E) No vedada ao funcionrio a cumulao de cargos de natureza policial.

    QUESTO 34

    QUESTO 35

    QUESTO 36

    QUESTO 37

    QUESTO 38

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 10/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    Assinale a alternativa incorreta sobre o regime disciplinar dos policiais civis:

    A) Comete transgresso disciplinar o policial civil que deixar,

    habitualmente, de saldar dvidas legtimas. B) Pratica transgresso disciplinar o policial civil que

    maltratar preso sob sua guarda ou usar de violncia desnecessria no exerccio da funo policial.

    C) causa agravante de falta disciplinar o haver sido cometida em concurso com dois ou mais funcionrios.

    D) Transgride a disciplina policial o agente que participa da gerncia ou administrao de empresas cujos fins sejam ilegais, sendo lcita sua participao nas demais empresas.

    E) A destituio de funo ter por fundamento a falta de exao no cumprimento do dever.

    Segundo o Estatuto dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Lei n. 6.425/1972), NO motivo suficiente para aplicao de pena de demisso:

    A) crime contra Administrao Pblica. B) participao na gerncia ou na administrao de empresas,

    qualquer que seja a sua natureza. C) ofensa fsica pessoa, quando em servio, salvo em

    legtima defesa ou no estrito cumprimento do dever legal. D) manuteno de relaes de amizade ou exibio em

    pblico com pessoas de notrios e desabonadores antecedentes criminais, sem razo de servio.

    E) revelao de segredo que o funcionrio conhea em razo do cargo ou funo.

    DIREITO PENAL

    Joo e Maria resolveram, de comum acordo, subtrair computadores de uma das agncias do Banco Central. Maria era funcionria do banco e se aproveitaram dessa vantagem para adentrar na agncia com sua chave particular. Juntos e sem serem notados, os meliantes procederam com xito na subtrao dos computadores. Dada a hiptese aventada, assinale a alternativa correta:

    A) Joo e Maria respondero pelo crime de peculato-furto. B) Como Joo no funcionrio pblico, para fins penais, este

    responder por furto, enquanto Maria responder por peculato.

    C) Joo e Maria, ambos respondero por furto qualificado pelo concurso de dois agentes e pelo abuso de confiana.

    D) Joo e Maria cometeram roubo, pois violaram o Banco Central, patrimnio pblico nacional.

    E) Joo responder pelo crime de condescendncia criminosa e Maria pelo crime de peculato-roubo.

    Aps diligncias policiais, foi descoberto que Srgio, junto com trs comparsas, eram os principais suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha de roubo de carros que andava circulando pelo bairro de Santo Amaro. Preso, provisoriamente, ao chegar Delegacia, Srgio foi colocado em um pau-de-arara, levou choque eltrico para que revelasse o nome dos demais integrantes da quadrilha. Dada a hiptese acima narrada, assinale a alternativa correta:

    A) Os agentes da polcia civil praticaram crime de tortura

    contra Srgio, no sendo um dos efeitos da condenao a perda do cargo pblico de policial.

    B) certo que roubo de carro crime agravado por si s. C) Apesar de os agentes terem causado intenso sofrimento

    fsico a Srgio, aqueles no praticaram o crime de tortura porque Srgio efetivamente veio a confessar o nome dos demais integrantes da quadrilha. Ou seja, o corretivo dado foi necessrio e se mostrou eficaz.

    D) Independente de qualquer delito que Srgio e seus comparsas tenham cometido, os agentes da polcia civil cometeram crime de tortura.

    E) O crime de tortura inafianvel, porm suscetvel de graa, anistia e indulto.

    Vera acaba de dar luz a Carla. Diagnosticada pelo seu mdico que se encontrava em estado puerperal e que no poderia ficar a ss com o infante, Flvio, pai de Carla, insiste e deixa Vera sozinha com o beb enquanto esta o amamenta. Em crise, Vera joga a criana no cho, de forma que Carla tem morte instantnea. Ressalte-se que Flvio tinha conhecimento da recomendao mdica para que Vera no ficasse sozinha com seu beb.

    Dada a hiptese acima narrada, assinale a alternativa correta:

    A) Vera inimputvel, logo ser absolvida. B) O verdadeiro e nico responsvel Flvio, que responder

    sozinho por homicdio qualificado. C) Flvio responder por homicdio privilegiado, com pena

    abrandada, pois acaba de perder uma filha. D) Vera responder por infanticdio, devido ao seu estado

    puerperal. E) Flvio, Vera e seu mdico respondero todos por

    homicdio qualificado pelo fato de a vtima ter sido um beb.

    Exclui a culpabilidade:

    A) o consentimento do ofendido em todos os crimes. B) ato involuntrio. C) legtima defesa. D) paixo e emoo. E) coao moral irresistvel.

    QUESTO 41

    QUESTO 42

    QUESTO 43

    QUESTO 44

    QUESTO 39

    QUESTO 40

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 11/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    So elementos da culpabilidade: A) ao e omisso. B) legtima defesa e estado de necessidade. C) imputabilidade, potencial conscincia da ilicitude e

    exigibilidade de conduta diversa. D) dolo e culpa. E) exerccio regular de direito e estrito cumprimento do dever

    legal. Assinale a alternativa correta: A) No crime formal, o resultado ocorre quando da realizao

    da conduta criminosa. B) O crime material nem sempre deixa resultado de forma a

    alterar a realidade do mundo exterior. C) O crime preterdoloso o mesmo que o crime qualificado

    pelo resultado. D) O crime de mera conduta sempre exige resultado material. E) O crime de consumao antecipada o mesmo que crime

    material.

    Assinale a alternativa correta: A) O crime unissubsistente o crime praticado por um s

    agente. B) O crime plurissubsistente admite tentativa. C) Um exemplo tpico de crime permanente o crime de

    homicdio. D) O crime unissubsistente e de dano tambm admitem

    tentativa. E) Um exemplo tpico de crime de mo prpria o crime de

    peculato.

    So excludentes da imputabilidade:

    A) embriaguez culposa. B) ausncia de discernimento. C) maioridade. D) coao material irresistvel. E) emoo e paixo.

    Constitui excludente da antijuridicidade:

    A) obedincia a ordem superior hierrquica. B) coao moral irresistvel. C) sonambulismo. D) exerccio regular de direito. E) erro de proibio.

    Constitui excludente da tipicidade: A) legtima defesa. B) estado de necessidade. C) princpio da insignificncia. D) exigibilidade de conduta diversa. E) erro de tipo escusvel.

    DIREITO PROCESSUAL PENAL Pelo princpio orientador da aplicao da norma processual penal pode-se afirmar que: A) todas as normas processuais tm aplicao imediata. B) as normas procedimentais so aplicadas conforme a fase

    processual. C) as normas mistas so aplicadas se mais benficas. D) aos processos em andamento no se aplicam as novas

    regras. E) qualquer que seja o carter das normas elas so aplicadas

    imediatamente. Do Inqurito Policial, correto afirmar que: A) essencial para subsidiar a ao penal. B) orientado pelo princpio do contraditrio. C) insubstituvel por procedimento administrativo. D) orientado pelo princpio do sigilo. E) em nenhuma hiptese, submete-se a prazo de concluso. Sobre a ao penal correto afirmar que: A) em todas as hipteses ela se inicia com base em inqurito

    policial. B) apenas as aes pblicas incondicionadas se iniciam com

    Inqurito Policial. C) o princpio da disponibilidade orienta a ao penal em

    todos os crimes. D) a ao privada e condicionada exige manifestao da

    vtima ou de quem a represente. E) ausente o exame de corpo de delito no pode ser proposta a

    ao penal.

    QUESTO 51

    QUESTO 45

    QUESTO 52

    QUESTO 53

    QUESTO 46

    QUESTO 47

    QUESTO 48

    QUESTO 49

    QUESTO 50

  • Secretaria de Defesa Social Polcia Civil de Pernambuco Concurso Pblico 2006 Cargo: Agente de Polcia / Nvel Mdio Tipo 1

    Pgina 12/12 permitida a reproduo apenas para fins didticos, desde que citada a fonte.

    O interrogatrio deve atender ao seguinte requisito: A) O direito ao silncio deve ser assegurado. B) O interrogado ser alertado que seu silncio ser entendido

    como culpa. C) imprescindvel a nomeao de curador ao menor de 21

    anos. D) Dever se fazer presente um advogado em todo

    interrogatrio. E) A ausncia do Delegado ao interrogatrio torna o ato nulo. Nas prises processuais deve ser observada a seguinte exigncia:

    A) no flagrante, que o condutor seja policial. B) na temporria, que seja requisitada ao juiz para durar de 15

    a 30 dias. C) na preventiva, que seja requerida pelo Delegado sempre

    que haja prova da materialidade e indcios de autoria. D) nos crimes de qualquer potencial ofensivo, no se exige

    clamor pblico para a priso em flagrante. E) a comunicao do flagrante ao juiz imediatamente

    imprescindvel para a validade da priso.

    Delegado ao ouvir vtima de estupro, pede que ela identifique o agressor. Ela descreve alguns traos fsicos. Dever o Delegado:

    A) fazer o auto de reconhecimento com a simples descrio da vtima.

    B) fazer, inicialmente, o reconhecimento pessoal, colocando pessoas assemelhadas para que a vtima identifique o autor.

    C) colocar quaisquer pessoas para que a vtima identifique o autor do crime

    D) imprescindivelmente fazer o retrato falado, com os dados oferecidos pela vtima.

    E) ao ouvir a descrio da vtima, colocar pessoas assemelhadas para que reconhea seu agressor e lavrar termo.

    Para a decretao da preventiva se faz necessrio:

    A) prova de autoria e materialidade. B) prova de autoria e indcios de materialidade. C) indcios suficientes de autoria, prova da materialidade de

    crime doloso e motivao. D) prova de autoria, indcios suficientes de materialidade,

    motivao e que o crime seja doloso. E) que, em havendo flagrante, o juiz transforme o flagrante

    em priso preventiva.

    Acerca do Inqurito Policial (IP) correto afirmar:

    A) s poder ser iniciado por portaria. B) a priso em flagrante poder ser incio de inqurito policial.

    desde que o Delegado faa a portaria. C) em todos os crimes o Inqurito Policial ser iniciado com

    requerimento da parte ofendida. D) o flagrante iniciar o Inqurito Policial. E) nos crimes de ao privada no se admite incio de IP com

    a priso em flagrante. A prova testemunhal tem como principal caracterstica A) oralidade, no se admitindo depoimento por escrito. B) retrospectividade, porque depem sobre fatos passados e

    no futuros. C) capacidade, pois s podem depor pessoas acima de 14

    anos. D) subjetividade, posto que fala de fatos que viu ou ouviu. E) a escritura posto que permite maior preciso dos dados. O ofendido tratado pelo Cdigo de Processo Penal: A) com as mesmas obrigaes da testemunha, inclusive com o

    compromisso. B) com a sua conduo coercitiva quando no comparece ao

    chamado da autoridade. C) seu depoimento imprescindvel na comprovao do fato

    delituoso. D) obrigatria a ouvida do ofendido em todos os crimes. E) o ofendido no tem direito a ficar em silncio, pois presta

    compromisso.

    QUESTO 54

    QUESTO 55

    QUESTO 56

    QUESTO 57

    QUESTO 58

    QUESTO 59

    QUESTO 60