Atps Etapa 1 Passo 2

  • Published on
    25-Nov-2015

  • View
    555

  • Download
    27

Transcript

SAD  Sistema de Apoio à Decisão Introdução Um sistema de informação é parte integrante das organizações, pois transformando informação em conhecimento auxilia no cumprimento desde tarefas rotineiras e simples até as não rotineiras e complexas. Por que o SAD é bom para empresa Global_Eco_Bike? Porque ajuda a decidir bem e usar tudo que tem favor como a tecnologia e as técnicas avançadas e também proporciona a compreensão do mundo que nos rodeia é bom para a organização, pois possui cada vez mais dados e mais capacidade de armazenamento e processamento. SAD são as memórias coletivas que automatizam os procedimentos, melhora as decisões e ajuda a prever o futuro. S A D â Sistema de apoio à decisão. 1.DEFINIÃÃO: São sistemas informatizados interativos que intervém na tomada de decisões e proporcionam ao usuário um acesso fácil a modelos decisórios e dados a fim de dar apoio a atividades de tomada de decisões semiestruturadas ou não estruturadas e pode estar presente desde a extração de dados, passando pelas demais áreas chegando até o utilizador.  Estes atributos foram desenvolvidos com a finalidade de dar suporte às pessoas que tomam importantes decisões dentro de uma empresa ou um simples negócio, aumentando sua capacidade e jamais substituindo suas próprias decisões. SAD's são usados quando as decisões a serem tomadas necessitam de um julgamento ou quando não são especificamente algoritmos, sendo assim é sempre necessário que se tenha um utilizador para que seja usado um sistema como esse. 2.PRINCIPAIS CARACTERÃSTICAS Como visto anteriormente, ainda não há uma definição exata do que sejam SAD's, então surgiu um acordo de quais são suas principais características: ⢠Possibilidade de desenvolvimento rápido, com a participação ativa do usuário em todo o processo; ⢠Facilidade para incorporar novas ferramentas de apoio à decisão, novos aplicativos e novas informações. ⢠Flexibilidade na busca e manipulação das informações; ⢠Individualização e orientação para a pessoa que toma as decisões, com flexibilidade de adaptação ao estilo pessoal de tomada de decisão do usuário; ⢠Real pertinência ao processo de tomada de decisão, ajudando o usuário a decidir através de subsídios relevantes; ⢠Usabilidade, ou seja, facilidade para que o usuário o entenda, use e modifique de forma interativa. ⢠Um SAD normalmente utiliza modelos para analisar situações de tomada de decisão. A capacidade de modelização permite experiências com diferentes estratégias sob diferentes configurações.  ⢠Deve ser providenciado suporte a vários níveis, desde executivos a gerentes.  Mesmo um SAD tendo essas características, as mesmas podem se alternar conforme a necessidade de aplicação do sistema. 3.COMPONENTES DE UM SAD Um Sistema de Apoio à Decisão contém os seguintes subsistemas: ⢠Subsistema de gerenciamento de dados. Este subsistema inclui a base de dados, onde está a informação relevante para a situação e é gerida por um software a que se dá o nome de Data Management System (DBMS).  ⢠Subsistema de gerenciamento do modelo. à um pacote de software que permite ao modelo capacidades analíticas (através de ferramentas de análise estatística ou financial) e de gestão. A este software é por vezes dado o nome de Model Base Management Sistem (MBMS).  ⢠Subsistema de gestão do conhecimento. Este subsistema pode realizar o papel de qualquer um dos outros subsistemas ou agir de forma independente. à responsável por fazer aumentar a "inteligência" do próprio decisor. ⢠Subsistema de Interface com o utilizador. à o subsistema que permite ao utilizador o contato com o SAD, contato esse que é feito através de comandos. ⢠O utilizador também é normalmente referido como parte do sistema. Há investigadores que defendem que muitas das contribuições dadas pelos SAD são derivadas da interação intensa que existe entre o computador e o decisor. 4.MOTIVAÃÃO PARA O USO DOS SAD's. Quando não há SAD em uma empresa suas decisões baseiam-se em fatos históricos e experiências individuais. Porém quando há SAD na empresa, além dos fatos e experiências serão incorporadas à decisão as informações citadas pelo utilizador. Baseadas neste exemplo as empresas têm aderido cada vez mais aos SAD's dos quais necessitam. Partindo do princípio de que um SAD auxilia o processo de tomada de decisão, é importante que seus conceitos retratem a cultura da organização e façam parte integrante dela, não servindo apenas para atender às necessidades específicas de um usuário. Este é o principal motivo para que as empresas implantem sistemas que auxiliam o processo de tomada de decisão. O sucesso e necessidade de um Sistema para auxílio de decisão dependem diretamente da existência dos seguintes fatores: ⢠A interface com o usuário deve ser a mais amigável possível; ⢠O modelo construído deve atender às necessidades gerais da organização e não somente às necessidades específicas de um usuário; ⢠Eventuais mudanças no sistema devem ser feitas rapidamente pelo analista de sistemas para atender a novas necessidades de informação para apoio à decisão; ⢠A obtenção das informações, internas e externas à organização, deve ser imediata; ⢠Informações sobre as decisões tomadas devem ser armazenadas e estar disponíveis para que outras pessoas as utilizem em novos processos de tomada de decisão; ⢠Os benefícios da utilização de SAD devem ser disseminados na organização através de cursos, palestras, etc. 5.VANTAGENS: ⢠Torna mais rápido a toma de decisões;  ⢠Decisões mais eficazes; ⢠Qualidade (obtenção do valor ótimo mais próximo dos nossos objetivos);  ⢠Redução de custos; ⢠Decisões mais eficientes; ⢠Melhor comunicação entre os decisores;  ⢠Melhor utilização do processo de aprendizagem. 6. SAD NA ARTE: Os mais sofisticados SAD para grandes empresas são construídos com base nos sistemas de informação para executivos (EIS - Executive Information Systems) que eram publicitados no final dos anos 80. Os EIS usavam gráficos, comunicações, e métodos de armazenamento de dados que providenciavam o fácil acesso em rede à informação sobre o estado da empresa.  Na maioria das empresas podemos identificar "pontes" entre os SAD das empresas, data warehouses e os sistemas desktop. Por exemplo, alguns consultores de SAD têm em vista sistemas para grandes empresas que sejam primeiramente um sistema de secretária, ou seja que guarda os dados no PC do escritório. Estas "pontes" de sentido único mostram apenas o tipo de arquitetura do SAD. Muito se tem que pensar sobre qual o tipo de dados que vai ser armazenado, onde, e como esses dados vão ser analisados e mostrados ao utilizador. A arquitetura do sistema é um problema complexo e não deve ser resolvido rapidamente. Por agora, podemos concluir que podemos classificar os sistemas como: "para grandes empresas" ou para "utilizadores individuais". A arquitetura pode ser cliente-servidor e pode criar passagens para mover os dados dos vários utilizadores para o servidor. Os SAD e os dados podem estar em toda a parte na empresa. capacidade de aprendizagem a partir de um conjunto de exemplos. A última etapa é a validação do SAD, em que sua informação de saída é analisada por um comitê de especialistas para verificar sua credibilidade. Mesmo com suas vantagens um SAD ainda é utilizado com certo receio por alguns médicos, por várias razões como medo da perda da ligação com o paciente, não aceitação da capacidade da máquina, suspeita de erros, nenhum conhecimento de informática, entre outros. 7. CONCLUSÃO A utilização de um SAD proporciona um auxílio significativo ao processo de tomada de decisão, fato este que o diferencia dos demais sistemas de informação, onde as informações fornecidas por esse sistema são incorporadas às nossas experiências individuais, tendo assim maiores chances de sucesso na escolha em questão. à importante que um SAD retrate a cultura de uma organização, tornando-se parte dela, de forma que não atenda as necessidades apenas de única pessoa, razão essa a qual empresas estão adotando cada vez mais essa tecnologia.