Artigo Insuficiencia Cardiaca Congestiva

  • Published on
    16-Jan-2016

  • View
    220

  • Download
    0

DESCRIPTION

ICC

Transcript

  • METODOLOGIA DA ASSISTNCIA DE ENFERMAGEM APLICADA A UM PACIENTE PORTADOR DE MIOCARDIOPATIA DILATADA E INSUFICINCIA CARDACA CONGESTIVA

    COELHO, Naiana Medeiros 1

    CLARES, Jorge Wilker Bezerra 2

    TEIXEIRA, Liane Arajo 3

    COELHO, Ticiana Medeiros 4

    FURTADO, Angelina Monteiro 5

    PESSOA, Vera Lcia Mendes de Paula 6

    INTRODUO: A insuficincia cardaca congestiva (ICC) uma condio de adoecimento que acomete todo o sistema cardiovascular humano,

    desenvolvendo-se ao longo de anos dando caracterstica de cronicidade

    doena. A ICC freqentemente a fase final de outras patologias do corao

    como, por exemplo, a miocardiopatia dilatada que a situao primariamente

    encontrada no paciente que despertou interesse para o presente estudo de caso.

    Por ser uma doena progressivamente debilitante, a qual acarreta mudanas

    bruscas nos hbitos e estilos de vida dos portadores, determinante que os

    trabalhadores da sade busquem junto a eles uma melhor maneira de ajud-los a

    se adaptar e conviver com essa nova condio. importante salientar o grande e

    primordial papel da equipe de enfermagem, visto que o paciente portador dessa

    condio de adoecimento demanda cuidados rotineiros, especficos e

    especializados, no somente durante sua internao, como tambm, no momento

    de sua alta hospitalar e, conseqentemente, a sensibilizao para a aderncia de

    novos hbitos no ambiente domiciliar. Tal processo exige do enfermeiro o 1 Acadmica de Enfermagem na Universidade Estadual do Cear UECE. Membro do Grupo de Pesquisa Polticas, Saberes e Prticas em Sade Coletiva. Bolsista FUNCAP.2 Acadmico de Enfermagem na Universidade Estadual do Cear UECE. Membro do Grupo de Pesquisa Polticas, Saberes e Prticas em Sade Coletiva. Bolsista PIBIC/CNPq.3 Acadmica de Enfermagem na Universidade Estadual do Cear UECE. Bolsista PROVIC. Membro do Grupo de Pesquisa Educao, Sade e Sociedade GRUPESS.4 Acadmica de Enfermagem da universidade de Fortaleza UNIFOR.5 Enfermeira . Especialista em enfermagem em nefrologia pela Universidade Estadual do cear UECE.Professora assistente do Curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Cear.6 Enfermeira do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Cear UFC. Docente do Curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Cear- UECE.

    4755

    Trabalho 2252 - 1/3

  • desenvolvimento crtico de suas demandas clnicas, pois julga respostas

    humanas, com a utilizao do raciocnio clnico focado em resultados efetivos e

    no somente em solues clnicas imediatistas. Portanto, cabe a esses

    profissionais uma responsabilidade, postura e dedicao mxima a esses

    pacientes, para que haja uma adaptao e adeso teraputica com o mximo de

    eficincia. OBJETIVO: A atividade desenvolvida teve como objetivo aprofundar conhecimentos pertinentes ao cuidado do ser adulto portador de miocardiopatia,

    com sinais e sintomas de ICC, alm de identificar os principais Diagnsticos de

    Enfermagem, segundo a Taxonomia II da NANDA Internacional, como forma de

    orientar as principais intervenes de enfermagem pertinentes a este ser adulto.

    METODOLOGIA: Estudo de caso clnico, desenvolvido por discentes do Curso de Graduao em Enfermagem no curso das aulas terico-prticas da disciplina

    Sade do Adulto da Universidade Estadual do Cear. A pesquisa foi realizada em

    um hospital de referncia para tal patologia, na cidade de Fortaleza, entre os dias

    06 e 17 de agosto de 2009, no qual, dentre os internos, foi escolhido o que tinha

    em maior nmero e em maior complexidade as caractersticas clnicas da doena.

    A coleta de dados foi realizada atravs de entrevistas com o paciente, anlise de

    anotaes e exames clnicos feitos por profissionais da sade no pronturio do

    mesmo. Concomitante a isso foram lidos artigos que explanavam acerca da

    doena e das intervenes para a mesma, que foram buscados em revistas

    eletrnicas afim de um melhor embasamento terico. RESULTADOS: Foram elencados quinze diagnsticos de enfermagem para o paciente, dentre os quais,

    seis foram selecionados para intervenes mais efetivas. Os diagnsticos

    selecionados foram: Dbito cardaco diminudo, Padro respiratrio ineficaz,

    Troca de gases prejudicada, Volume de lquidos excessivo, Conhecimento

    deficiente, Controle ineficaz do regime teraputico. As intervenes de

    enfermagem sugeridas para o caso estudado incluem: registrar sinais vitais,

    realizar Eletrocardiograma (ECG), manter cabeceira do leito elevada, avaliar

    perfuso perifrica, administrar medicamentos de acordo com prescrio mdica,

    supervisionar infuses venosas, fazer balano hdrico, registrar de presena de

    edema, caratersticas e freqncia das eliminaes, mensurar peso,

    instalar/manter oxigenoterapia, proceder orientaes a cerda da patologia e aos

    procedimentos realizados como: cateterismo, possvel transplante cardaco,

    4756

    Trabalho 2252 - 2/3

  • exames laboratoriais, etc, ofertar informaes para que haja uma adeso do

    regime teraputico com a eliminao ou diminuio de fatores de risco e

    agravamentos do quadro clnico. CONCLUSO: Como podemos perceber, a ICC um evento que vem em crescimento no pas e com isso demanda um grande

    esforo e responsabilidade da equipe multidisciplinar de sade para com os

    portadores dessa patologia. Com o presente estudo acerca do caso clinico do

    paciente, viabilizou-se uma maior interao e vivncia das acadmicas com o

    mesmo e com o seu comprometimento cardaco, aprofundando, dessa maneira, o

    conhecimento das mesmas, alm de facilitar e direcionar as intervenes da

    equipe de sade a partir dos diagnsticos obtidos pelas alunas. Destaca-se

    tambm a grande importncia do papel da equipe de enfermagem e do seu

    processo de sistematizao da assistncia, o que crucial para a melhora do

    quadro clnico e para o restabelecimento da condio adaptativa do paciente,

    promovendo, possivelmente, condies de retorno ao seu domiclio e

    conseqentemente das relaes scio-familiares.

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS: CANTARELLI, M.J.C; SALEMI, V.M.C; TOGGLER,F; CARDOSO, L.F.

    Diagnstico e tratamento da insuficincia cardaca descompensada grave. Diretrizes assistenciais do Hospital Srio-Libans. So Paulo. out. ,2004.

    MALGUEIRO, F.P; BOCATTO, L.P; CARNIELLI, Z.M.S.C. Estudo de caso de um paciente portador de doena de Chagas e insuficincia cardaca congestiva. Parte integrante da disciplina de Fundamentos do Processo de Cuidar, da Universidade. Anhembi Morumbi. So Paulo, 2005.

    SMELTZER, S.C. et al. Brunner e Suddarth, Tratado de enfermagem Mdico-Cirrgica. Traduo de: Mundin, Fernando Diniz e Figueiredo, Jos Eduardo Ferreira. 11 edio. Volume 2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

    DESCRITORES: INSUFICINCIA CARDACA. ENFERMAGEM. ASSISTNCIA DE ENFERMAGEM. ESTUDO DE CASO.

    4757

    Trabalho 2252 - 3/3

Recommended

View more >