Arquitetos, urbanistas e ciberntica: projetos, fundamentos e ...

  • Published on
    08-Jan-2017

  • View
    214

  • Download
    2

Transcript

  • Arquitetos, urbanistas e ciberntica: projetos, fundamentos e metodologia . .. . .. ...

    Plano de Pesquisa apresentado para pedido de bolsa de iniciao cientifica Candidata: Cristiana Cota Salomo Orientadora: Prof. Dra. Anja Pratschke

    Junho de 2006

  • 2

    Introduo e justificativa O perodo compreendido entre os anos 1960 at os dias atuais marcado por diversas manifestaes interdisciplinares onde domnios disciplinares convencionalmente distintos como engenharia, biologia, qumica, sociologia, artes e outras, passam a interagir mais efetivamente. Isto influenciou na construo de um vasto repertrio cujo contedo considerava as diversas formas de controle de processos, e ainda, na abertura de caminhos para se explorar e desvendar experimentos no campo das novas tecnologias para um mundo complexo. A emergncia da teoria da ciberntica no perodo da Segunda Guerra Mundial proporcionou o entendimento de sistemas como formas de processamento de informaes aplicadas a mltiplos fins. Comunicao e controle eram termos em voga naquele perodo, e Norbert Wiener (1894-1964), pioneiro neste estudo, se ateria a explorar estes termos visando que a sociedade s pode ser compreendida atravs de um estudo das mensagens e das facilidades de comunicao de que

    se disponha1. Novos produtos, novas disciplinas e novas prticas surgiram neste perodo influenciando e proporcionando diferentes olhares sobre a cincia, sobre o homem e sobre o espao. As relaes espaciais comeam a ser revistas, tanto no sentido de entend-las como um montante de informao a ser processado segundo critrios de deciso, quanto no sentido de reviso de seus prprios mtodos de representao newtonianos, perspectvicos e cartesianos. O entendimento do projeto arquitetnico enquanto atividade processual sob o olhar das tecnologias de informao e comunicao (TIC) passaria a ser profundamente alterado. Com os estudos do engenheiro de sistemas e professor da Architectural Association de Londres nos anos 1960, Gordon Pask (1928-1996), a teoria ciberntica foi reformulada para os domnios da arquitetura. Atravs de sua Conversation Theory, as noes de observador e usurios determinam os produtos dos sistemas cibernticos, o que causaria o rejuvenescimento da teoria formulada por Wiener. Este perodo influencia a produo de diversos arquitetos, principalmente o arquiteto ingls Cedric Price, que desenvolve em 1961 o primeiro projeto arquitetnico ciberntico da histria, o Fun Palace. Outros nomes como Yona Friedman, Christopher Alexander, Nicholas Negroponte, os

    1 WIENER, N. Ciberntica e Sociedade: O uso humano de seres humanos. So Paulo: Cultrix. 1954.

  • 3

    grupos Archigram e Metabolistas trabalham as questes cibernticas de formas diferenciadas, e portanto, merecedoras de uma reviso e um estudo mais aprofundado. A pesquisa de iniciao cientfica aqui proposta pretende alimentar e enriquecer para a realizao das pesquisas vinculadas ao grupo Nomads.USP, em especial linha de pesquisa: Processos de Design2, que buscar contribuir para a definio e proposio de critrios para o design [processo projetual] de espacialidades arquitetnicas concretas, hbridas e virtuais, e a sua adequao s demandas recentes do usurio face s novas mdias de comunicao. Nomads.usp [Ncleo de Estudos de Habitares Interativos] um grupo de pesquisa que, nos ltimos cinco anos, tem se aplicado a desenvolver estudos sobre a participao das tecnologias de informao e comunicao no cotidiano das pessoas. Mais especialmente, tem-se procurado entender processos de comunicao que se estabelecem entre membros dos grupos familiares visando comportamentos e, conseqentemente, usos e compreenses dos espaos domstico e urbano. Nesse percurso de pesquisa, de diferentes maneiras, por meios digitais ou no, pondo em relao pessoas, objetos, edificaes, comunidades e fragmentos urbanos, os processos de interao completam as dinmicas do habitar e constituem objeto prioritrio de estudo do ncleo. A proposta de pesquisa est relacionada ao projeto de pesquisa em cincias humanas aplicadas Loc[M]nem[o]: espaos do conhecimento, concepo arquitetnica e processos da Profa. Dra. Anja Pratschke, e o projeto de pesquisa de mestrado da aluna Fernanda Ribeiro Borba Janurio, A arquitetura como processo informacional. Pesquisas em andamento sobre a Orientao da Profa. Dra. Anja Pratschke, que sero contemplados pela pesquisa de Iniciao Cientifica. 1. Loc[M]nem[o]: espaos do conhecimento, concepo arquitetnica e processos: A pesquisa a ser desenvolvida tem como objetivo o levantamento, a organizao, a classificao e a anlise de metodologias de construo de espaos arquitetnicos, no passado e no presente, que usam estruturas narrativas ou mnemnicas em sua concepo e em seu uso. Pretende tambm entender processos projetuais atuais a partir de relatos de experincias, sistematizando-as e analisando-as como exemplos de mtodos de construo baseados nas estruturas mencionadas. 2 Esta linha de pesquisa se consiste no estudo dos processos de design de espacialidades concretas, hbridas e virtuais. Alm disto, contribui para a construo da histria dos processos de design e para a caracterizao dos atores envolvidos em processos de design.

  • 4

    No momento atual, em que as tecnologias de informao e comunicao modificam tantos aspectos scio-culturais, observamos a tendncia de se estudar e aplicar mtodos de estruturao utilizando-se de narrativas ou de mnemotcnicas no processo de projetar e no prprio projeto arquitetnico, buscando correspondncias com conceitos contemporneos de design do espao. Esperamos que a sistematizao e anlise do material coletado e sua divulgao constituam uma contribuio para as discusses atuais na rea de Teoria e Projeto de Arquitetura, alm de uma reflexo sobre o papel do arquiteto como conceptor tanto do espao concreto, como do virtual.

    2. A arquitetura como processo informacional. Pesquisa de Mestrado em curso, realizada pela arquiteta Fernanda Janurio, sob orientao da Prof. Dra. Anja Pratschke. A pesquisa visa fundamentar e ampliar a compreenso acerca das contribuies de processos desenvolvidos a partir das disciplinas que lidam com informao e comunicao, para avaliar o processo de design de espaos dentro da rea da Arquitetura. Para isto, a pesquisa traa um escopo que compreende desde as contribuies histricas e principais referenciais tericos que se preocupam com a organizao da informao e da comunicao, at a utilizao de diagramas, algoritmos e outros meios de transposio do conhecimento informacional como formas de simulao processual que interferem no saber e fazer arquitetnico-projetual.

    3. Entre e Atravs_Complexidade e processos de design em arquitetura. Pesquisa de Mestrado em curso, realizada pela arquiteta Clarissa Ribeiro, sob orientao da Prof. Dra. Anja Pratschke. O objeto do trabalho a questo da complexidade em arquitetura como uma alternativa no reducionista, um modo de pensar o processo de design como ambiente de interao, procurando encontrar os atores desse processo e os meios capazes de viabilizar essa prtica. A inteno observar de que forma os arquitetos podem incorporar em seu modo de pensar e fazer espaos de quaisquer naturezas, princpios do pensamento complexo, contribuindo para uma compreenso da arquitetura como um objeto de estudo e de trabalho complexo.

  • 5

    Objetivo geral

    Levantar e sistematizar projetos de arquitetos e urbanistas influenciados pela Teoria Ciberntica, fundamentos que influenciaram estes arquitetos e metodologias de processos de design, durante a dcada de 1960.

    Objetivos especficos

    Levantar material sobre projetos e artigos de peridicos britnicos, em especial a Architectural Design [AD] do perodo dos anos 1960, que esto relacionados com a teoria ciberntica; Evidenciar e analisar, a partir deste levantamento, as mudanas no mtodo de projeto dos arquitetos atravs dos fundamentos e das influncias da teoria ciberntica; Sistematizar os resultados em banco de dados eletrnico; Elaborar um site e documento impresso da Pesquisa para divulgao dos resultados.

    Metodologia e Infra-estrutura A pesquisa ir utilizar consultas a fontes de dados secundrias, tais como publicaes, literatura especfica, sites da internet, revistas, entre outras, a partir da documentao Nomads.USP, das bibliotecas da EESC, do ICMC e do IF e de outros campi da USP, atravs de emprstimos entre bibliotecas e comutao nacional e internacional. Vale ressaltar que a Biblioteca Central da EESC possui ampla coleo de peridicos de arquitetura que contempla exemplares a partir dos anos 1950, tais como Architectural Design, Architectural Review, Techniques & Architecture, Larchitecture dAujourdhui, entre outras. Ser realizada a sistematizao dos dados a partir da seleo de ferramentas de armazenagem e recuperao de informao mais apropriadas e tambm as formas de divulgao atravs da internet.

  • 6

    O desenvolvimento da pesquisa obedecer as seguintes etapas de trabalho:

    Etapa 1: Reviso bibliogrfica e estudo da teoria ciberntica.

    Etapa 2: Levantamento e sistematizao de material: coleta de informaes, referncias e notas sobre arquitetos que trabalham com esta teoria, e classificao dos dados.

    Etapa 3: Relatrio parcial, contendo o material levantado.

    Etapa 4: Anlise dos dados: arquitetos, projetos e modificaes nos processos de projeto de tais arquitetos

    Etapa 5: Coleta adicional de informaes e anlise , se necessria.

    Etapa 6: Sistematizao de informaes em base de dados eletrnica.

    Etapa 7: Concluses finais e divulgao dos resultados.

    Etapa 8: Relatrio final, contendo o material coletado e as anlises pretendidas.

    Cronograma Para o cumprimento das etapas anteriores estipula-se o seguinte cronograma:

    Ms 1 Ms 2 Ms 3 Ms 4 Ms 5 Ms 6 Ms 7 Ms 8 Ms 9 Ms 10 Ms 11 Ms 12

    Etapa 1

    Etapa 2

    Etapa 3

    Etapa 4

    Etapa 5

    Etapa 6

    Etapa 7

    Etapa 8

  • 7

    Bibliografia Preliminar

    BANHAM, R. A Critic Writes: Essays by Reyner Banhan. University of California Pres, 1997.

    ___________. A home is not a house. IN: Architectural Design. Londres. Janeiro 1969, pp. 45-48.

    ___________. Teoria e projeto na primeira era da mquina. So Paulo : Perspectiva, 1975.

    BRANDA, E. Programing the Utopia of the Present. Paper. UCLA Department of Architecture. 2003. IN: http://www.modernarchitecture.net/ewan/work/coursework/ ProgrammingUtopiaOfPresent.pdf , acesso em 27.06.05.

    FLUSSER, V. Fices Filosficas. So Paulo: Edusp, 1998.

    FRAMPTON, K. Historia Crtica de la Arquitectura Moderna. Barcelona: Gustavo Gili, 1993.

    FRIEDMAN, Y. Toward a Scientific Architecture. Cambridge: MIT Press, 1975.

    GUIHEUX, A. Archigram. Paris: Centre Georges Pompidou, 1994.

    HARDINGHAM, S. Cedric Price Opera. Great Britain: Wiley-Academy, 2003.

    LANDAU, R. Complexity: or how to see the wood in spite of the trees. IN: Architectural Design. Londres. Outubro 1972, pp. 608-610.

    _________. Nuevos caminos de la arquitectura inglesa. Barcelona : Blume, 1968.

    LVY, P. As tecnologias da inteligncia: o futuro do pensamento na era da informtica.Traduo Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993. ________. O que virtual? Traduo Paulo Neves. So Paulo: Ed. 34, 1996. ________. As formas do saber: Trabalho. So Paulo: Frami, 2000. Vdeo 54 min.

    McHALE, J. 2000+. IN: Architectural Design. Londres. Fevereiro 1967, pp. 64-101.

    McLUHAN, E., ZINGRONE, F. (Ed.) Essential Mc Luhan. Canada: Basic Books, 1996.

    MINDELL, D. A. Between human and machine : feedback, control, and computing before cybernetics. Baltimore : The Johns Hopkins University Press, 2002

  • 8

    MITCHELL, W. The city of bits. Cambridge: MIT-Press, 1995.

    MYER, T., KRAUS, R. Architectural practice and the computer revolution. IN: Architectural Design. Londres. Maio 1966, pp. 193-195.

    PASK, G. An approach to cybernetics. Londres: Hutchinson, 1961.

    PRATSCHKE, A. Entre mnemo e locus: arquitetura de espaos virtuais, construo de espaos mentais. Tese de Doutorado. So Carlos: ICMC-USP, 2002.

    PRICE, C. Creativity and Technology. IN: Techniques & Architecture. Paris. Maro 1975, pp 45-47.

    _______. Re: CP. Switzerland: Birkhuser, 2003. _______. The Square Book. Great Britain: Wiley-Academy, 2003. SPILLER, N. (ed.) Cyber_Reader: Critical writings for the digital era. Great Britain: Phaidon, 2002.

    WARDRIP-FRUIN, N., MONFORT, N. The Media reader. Cambridge: MIT Press, 2003.

    WIENER, N. Ciberntica: ou controle e comunicao no animal e na mquina. Trad. Gita K. Ghinzberg. So Paulo: Polgono, 1970. _________. Ciberntica e Sociedade: O uso humano de seres humanos. So Paulo: Cultrix, 1954.

    Sobre a candidata

    A candidata ingressou em 2004 no curso de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de So Carlos como dcima nona colocada no processo seletivo. Ao fim do segundo ano de graduao, obteve em seu histrico escolar nota mdia ponderada 7.1, que se mantm ainda hoje, sem qualquer reprovao nas disciplinas de primeiro e segundo ano da graduao. Em julho de 2005, participava do Encontro Nacional de Estudantes de Arquitetura, realizado na cidade de So Paulo. No perodo dos meses de Janeiro e Fevereiro de 2006, a candidata realizou curso intensivo de lngua inglesa em Toronto, Canad, concluindo o nvel avanado de ingls, fato indispensvel para a pesquisa de Iniciao Cientfica. Em abril de 2006, torna-se membro da Comisso Organizadora do Curso (COC) de Arquitetura e Urbanismo, como representante discente suplente.

Recommended

View more >