Apostila - Oficina de Teatro

  • Published on
    18-Jun-2015

  • View
    8.305

  • Download
    3

Transcript

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Apostila com Dicas Bsicas para o Teatro CristoAutoria: Luiza Regina Reis, 2002

Disponvel no site Arena de Cristo www.arenadecristo.com

Permitida a reproduo, cpia e circulao via e-mail. PROIBIDA a venda. No pague por este material. Ele gratuito.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

2

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

INDICE

A Pr-Produo O Lder do Grupo de Teatro A Escolha do Texto A Escolha do Elenco e da Produo

Oficina de Dramatizao - Exerccios para a Voz - Exerccios para a Interpretao - Exerccios para Expresso Facial - Exerccios para Expresso Corporal

A Produo - Iluminao - Sonorizao - Figurino - Cenrio - Maquilagem -Divulgao

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

3

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

A PR-PRODUO

O Lder do Teatro O Lder do Grupo de Teatro, deve ser capaz de unir os componentes num propsito comum, inspir-los e conduzi-los. Certamente um lder de Grupo de Teatro sabe, que vai enfrentar muitas dificuldades da pr-produo at a Apresentao de Estria. Dificuldades de Reunir o grupo todo para o ensaio, entrosar o grupo, tirar a timidez, dar estmulos, mostrar o valor desse tipo de trabalho para o Reino de Deus. preciso ter personalidade firme e influncia sobre os demais de seu grupo, reconhecendo sempre que voc foi chamado por Deus para o propsito especifico da utilizao do teatro como forma de evangelizao. Confiando sempre em Deus, sendo humilde, aceitando sugestes, fazendo parte do grupo e entrosando o grupo. Deve orientar e dirigir o ensaio com seriedade e sinceridade. Prestando auxilio maior aos que tem mais dificuldade nas cenas. Valorizar o potencial de cada componente, esclarecer acerca da responsabilidade do trabalho. Estabelecer regras a serem cumpridas. Ser sempre o primeiro a dar exemplo, viver o que prega, cobrar o mximo dos componentes.

A Escolha do Texto O texto deve ser escolhido de acordo com a necessidade da Igreja. Com a orientao do pastor, escolha o tema que quer abordar e o texto poder ser escolhido de forma mais objetiva.

A Escolha do Elenco e da Produo So dois processos: O convite para integrar o Grupo de teatro e a escolha do elenco e da Produo. Faa o seguinte convite: - Que sejam pessoas batizadas com o Esprito Santo - Gostem de teatro (atuar ou participar da produo) - Tenham tempo para se dedicar aos dias de ensaios.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

4

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Depois de feito o convite, divida em 2 Grupos: a Produo (sonorizao, iluminao, cenrio, figurino, maquilagem) e o Elenco. A Produo geralmente composta de pessoas que gostam de teatro, mas no de interpretar. Ento, elas desejam ajudar na parte de iluminao, sonorizao, maquilagem, cenrio e figurino. Estabelea as tarefas para essas pessoas, pois elas sero assistentes diretos do lder. Para escolher o elenco da pea, deve-se levar em considerao os requisitos abaixo. Costumo classificar exatamente nesta ordem.

- Aparncia extremamente necessria que a aparncia da pessoa identifique juntamente ao publico, a imagem que se pretende passar do personagem. Uma pessoa mal escolhida para interpretar um papel pode acabar estragando a montagem por sua aparncia no convencer o publico. Ex. Colocar um rapaz muito alto e extremamente magro para fazer um papel de Deus. Vai ironizar o personagem.

- Voz Imagine um jovem que esta mudando de voz, fazendo papel de um homem de 50 anos. Nem pensar. Uma atriz jovem com voz de criana, traz certa desconfiana para o publico. Um rapaz de voz forte pode desempenhar um personagem que tenha que passar credibilidade.

- Interpretao Porque coloquei interpretao em ultimo lugar? Pois bem. De que adiantaria ser um excelente ator/atriz se no possui a aparncia ou a voz adequada ao personagem.

Cabe ao lder, definir os papeis de acordo com a aparncia e a voz de cada componente. A aparncia to importante na cena, que o ator pode fazer uma cena sem dizer uma nica palavra. Lembre-se: O que aparece no teatro o corpo e a fala. Como j dito, a aparncia e a voz.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

5

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Comeando a Ensaiar Antes do incio do ensaio, orem. Depois do ensaio, tambm. Estabelea regras quanto a datas de ensaios e horrio e seja rgido. Ensaio serve para elaborar a apresentao da pea, marcar as cenas, entrosar o grupo.

Primeira etapa de ensaio - Distribua os textos e d um prazo para estar decorado - Comece ensaiando somente a voz, a entonao das falas. Sente-se em circulo com o grupo e leiam o texto do incio ao fim. Isso far com que conheam a historia a ser apresentada. - Ensaie cenas isoladas, no precisa ser na ordem em que aparecem no texto. - Faa os exerccios da Oficina de Dramatizao

Segunda etapa de ensaio - Comece a cobrar o texto decorado - Os componentes que tiverem seus textos decorados, podem comear a terem suas cenas marcadas (movimento e voz). - A cada erro em cena, faa com que se comece do inicio da cena. Isso far com que os atores decorem suas falas mais rpido.

Terceira etapa de ensaio - Comece a ensaiar as cenas em ordem cronolgica. Se houver cenas ainda no prontas, faa os atores repetirem vrias vezes depois do ensaio cronolgico. - No permita que os componentes segurem o texto durante suas cenas nos ensaios. Se for preciso dite as palavras e eles repitam. Se isso no for feito eles vo se prender ao texto e dificultar a marcao das cenas e o bom andamento do companheiro de cena. - Comece a incluir nos ensaios, cenrio, iluminao e sonorizao. Isso serve para adaptar os atores a realidade da cena.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

6

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Quarta etapa de ensaio - Verificar o figurino e o tempo necessrio para troca de roupa (caso haja). - Organizar todo o equipamento necessrio para a apresentao. - Fazer o ensaio geral.

Marcar as cenas de movimentos estabelecer: locais de entrada e sada de personagens, posio na cena, movimentos feitos durante a cena. Sentar-se, levantar-se, andar pra frente/trs etc. expressamente proibido ficar de costas para o publico, a no ser que a marcao de cena exija isso. Quanto mais marcada a cena, mais bonito fica o efeito visto pelo pblico.

Marcao de voz - proibido falar com a cabea baixa, falar pro cho ou falar rpido demais o texto.

Coach Tcnico. Na TV, alguns atores possuem um diretor somente pra ele. Este se dedica a auxili-lo para melhorar seu desempenho nas cenas. Coloque um componente como Coach de cena de outro componente. Assim ele poder auxiliar o companheiro em cena e trar novas idias para a direo.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

7

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Oficina de Dramatizao

Apesar de voc dispor de um elenco disposto a servir, certamente eles enfrentaro diversos temores, principalmente se forem iniciantes. Os exerccios da Oficina de Dramatizao so extremamente importantes durante os ensaios. Atravs deles, a timidez, a sensao de incapacidade, a vergonha, o nervosismo, podem ser facilmente eliminados. muito importante a participao de todo o elenco, (incluindo a equipe de produo) desses exerccios. Os exerccios contribuem inclusive para o entrosamento de todo Grupo de Teatro. Abaixo seguem alguns desses exerccios:

EXERCCIOS PARA A VOZ

Lembre-se: Falar alto e gritar so posturas totalmente diferentes. Ensine seu grupo a falar alto. Gritar s se houver necessidade em cena.

CONTAGEM de 1 a 10 Contar de 1 10, a cada nmero, aumentar gradativamente o volume da voz e na seqncia, contar de 10 1, a cada nmero diminuir gradativamente o volume da voz. OBJETIVO: Conhecer a capacidade de voz de cada componente e desenvolver em cada um controle do volume da voz.

DICO Cada componente deve ler em voz alta o texto de seu personagem na trama, destacando todas as silabas, pontuao e entonao. OBJETIVO: Trabalhar as dificuldades encontradas pelos componentes ao pronunciar o texto de modo a tornar mais claro para o pblico as falas dos personagens.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

8

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

VIBRAO DAS CORDAS VOCAIS Molhar os lbios (inferior e superior) com a prpria saliva, juntar os lbios formando um bico, respirar profundamente e soltar o ar pela boca de maneira a fazer com que os lbios vibrem. Fazer trs series de 10 repeties cada. OBJETIVO: Exercitar as cordas vocais.

EXERCCIOS PARA A INTERPRETAO

IMPROVISO Divida o elenco em grupos de 3 ou 4 pessoas. (Preferencialmente coloque os que tm menos intimidade entre si). O lder dir a cada grupo um tema bblico e que personagens cada um far. Tudo por mmica. Tipo: Daniel na cova dos Lees: Coloque uma mulher para fazer Daniel. Cada grupo far sua apresentao e ao termino, todos devem sentar-se em crculos e de forma franca e sincera se avaliarem. OBJETIVO: Esse exerccio saber se os atores esto conseguindo passar a mensagem escolhida pelo lder.

PEGADINHA Algumas cenas exigem da pessoa a necessidade de chorar ou de fazer uma cena de agressividade. Algumas pessoas, s vezes no conseguem devido timidez ou a vergonha, ou por no querer se expor. Se voc percebe que h necessidade que a pessoa chore, faa o seguinte: Discretamente, durante o ensaio, combine com todo o elenco para que na cena que essa pessoa tem de chorar, todos comecem a reclamar do mau desempenho dela e que ela no corresponde s expectativas do grupo, pea a todos para reclamarem muito dela na frente dela. At que ela chore e liberte suas emoes. No final do exerccio, revele a pessoa que a brincadeira tem por objetivo liberar as emoes. Se for o caso da pessoa precisar demonstrar agressividade em cena e no esteja atingindo o objetivo, o lder do grupo dever ser curto e

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

9

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

grosso e chamar a ateno dessa pessoa na frente de todo o grupo de maneira que s pare na hora que conseguir tirar do srio a pessoa em questo. Depois revele que foi um exerccio. OBJETIVO: Libertar as emoes.

ORDEM EXECUTADA O lder dever pedir para o grupo ficar andando, o grupo no pode falar, tudo dever ser feito atravs mmica. No ouvido de cada um, o lder dar uma ordem que dever ser executada. Exemplo: Clara, leva a Maria para aquela parede. Maria, no faa o que a Clara quer que voc faa. Ana, no deixe o Pedro imitar um macaco. Pedro imite um macaco. Manoel imite um louco. Joo imite o Manoel. O lder pode aproveitar esse exerccio para aproximar pessoas do grupo que tem pouca afinidade. OBJETIVO: Despertar a criatividade e o improviso nos atores. Tambm tirar a vergonha e a timidez uma vez que todos estaro se expondo ao mesmo tempo.

EXERCCIOS PARA EXPRESSO FACIAL A PESSOA E O ESPELHO Coloque um componente de frente para o outro. Um que seja extrovertido, este ser a pessoa e outro mais tmido, que ser o espelho. A pessoa far os movimentos faciais (sorriso, tristeza, espanto, risada, caretas diversas) e o espelho ter que imitar. Depois inverta os papeis de pessoa e espelho. OBJETIVO: Desenvolver expresso facial nos componentes, tirar a timidez e a vergonha.

EXERCCIOS PARA EXPRESSO CORPORAL IMAGINAO Os componentes estaro espalhados pelo local de ensaio, ento o lder lhes dir como devem se comportar. Os componentes tm liberdade para falar, se quiserem. Eles esquecero que esto numa sala fechada e se transportaro para outros lugares. Exemplo: Numa guerra, num Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com 10

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

temporal, numa floresta sombria, andando sobre o fogo, a neve, na gua, na beira de um abismo etc. OBJETIVO: Desenvolver a capacidade de externar para o corpo sensaes que precisem ser mostradas em cena.

CRIAO DE OBJETOS Os componentes devem estar um ao lado do outro numa fila reta. Em silencio total, eles devem criar objetos nas mos e passar para o componente ao lado que dever receber o objeto e transform-lo em outro e passar adiante at o ultimo componente. Deve-se levar em conta o peso, consistncia e tamanho do objeto. Quem receber uma agulha dever recebe-la com cuidado para no escapar de suas mos, porem quem receber uma televiso far muito esforo para segur-la. OBJETIVO: Desenvolver a criatividade e o improviso em cena. Tornar as mos e o corpo geis.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

11

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

A Produo

Iluminao Assistente de Iluminao. Ele essencial numa apresentao teatral. ele quem vai apagar e acender as luzes e criar efeitos visuais com luzes. A iluminao deve ser testada durante os ensaios. A iluminao tem que necessariamente vir do alto para no projetar sombras na parede de fundo do palco de apresentao.

Sonorizao Selecione as musicas e fundos musicais a serem utilizados de acordo com o tema ou a cena a ser desenrolada. Organize tudo de maneira prtica. Fica por conta do Assistente de Som o bom andamento da trilha sonora durante a apresentao da pea.

Figurino Se houver necessidade de recriar roupas de poca, haver a necessidade de fazer vestimentas especficas. Porm, se o texto abordar tema contemporneo, converse com o Grupo para cada um cuidar de seu prprio figurino. Caso haja troca de figurino de um mesmo personagem, necessrio ter um Assistente de Figurino, para orientar a pessoa a respeito dessa mudana.

Cenrio Pode ser simples, ou muito bem estruturado. Isso vai depender da condio financeira do Grupo. De qualquer maneira o uso do cenrio pode ser dispensvel, dependendo do assunto a ser abordado. Claro que um cenrio numa montagem teatral, produz um efeito visual muito bonito e realista.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

12

Luiza Regina Reis

Apostila com dicas bsicas para o Teatro Cristo

Maquilagem Pea ajuda de algum que tenha conhecimento de maquilagem. Disfarce os atores. O ideal que o publico no identifique, nem reconhea o componente do grupo, mas apenas visualize o personagem na cena.

Divulgao A Divulgao extremamente importante para o Teatro Evanglico. Afinal, se o objetivo ganhar almas para o Reino de Deus, a necessidade de chegar-se at essas almas feita atravs da evangelizao. Divulgue o evento com pelo menos 1 ms de antecedncia. Varias so as formas de divulgar uma Apresentao de Teatro, aqui esto algumas dicas. - Primeiramente conte com o apoio de seu pastor. A palavra dele na Igreja dar ao Grupo o apoio necessrio e os membros daro credibilidade para o trabalho. - necessrio ter um convite ou um ingresso. Se for entrada franca, imprescindvel colocar isso de forma clara e que chame ateno no convite. Distribua na Igreja, para os membros, jovens e Grupos da Igreja. Distribua nas ruas em pontos estratgicos. - Faa cartazes e faixas. Pea para o Pastor dar os cartazes para os membros colarem em suas casas, lojas etc. - Divulgue o evento em rdios evanglicas. Algumas rdios prestam esse servio de forma gratuita. - Se voc tem acesso internet, alguns sites evanglicos cadastram eventos gratuitamente. H tambm sites de revistas e jornais evanglicos que voc pode enviar a matria sobre o evento e eles publicam.

Disponvel gratuitamente no site www.arenadecristo.com

13