LUZ DAS MUDANAS

  • Published on
    08-Mar-2016

  • View
    218

  • Download
    2

DESCRIPTION

Trs ltimas psicografias de Fbio Nasser chegam por mdiuns distintos. Mensagens revelam as mudanas inevitveis j em operao em todos os aspectos do globo. A sorte daqueles que persistem no mal foi determinada

Transcript

  • sabido pelos historiadores quea civilizao maia, dotada derespeitvel conhecimento as-tronmico e de srias inclinaes s ci-ncias exatas, desenvolveu calendriosprecisos. O acompanhamento do ras-tro das estrelas, a observao das luna-es e at o registro das ascenses he-liacais de Vnus sem usar instrumen-tos pticos deram condies quelagente avanada de cronometrar, commnima margem de erro, o dia precisode eclipses e outros fenmenos natu-rais to amplamente explorados pornossos pesquisadores.

    At a conquista pela Espanha, noano 1560, o tzolkin ou calendrio de 260dias j era 70 vezes mais preciso e efici-ente que o atual calendrio gregorianoutilizado em todo o mundo. O tzolkindefine o Ciclo Sagrado Maia,

    onde, aps sculos de observaes, osastrnomos daquela civilizao conclu-ram que no dia 21 de dezembro de 2012comear uma nova era na histria dahumanidade, nunca tendo mencionadoo final fsico do planeta. Apenas profe-tizaram um momento sensivelmentesagrado, auspicioso apesar de perigosona Histria da Humanidade, destinado,segundo acreditavam, a trazer, ao mes-mo tempo, a catstrofe e a revelao.

    Tudo est vivo. Tudo est inseridona evoluo. At o mais nfimo vermedesempenha papel exuberante na adu-bao do solo, que, aps o trabalho mi-crobial, tem sua produo de essnciasqumicas absorvidas pela usina instala-da numa pequena semente de rvore que se enraza no solo e cresce majes-tosa qual poema escrito pela terra em

    reverncia ao cu.No es-

    tudo das partculas qunticas revela-se no campo da ondulatria o movi-mento cclico das partculas quecompem o estado vibracional danossa realidade. So repeties alter-nadas, onde cada momentum exige aamplitude capaz de comportar a no-va situao dos quantums subatmi-cos que vibram em diferentes, pormharmnicas, tonalidades.

    Na Histria, esto situadas as eras, osepisdios e ciclos mapeados nos mil-nios que a memria humana capturounas evidncias e, eficientemente, arqui-vou nas bibliotecas desde quando aper-cebemo-nos da importncia do tempoe de como a compreenso do passadopoderia catapultar nosso progresso adegrais mais elevados.

    Agora, o esprito humano sobe arampa da conscincia, no mesmo per-odo em que se v, no alto das monta-nhas das corrupes, iniciar-se a avassa-ladora renovao poltica, econmica e

    social, onde s o verdadeiro perma-necer. Nas grandes corporaes

    ao redor do planeta, nos gover-nos e aqui na imprensa, est

    estabelecida a urgncia dasmudanas que vieram e siro embora quando os

    olhos do mundo se abri-rem ao intelecto, no-breza dos sentimentos

    e moralidade.So milhares de

    mensagens psico-grafadas chegando

    ao plano material to-dos os dias. Outras

    milhares de recomenda-es psicofnicas quechegam a uma vasta gamade medianeiros lembra-mos aqui de Chico Xavier

    que esto transcodifican-do o Psiquismo Divino e

    grafando o selo da imortali-dade da alma em todos os

    vrtices do orbe terrestre.Os Cus desceram Terra!

    V, pois, quem tem olhospara enxergar. Percebe, ento,

    aquele que ampliar os sentidosda alma.

    VELHA RUNANOVO MOMENTO

    Fbio Nasser, mais um mensageirodo Mundo Maior, vem nas ltimas trscartas transmitidas em duas obras soci-ais espritas de Goinia elucidar o povosobre a importncia de uma nova pos-tura comportamental comprometidacom valores moralmente sublimados.

    O Dirio da Manh, aprofundadonesse contexto, onde um ciclo se encer-ra para dar espao a nova aurora, tam-bm passa por reformulaes em todosos aspectos do seu organismo. E BatistaCustdio, astro maior onde orbita a im-prensa goiana, lana dia aps dia osideais que sustentaro a consagraohistrica do mais livre veculo de Gois.

    Em mensagens previamente publi-cadas neste dirio, Fbio afirmara estarpresente na crosta inspirando os traba-lhadores do DM renovao que se faznecessria. Alfredo Nasser, legendrioministro da Justia, tambm circula emdimenso paralela pelos corredores dojornal, avisou Fbio. No trata-se deimvel assombrado, mas de um labora-trio da imprensa que vem sendo pre-enchido pela luz do Alto a iluminar oscaminhos de um novo jornalismo.

    A PRIMEIRA JOIAA mdium Divina Barros trouxe-nos

    a antepenltima mensagem do filho deBatista no dia 19 de julho, durante reu-nio pblica no Centro Esprita IrmDulce. Na carta, Fbio reflete sobre suabreve passagem na Terra que foi abor-tada. Ele v a necessidade de redobraros esforos no auxlio ao seu pai, queviu na partida voluntria do filho ir tam-bm embora o seu brao direito nas lu-tas cotidianas do Dirio. Passei porum momento de pura reflexo e pudecolocar melhor o pingo nos is, disseFbio, que acrescentou: procuro mepreparar melhor emocionalmente, pa-ra lhe trazer o melhor de mim.

    Com o pensamento revestido pe-las palavras da mdium consciente,Divina, o jornalista falecido em 1999esmoreceu-se ante as vvidas lem-branas dentro da Redao. Em men-sagens anteriores j havia confirmadoestar auxiliando diretamente o editor-geral no espao fsico do jornal. Nosabia posicionar-me melhor. Alis,estava despreparado, pensandoque estava em minha vida diria noDirio escrevendo para as massas.

    A SEGUNDA GEMAO Mal tem obtido vitrias que tm

    assustado o Bem. Basta analisar os re-centes contedos propagados peloquarto poder. Na penltima carta trazi-da pelo rgo medinico de Mary Al-ves, voluntria das Obras Sociais doGrupo Esprita Mos Unidas, no ltimodia 1 de agosto, Fbio renova as ener-gias de seu pai relembrando que eletem uma trajetria de impossveisque se tornaram realidade, e refora:A cada desafio, meu pai, existe umagrande esperana de que a luz triunfe./ E embora tudo esteja conspirandopara uma nuvem escura, o sol surgir,dissipando as trevas, ilumina o filho.

    O alerta do Alto foi dado. quelesque persistirem perscrutados no mal eno se sentirem tocados pela luz,compreendaro, a duras penas, que necessrio mudar, revela Fbio nasegunda carta.

    O cronista Humberto de Campos,no livro psicografado por Chico Xavier,Brasil, Corao do Mundo, Ptria do

    Evangelho, revela que o Pas sofrer omaior enraizamento nas transforma-es vindouras, pois ser o manancialde glrias onde as outras naes irobuscar o nctar da moral crist. E Fbiosegue o caminho do cronista no traba-lho dos Obreiros de Deus que coloca-ro a bandeira do Evangelho para tre-mular bem alto nessa Nao abenoa-da e prometida, diz ao colocar o as-sunto em dia com o pai sobre seu coti-diano na vida astral.

    Por fim, o esprito se despede na se-gunda carta deixando a garantia de quechegar o dia em que todos vero osucesso dos dolorosos esforos do edi-tor-geral Batista Custdio.

    O TERCEIRO FAROLA ltima carta vinda do Plano Maior

    chegou dia 14 de agosto, tambm pelasmos de Mary Alves. O tom agora deesclarecimentos. Batista avisou a esteque vos escreve ter a forte sensao deque o filho iria mandar uma mensagemrespondendo perguntas que fez empensamento para o Fbio e mandou!,poucas horas depois, no mesmo dia queBatista me confessara esse sentimento.

    No fiquei surpreso. Acompanhodesde minha infncia a infalvel intui-o perceptiva de Batista Custdio.Ele o tipo nico de criatura que, seme ordenasse pular de um despenha-deiro, pularia sem muita reflexo. plenamente racional naquilo que lhe intudo, e sua mente uma flechaque foi lanada no infinito da imagi-nao para sempre atingir o Bem.

    Fbio explica que agora, assim co-mo no investigado pelo Ciclo SagradoMaia, o fim de uma era e a est oporqu do caos que o mundo sofre.Acontece que estamos vivenciando amudana de um ciclo e as conse-quncias so essas mesmas: a malda-de e a bondade sendo confrontadas,revela acrescentando que tudo estdentro do previsto pelos desgniosdivinos. E que mesmo no aparentan-do, o bem triunfa, apesar de tudo.

    O filho concorda com o pai. Os esfor-os de agora para reformular o Dirioda Manh esto quase beirando o ab-surdo e somente quem vestir a coura-a da verdade e da honradez poderantever as venturas que esto por vir.

    Ao colunista Ulisses Aesse, que faz otradicional Caf da Manh, Fbio Nas-ser diz que o pensamento do amigo es-t intimamente ligado ao seu e reanimaUlisses dizendo que iro juntos a umaera onde os absurdos no existiro.Pode acreditar. a verdade.

    Para os maus, o aviso repetido nasltimas dezenas de mensagens envia-das, no apenas pelo esprito de Fbio,mas por vrias outras entidades conhe-cidas pelo cenrio espiritista. Por exem-

    Psicografada pela mdium Mary Alves, no dia 14 de agosto,nas Obras Sociais do Grupo Esprita Mos Unidas, na Rua JDA 4, quadra 19,

    lote 4, Jardim das Aroeiras, Goinia, Gois. Telefone: (62) 3208 5695.

    2MENSAGEM

    Meu pai, abenoe-me.Que o olhar permanente

    de Deus sustente o seucaminhar, suavizando aspedras do seu caminho.

    Os ltimosacontecimentos deixaram-no ainda mais cansado dever a glria do ser humano,mas venho preveni-lo queno podemos serimediatistas.

    O senhor mesmo temuma trajetria deimpossveis que setornaram realidade.

    A cada desafio, meu pai,existe uma grandeesperana de que a luztriunfe.

    E embora tudo estejaconspirando para umanuvem escura, o sol surgir,dissipando as trevas.

    O homem compreenderque no pode maisesconder a verdade de simesmo e procurar trilharo caminho estreito esolitrio da verdade.

    Aguardemos o melhorresultado de todas essastransformaes.

    Aqueles que no sesentirem tocados pela luz,compreendero, a duraspenas, que necessriomudar.

    E a ti, amigo Agnaldo,peo-lhe no se preocupar.Sei que o que mais o aflige

    saber se o meu pai confiaem tudo que o seu coraocuidadoso e vigilante oalerta. E eu respondo queno s confia como guardaa certeza do seu sucesso nastransformaes queimplanta diariamente.Fique firme. Obrigado porseu carinho e dedicao aocorao do meu pai.

    Pai, estamos juntos.Seus amigos esto ao seu

    lado.E esse seu filho est

    engajado no trabalho dosObreiros de Deus quecolocaro a bandeira doEvangelho para tremularbem alto nessa Naoabenoada e prometida.

    Chegar o dia em quetodos vero o sucesso de seutrabalho.

    Fique firme, meu pai.Continue percebendo a

    natureza de cada um eaceitando suas limitaes.Isso sabedoria.

    Obrigado a todos.Receba o amor do seu

    filho, cada vez mais seu

    Fbio NasserCustdio dos Santos

    Psicografada pela mdium Mary Alves,no dia 1 de agosto, nas Obras Sociais

    do Grupo Esprita Mos Unidas

    3MENSAGEM

    Meu pai, abenoe-me.Seus coraes vieram

    em busca de palavrasque possam explicaro porqu do caos.

    Acontece que estamosvivenciando a mudana deum ciclo e as consequnciasso essas mesmas: amaldade e a bondadesendo confrontadas.

    E tudo estdentro do previsto.

    Ainda estamos felizes,pois o bem triunfa,apesar de tudo.

    O trabalho exige umaentrega plena, quasebeirando o absurdo, mastudo tem uma explicao.

    preciso que todas as

    frentes estejam comcouraa da verdadee da honradez.

    Ulisses, meu amigo,o pensamento realmenteecoa no meu e vamosjuntos a uma era onde osabsurdos no existiro.Pode acreditar. a verdade.

    Meu pai, o seu coraoainda aspira por confiarno ser humano.E no descreia.

    Procure enxergar a rosasem o espinho em cada um.

    A conversa franca necessria se a outraparte estiver dispostaa aceitar mudanas.

    O tempo dos Amigos da

    Vida Maior preciosoe no insistiro com osrenitentes. Essessero substitudos.

    Sei que mecompreender.

    Estamos ao seu lado.Com o abrao aos seus

    coraes, sou o filho,cada vez mais seu

    Fbio NasserCustdio dos Santos

    Arthurda Paz

    Especial para

    Dirio da Manh

    u JornalistaFbio Nasser

    Custdio dos

    Santos deixou

    o planeta em

    janeiro de 1999

    CIDADES Dirio da ManhGOINIA, QUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 20124 CIDADESDirio da Manh GOINIA, QUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012 5

    LUZ DASMUDANAS

    Fac-smile

    da carta

    Facsimile

    da carta

    plo: Humberto de Campos e o espritoManoel Philomeno de Miranda, nota-velmente na obra psicografada pelo m-dium Divaldo Franco, Transio Plane-tria, cujo tema so as mudanas inevi-tveis j iniciadas na esfera terrestre.

    A conversa franca necessria se aoutra parte estiver disposta a aceitarmudanas. / O tempo dos Amigos daVida Maior precioso e no insistirocom os renitentes. Esses sero substi-tudos, alerta Fbio em mais uma ten-tativa de abrir os olhos dalma dos quemantm-se nas trevas da ignorncia. Emesmo assim, o esprito ainda poetaescolhe a melhor das perspectivas edeixa a orientao final para que procu-remos enxergar a rosa sem o espinhoem cada um, pois sempre tempo deconfiar no ser humano. Amm!

    AOS GOVERNANTESOs homens que esto frente no co-

    mando da sociedade, em todas as esfe-ras do poder, carregam, logicamente,

    maior parcela de responsabilidade edevem, neste momento, prostrarem-seante o tribunal da conscincia e relem-brar das palavras de Jesus: a quemmuito foi dado, muito ser pedido, eaos que muito confiaram, mais contaslhe tomaro (Lucas, XII: 47-48).

    Nas disputas polticas, onde detrsdas cortinas do poder espatifam-se to-das as virtudes nos gozos do egosmo, necessrio relembrar os ciclos outro-ra fixados pelo determinismo histri-co: a queda de qualquer civilizao co-mea no mesmo instante em que nelase institucionaliza a amoralidade.

    As sociedades egpcias, gregas e ro-manas j nos ensinaram. Est l, navasta enciclopdia da Histria, o ant-doto contra o veneno da corrupo e detodas as velhas chagas da humanidade.

    Os anjos assopraram os clarims! Oalerta dos Cus se propaga em todas asdirees. Est anunciada a completa ins-talao do cristianismo na Terra. Seja,pois, a cada qual, conforme suas obras.

    ARQUIVO DM

    1MENSAGEM

    Pai querido!H tanto tempo o

    senhor me busca nestacasa de orao e eu, comtoda a minha f eesperana na vida, procurome preparar melhoremocionalmente para lhetrazer o melhor de mim.

    Passei por um momentode pura reflexo em minhavida e pude colocar melhoro pingo nos is.

    Pai, o senhor sabe quesou eu o seu Fbio que vemlhe trazer uma semente def e segurana e quetemporariamente noconseguia plantar em mim.

    Ruidosas palavrassaam de meu esprito.

    No sabia posicionar-me melhor. Alis, eu estavadespreparado, pensandoque estava em minha vidadiria no Dirio escrevendopara as massas.

    Seguramente no tiveuma assessoriacompetente.

    Alfinetei a vida e dela vicomo resposta ao meudesleixo a ausncia dasminhas palavras ao seucorao de pai.

    Reconheo ter sido amais acertada forma denos corrigir dos desacertosque fazemos pela vida semnotarmos os desmandosque vm em nossa direo,e como alvos fceis vamosaceitando inverdades como

    verdades e por a vamosincorrendo na infelicidadede julgarmos o mais pertocomo mais fcil.

    Erramos todos.Ningum pode ser

    alvejado como o fomos.Mesclamos o certo e o

    errado, o engano e odesengano e ao final, nosachamos no direito depublicar o que era deinfelicidade como se forafelicidade pura!

    Pai, te peo mil e milperdes por t-lo feitoincorrer em um desajustedo qual me culpo como acriatura infantil edespreparada.

    Deixo a Deus a formapela qual dirigir nossosdestinos.

    Enquanto isso, aborracha tudo apaga, masa cicatriz permanece.

    Vamos apagando-a coma nossa sensatez e o nossopreparo via ausncia paraum final estampado demanchetes em que ns noseremos mais a distino, esim nossos moldes desabedoria e trabalho emfavor da vida.

    Pai, sinto-me hojeliberto. As amarras nopodem mais nos algemar.

    Temos, sobretudo, emnossos coraes queverdade verdade e que avida tem que prosseguirsem mscaras e outros

    meios de enganar e ocultarnossa verdade.

    Pai, Deus e o homemno se juntam por acaso.Um Pai, outro o filhoque lhe deve tudo.

    Peamos ao Pai o perdonecessrio s nossasprticas equivocadas pelavida e acumulemos muitase muitas experincias ondea humildade, que asabedoria de saber-se eacreditar-se cidado domundo, que nos distinguedos demais.

    Paz em seu e em meucorao!

    Mame est comigo e sesente feliz com minha avque me preparou para esteslido reencontro nestacasa, agradecidos pelaoportunidade de aqui nosfartar de felicidade.

    bno, seu Batista,meu pai, heri de minhabreve, mas bela vida emfamlia e em sociedade.

    Despeo-me honradopela felicidade a mimconcedida, neste momentoem que o que maisrepresenta todos ns aSAUDADE.

    Fbio NasserCustdio dos Santos

    Fac-smileda carta

    u H 11 anos o esprito de Fbio Nasser envia mensagens psicografadas com orientaes ao pai e sociedade

    Psicografada pela mdium Divina Barros, no dia 19 de julho, noCentro Esprita Irm Dulce, na Rua F 28, nmero 185, Setor

    Faialville, Goinia, Gois. Telefones: (62) 3289 8075 e 3287 5315.

    FBIO NASSER

    Trs ltimas psicografias deFbio Nasser chegam por

    mdiuns distintos.Mensagens revelam as

    mudanas inevitveis j emoperao em todos os

    aspectos do globo. A sortedaqueles que persistemno mal foi determinada

Recommended

View more >