A FORMAO INTEGRAL PROCURA:

  • Published on
    10-Feb-2016

  • View
    25

  • Download
    0

DESCRIPTION

Interdisciplinaridade: discutindo a integrao curricular GUIMARES, Edilene Rocha. IFPE-CR ergguimaraes@gmail.com. Currculo integrado: composto por uma rede de relaes complexas, a qual envolve a formao integral do homem. Cidadania: centro do processo educativo. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript

  • Interdisciplinaridade: discutindo a integrao curricularGUIMARES, Edilene Rocha. IFPE-CR ergguimaraes@gmail.com Currculo integrado: composto por uma rede de relaes complexas, a qual envolve a formao integral do homem. Cidadania: centro do processo educativo.Princpios da formao integral: solidariedade, tica, pluralidade cultural e sustentabilidade.Dimenses da formao integral: coletivo, individual, histrico, ecolgico. Eixos integradores do currculo: trabalho, cincia, cultura e meio ambiente. As inter-relaes desenvolvidas entre prtica profissional, conhecimentos e saberes cotidianos, as quais perpassam por todo o desenvolvimento do currculo, objetivam o exerccio de uma cidadania ativa, como forma de intervir nas condies socioambientais das comunidades locais.

  • A FORMAO INTEGRAL PROCURA: Formas de valorizar e incorporar as identidades plurais em polticas e prticas curriculares; Caminhos que consideram o aprender como um ato cultural sempre contextualizado; As dimenses da afetividade, espiritualidade, poltica e ecolgica, so ressignificadas como inerentes ao cuidado com o ser humano.A FORMAO INTEGRAL COMPREENDE:O processo educativo como um ato poltico, ou seja, como prtica social cuja finalidade a formao de sujeitos polticos, capazes de agir criticamente na sociedade. O destinatrio da educao so os sujeitos constitudos em redes culturais, cuja ao sempre resulta de um universo de valores construdo social e historicamente. No se anulando a dimenso individual e subjetiva, mas ela compreendida em sua intercesso com a cultura e com a histria ou seja, o indivduo sempre um ser social e cultural (CARVALHO, 2004).

  • FORMAO INTEGRAL NO CURRCULO INTEGRADO O currculo integrado vem sendo proposto como tentativa de contemplar uma compreenso global do conhecimento e de promover maiores parcelas de interdisciplinaridade na sua construo (SANTOM, 1998). A interdisciplinaridade o processo que envolve a integrao e engajamento de educadores, num trabalho conjunto, de interao das disciplinas do currculo escolar entre si e com a realidade, de modo a superar a fragmentao do ensino, objetivando a formao integral dos alunos, a fim de que possam exercer criticamente a cidadania, mediante uma viso global de mundo e serem capazes de enfrentar os problemas complexos, amplos e globais da realidade atual (LCK, 1994).

  • INTER E TRANSDISCIPLINARIDADE NA INTEGRAO CURRICULARA integrao curricular coloca as disciplinas numa perspectiva relacional, na qual as fronteiras se tornam pouco ntidas, promovendo maior autonomia de professores e alunos, mais integrao dos saberes escolares com os saberes cientficos e os saberes cotidianos (BERNSTEIN, 1996), numa abordagem inter e transdisciplinar (MORIN, 2002). As diferentes reas do conhecimento e experincias ou as disciplinas devem entrelaar-se, complementar-se e reforar-se mutuamente para propiciar o trabalho de construo e reconstruo do conhecimento da sociedade (SANTOM, 1998). A integrao curricular enfatiza o envolvimento em experincias que promovam uma vivncia democrtica (BEANE 2003: 108).

  • METODOLOGIA PARA INTEGRAO CURRICULARIntegrao entre Ensino Pesquisa e ExtensoPropomos um caminho metodolgico para a integrao curricular que compreende o conhecimento como complexo e provisrio, que se renova a partir do dilogo entre as diversas reas do saber e cultiva o prazer cultural e a postura crtica, criativa e investigativa. O problema a ser estudado surge da realidade atravs da coleta de dados empricos, que so inseridos no processo de reproduo e produo do conhecimento pelos alunos e professores, analisados cientificamente em salas de aula e em laboratrios. Os resultados desse dilogo voltam para a realidade concreta, atravs de aes de interveno crtica na vida cotidiana das comunidades locais (GUIMARES, 2008).

  • Formao inicial e continuada do Professor-pesquisador Domnio da metodologia cientfica; Reproduo e produo conhecimentos (re)elaborados.Encontro dialogado do professor Com outros professores; Com os alunos; Com a comunidade. Aprimoramento das relaes interpessoais nfase em experincias que promovem uma vivncia democrticaTrabalho que propicia a construo e reconstruo do conhecimento da sociedade.

  • *PRINCPIOS PARA INTEGRAO CURRICULAR- Compreenso da complexidade da relao entre poltica e prtica curricular e, nela, a construo do conhecimento escolar;- Compreenso da cidadania como o centro do processo educativo;- Concepo de homem como ser histrico, social e ecolgico, capaz de transformar a realidade em que vive;- Concepo de educao em direitos humanos, visando o desenvolvimento social e emocional do homem;- Concepo de trabalho como princpio educativo, permitindo a compreenso do significado econmico, social, ambiental, histrico, poltico e cultural das cincias, das tecnologias e das artes;

  • *- Contextualizao dos saberes escolares na articulao entre os saberes cientficos e os saberes cotidianos;- Abordagem inter e transdisciplinar que considera a prtica profissional como eixo integrador da relao conhecimentos gerais e especficos;- Priorizao nos fundamentos das diferentes tecnologias que caracterizam os processos produtivos;- Integrao entre ensino pesquisa e extenso, tendo como eixos integradores o trabalho, a cincia, a cultura e o meio ambiente, numa perspectiva socioambiental.

  • Unidades Didticas IntegradasPrope-se a elaborao e agrupamento de unidades didticas integradas como forma de facilitar a elaborao de projetos curriculares integrados (SANTOM, 1998).Gesto participativa O professor mantm a conduo do processo, mas partilha com os alunos e a comunidade as decises sobre os percursos e critrios adotados para definir as atividades.Projeto poltico-pedaggico do curso ou da escola Deve ter autonomia para decidir pelo desenvolvimento de unidades didticas integradas.Prtica profissional Como eixo integrador da relao conhecimento gerais e especficos, ou seja, da relao teoria e prtica.

  • Matriz curricular A prtica profissional deve perpassar por toda matriz curricular, abordando:O contexto comunitrio localO contexto dos movimentos sociais e das organizaes governamentais e no governamentaisO contexto da produo material

  • QUALIDADE AMBIENTAL: uma experincia de unidade didtica integradaTema da unidade didtica integrada: Qualidade AmbientalCampo de implementao V Mdulo do Curso Superior de Tecnologia em Gesto Ambiental. Perodo de execuo: 1 semestre letivo de 2007 Disciplinas do V Mdulo Sistema Integrado de Gesto; Auditoria e Certificao Ambiental; Processos Industriais; Programas de Preveno de Riscos Ambientais; Ecoempreendimentos; Planejamento Ambiental; Projeto Interdisciplinar de Qualidade Ambiental. Competncias profissionais certificadas Elaborao, implantao e implementao de programas de gesto para a qualidade ambiental. A Disciplina Projeto Interdisciplinar Gerencia o planejamento coletivo da unidade didtica integrada e aprofunda conceitos relacionados ao conhecimento complexo, atravs do domnio da metodologia cientfica.

  • ATIVIDADES DESENVOLVIDAS:Reunio com os alunos para escolher a metodologia a ser utilizada na unidade didtica integrada, com definio pelo desenvolvimento de um projeto interdisciplinar de qualidade ambiental empresarial.Realizao de entrevistas gravadas em udio com os professores das disciplinas. Questo: Como sua disciplina contribui com a formao do gestor ambiental?Analise das ementas das disciplinas do Mdulo V.Construo atravs de seis equipes de projetos de atividade disciplinar, referentes a cada disciplina do mdulo, com seus respectivos mapas conceituais.Analise das dificuldades e resultados obtidos pelos projetos interdisciplinares desenvolvidos anteriormente, atravs da leitura de artigos.Atravs de representantes das seis equipes anteriores, criao de novas equipes e construo de seis projetos de atividade interdisciplinar, com seus respectivos mapas conceituais.Reunio dos professores do mdulo para escolher dois projetos interdisciplinares com possibilidade de desenvolvimento.

  • Reunio com os alunos para escolher um projeto a ser desenvolvido, entre os dois projetos escolhidos pelos professores.Detalhamento do projeto interdisciplinar escolhido sob o ttulo Qualidade Ambiental no Restaurante Mania da Associao dos Servidores do CEFET-PE, atravs de Plano de Atividades.Apresentao oral pelos alunos do Plano de Atividades aos proprietrios do Restaurante Mania, com autorizao para incio da coleta de dados.Coleta de dados com a comunidade local envolvida, atravs de entrevistas, questionrios, observao direta, registro fotogrfico, aferio de indicadores com uso de instrumentos de preciso, outros.Anlise e discusso dos dados em sala de aula, para posterior redao do relatrio tcnico-cientfico.Redao do relatrio tcnico-cientfico por equipe, sob orientao dos professores do mdulo.Apresentao oral pelos alunos dos resultados para avaliao interdisciplinar.Formatao do relatrio final pelos professores da disciplina Projeto Interdisciplinar de Qualidade Ambiental, para entrega aos proprietrios do Restaurante Mania.

  • Questes para construo dos projetos de atividades disciplinares e interdisciplinares: O que desenvolver como atividade? Por que desenvolver essa atividade? Quando, com quem e onde a atividade poderia ser desenvolvida? Como desenvolver essa atividade? Quais bases tecnolgicas e saberes fundamentam essa atividade? Quais as condies necessrias para desenvolver a atividade? A atividade tem viabilidade de desenvolvimento?Projeto interdisciplinar escolhido: Qualidade Ambiental no Restaurante Mania da Associao dos Servidores do CEFET-PE Plano de Atividades: Definiu a partir do objetivo geral, os objetivos especficos que foram listados por disciplina. Cada professor regente das disciplinas ficou responsvel em conduzir uma equipe de alunos nas atividades de coleta, anlise e discusso dos dados, alm de orientar na redao do relatrio final.

  • Detalhamento do Plano de AtividadesOBJETIVO GERAL:Avaliar as condies atuais do Restaurante Mania e propor a implantao de um Sistema de Qualidade Ambiental.OBJETIVOS ESPECFICOS POR DISCIPLINA:01. Sistema Integrado de Gesto: Propor um Sistema de Gesto Ambiental (SGA) para o Restaurante Mania, na busca pelo seu desenvolvimento sustentvel e apontar os pontos de melhoria que ocorrero com sua implementao.02. Auditoria e Certificao Ambiental: Avaliar o Sistema de Gesto Ambiental (SGA) formulado para o Restaurante Mania e elaborar um manual de auditoria ambiental.03. Processos Industriais: Elaborar um sistema ambientalmente correto e economicamente vivel de gesto dos resduos slidos para o Restaurante Mania.

  • 04. Programas de Preveno de Riscos Ambientais: Promover um estudo com base no PPRA, a fim de reconhecer e avaliar a ocorrncia de riscos ambientais, com nfase nos riscos fsicos e ergonmicos existentes, ou que venham a existir no ambiente do Restaurante Mania.05. Ecoempreendimentos: Analisar a viabilidade econmica do uso de produtos orgnicos em alguns pratos oferecidos no Restaurante Mania.06. Planejamento Ambiental: Levantar as dificuldades de execuo e monitoramento das atividades do Restaurante Mania e criar instrumentos de planejamento organizacional e ambiental.Estrutura do relatrio tcnico-cientfico: Apresentao; justificativa; objetivos; reviso bibliogrfica; procedimentos metodolgicos; resultados e discusso; propostas e sugestes; concluses.

  • Cada equipe ficou responsvel de entregar o relatrio impresso correspondente s suas atividades e apresentar oralmente os resultados, por ocasio da avaliao interdisciplinar.Processo de Avaliao Interdisciplinar:A avaliao de cada disciplina correspondeu 70% da mdia final, a qual foi somada avaliao interdisciplinar que correspondeu aos 30% restante. Cada professor da disciplina correspondente realizou a avaliao do relatrio e da apresentao oral da equipe orientada. A apresentao oral das equipes foi realizada com a presena de todos os professores do mdulo, possibilitando o envolvimento ativo no processo de avaliao interdisciplinar.

  • CONCLUSO DAS ATIVIDADES INTEDISCIPLINARES Aps o processo de avaliao interdisciplinar as equipes incorporaram as observaes dos professores e entregaram as verses finais dos relatrios com as modificaes necessrias. O relatrio final foi formatado pelos professores da disciplina Projeto Interdisciplinar e apresentado pelos alunos aos proprietrios do Restaurante Mania, para concordncia e posterior execuo das propostas e sugestes presentes no relatrio.

  • CONSIDERAES FINAISA construo coletiva do projeto pedaggico de um curso pode partir desde sua origem do desenvolvimento de uma proposta de integrao curricular, independentemente do nvel ou modalidade de ensino oferecido, seja na educao bsica, educao profissional e tecnolgica, licenciatura e bacharelado, ou na ps-graduao. A articulao entre conhecimentos gerais e especficos pode priorizar a formao integral como princpio orientador do currculo, com a preocupao de formar para alm do simples desenvolvimento das habilidades necessrias para uma ocupao, partindo dos seguintes eixos integradores trabalho, cincia, cultura e meio ambiente , os quais se inter-relacionam atravs de uma perspectiva socioambiental.

  • Notas[1] Professores do Mdulo V Qualidade Ambiental: Sivaldo Souza Silva, Marlia Regina Costa Castro Lyra; Guilherme Pereira da Silva, Robson Passos, Francisco de Melo Granata, Maria Efignia Farias de Almeida, Marcelo Alexandre de Vasconcelos, Jos Severino Bento da Silva, Edilene Rocha Guimares.

    [2] Alunos do Mdulo V Qualidade Ambiental: Annara Marinho, Bruno Augusto Aguiar; Davi Emmanuel Lippel, Dayanne Rouseide, Elielton Albuquerque, Fabiano Oliveira, Fabrcia Moura, Gabriel M. da Silva, Gabriela Figueiredo, Gabriela Valones, Gleidson Moura, Gustavo Amorim, Hannah Stella Amaral, Jaqueline Maria Augusta, Klaus Maciel, Leandro Barros, Leonardo de Albuquerque, Ldia de Freitas, Lvia Lima, Marcela Clementino, Mayana Bandeira, Mrcia Micheline, Nathalia Amanda Santos, Rafaella Cavalcanti, Srgio Ricardo Jos Soares, Simone Mendona, Viviam Brando de Souza, Viviam Patrcia da F.

    [3] Comunidade local envolvida: proprietrios, funcionrios, prestadores de servio, clientes associados e externos do Restaurante Mania da Associao dos Servidores do CEFET-PE.

  • Fotos dos autores do processo

  • Referncias bibliogrficasANDR, Marli E. D. A. Ensinar a pesquisar... Como e Para Que? In: SILVA, Aida Maria monteiro et al. (Org.). Educao formal e no formal, processos formativos e saberes pedaggicos: desafios para a incluso social. XIII Encontro Nacional de Didtica e Prtica de Ensino; Recife - PE: ENDIPE, 2006.BEANE, James A. Integrao Curricular: a essncia de uma escola democrtica. Currculo sem Fronteiras, v.3, n.2, pp.91-110, Jul/Dez. 2003. ISSN 1645-1384 (online)Disponvel em: http://www.curriculosemfronteiras.org CIAVATTA, Maria. A Formao integrada: a escola e o trabalho como lugares de memria e de identidade. In: FRIGOTTO; CIAVATTA; RAMOS (Orgs). Ensino mdio integrado: concepes contradies. So Paulo: Cortez, 2005.CUNHA, Maria Isabel da. A Didtica como construo: aprendendo com o fazer e pesquisando com o saber. In: SILVA, Aida Maria monteiro et al. (Org.). Educao formal e no formal, processos formativos e saberes pedaggicos: desafios para a incluso social. XIII Encontro Nacional de Didtica e Prtica de Ensino. Recife - PE: ENDIPE, 2006.__________. Impactos das polticas de avaliao externa na configurao da docncia. In: ROSA, Dalva E. Gonalves, SOUZA, Vanilton Camilo de. (Org.). Polticas organizativas e curriculares, educao inclusiva e formao de professores. Rio de janeiro: DP&A, 2002. (Trabalhos apresentados nos simpsios e mesas-redondas do XI ENDIPE, Goinia GO., maio de 2002.)FAZENDA, Ivani C. A. Interdisciplinaridade: Histria, teoria e pesquisa. 2 ed. Campinas, SP: Papirus, 1995. (Coleo Magistrio: Formao e trabalho pedaggico)GUIMARES, E. R.; VALENCA, M. M.; FIGUEREDO, M. E. Projeto interdisciplinar de poltica sanitria ambiental. Cadernos Temticos. n 8. Braslia : MEC/SETEC, 2006. ISSN 1809-4694MARKERT, Werner. Novas competncias no mundo do trabalho e suas contribuies para a formao do trabalhador. GT 09: Trabalho e Educao. Caxambu: ANPEd, 2000. 23 Reunio Anual. So Paulo: ANPEd, 2000. Disponvel em: http://www.anped.org.brMORIN, Edgar. Os Sete saberes necessrios educao do futuro. Traduo de Catarina Eleonora F. Silva e Jeanne Sawaya; reviso tcnica de Edgard de Assis Carvalho. 6 ed. So Paulo: Cortez; Braslia, DF.: UNESCO, 2002.RAMOS, Marise. Possibilidades e desafios na organizao do currculo integrado. In: FRIGOTTO; CIAVATTA; RAMOS (Orgs). Ensino mdio integrado: concepes e contradies. So Paulo: Cortez, 2005.SANTOM, Jurjo Torres. Globalizao e interdisciplinaridade: o currculo integrado. Trad. Cludia Schilling. Porto Alegre: Artes Mdicas, 1998.SANTOS, B. de Souza. Pela Mo de Alice: o social e o poltico na ps-modernidade. So Paulo, Cortez, 1995.