27/07/2013 - Regional - Edio 2946

  • Published on
    07-Mar-2016

  • View
    222

  • Download
    8

DESCRIPTION

27/07/2013 - Regional - Edio 2946 - Bento Gonalves/RS

Transcript

  • Bento Gonalves :: Sbado :: 27 de julho de 2013

    R gionala

    Em busca da energia trifsica

    LINHA FERRI

    FOTO

    S ESTEFAN

    IA V. LIN

    HA

    RES

    Comunidade luta para que a energia eltrica fornecida deixe de ser monofsica e assim amenize as quedas de luzPg. 3

    Centenas de pessoas prestigiaram a programao

    Pg. 2

    Agricultores so homenageadosem festa

    SANTA TEREZA

    Safra de 2013 registrou quebras que ultrapassam 50%

    Pg. 2

    Futuro do cultivo de kiwi aflige fruticultor

    LINHA AMADEU

    Daniel Tonet se dedica ao cultivo de uvas e Feira Livre

    Pg. 3

    De viticultor a feirante

    LINHA FERRI

  • 2 R gionalSbado | 27 de julho de 2013 a

    Linha Amadeu Perdas da fruta uma das preocupaes atuais Fruticultor se preocupa com o futuro do kiwi

    A Escola Estadual Pedro Migliorini, de Monte Belo do Sul, promoveu a Feira das Et-nias. A atividade foi o desta-que do primeiro semestre do ano letivo.

    Para marcar o encerramento do projeto, uma apresentao foi realizada na segunda-feira,

    A Festa do Agricultor(a) foi promovida no sbado, 20, no Ginsio de Esportes de Santa Tereza. A programao contou com a celebrao da missa e a beno dos instrumentos de tra-balho dos agricultores.

    Durante o evento, foi promo-vido um jantar compartilhado, onde cada famlia leva uma cesta de produtos contendo basica-mente frango, po, queijo, vinho,

    Os ltimos frutos de kiwi produzidos pela famlia Possa, na Linha Amadeu, em Pinto Bandeira, foram entre-gues na primeira semana do ms de julho. As frutas esta-vam sendo conservados em uma cmara fria.

    Para o produtor Lucindo Possa, a ltima safra foi avalia-da como fraca, tanto em quan-tidade como em qualidade. Conforme ele, no ano passado, a colheita chegou a 90 mil qui-los; neste ano, foram cerca de 30 mil quilos. Isto uma queda de mais de 50%. O problema dos kiwis que morrem bas-tante. Se continuar assim, em trs ou quatro anos vai desapa-recer, alerta.

    O fruticultor lembra que poucas pessoas comentam e sabem, mas o kiwi uma fruta ecolgica, pois no so utiliza-dos agrotxicos e nem vene-nos. Alm disso, possui um alto ndice de vitaminas que auxiliam no combate gripe, explica. Os frutos produzidos na propriedade so destinados Central de Abastecimento

    MONTE BELO DO SUL

    Entre os povos que integraram as atividades para estudo estiveram os portugueses

    Comunidade participou de atividades no Ginsio de Esportes do municpio

    Famlia Possa se dedica agora aos cuidados com os caquizeiros e a poda

    Festiqueijo encerra amanh

    DIVULGAO

    ESCOLA PEDRO MIGLIORINI, DIVULGAO

    Feira das Etnias mobilizou os estudantes da rede estudual

    Festa do Agricultor rene centenas de pessoas

    SANTA TEREZA

    (Ceasa), em So Paulo. Os ps de kiwi esto morren-

    do, e Possa est cortando fora boa parte do pomar, que dar lugar s parreiras. uma pena, se achassem uma soluo, mas no tem, lamenta. No local em que as plantas resistem est sendo realizada a poda e, com a chegada do frio, o fruticultor ressalta que uma fruta que gosta de temperaturas baixas. Se der bastante frio, uma produo certa, pois, mesmo fazendo a dormncia, pode dar uma safra ruim, esclarece.

    Outras culturas

    Alm do cultivo dos kiwis, o fruticultor produz caquis. A safra 2013 da fruta foi uma das melhores dos ltimos anos para os Possa. Os bons resultados foram conquistados atravs do acompanhamento e orientao por parte da famlia na hora da colheita. A safra de caqui foi muito boa e de qualidade. A fru-ta bastante bonita, doce, grada e bem colorida e no tivemos perdas, relata. Os caquizeiros esto passando por podas.

    ch e caf. Aps a confraterni-zao aconteceu um baile com a Banda Musical Diverso.

    A festa contou com a parti-cipao de 25 comunidades. O evento uma promoo da Pa-rquia Santa Tereza, prefeitura, Emater, Cooperativa Santa Te-reza, Associao Trivnita (Can-toria Italiana) e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonalves (STR).

    CARLOS BARBOSA

    15, no Ginsio de Esportes da Escola, e envolveu toda a co-munidade escolar. Inicialmen-te, o projeto fazia parte do En-sino Politcnico, mas devido ao grande interesse dos alunos foi estendida as demais turmas do colgio que se mobilizaram para o sucesso das atividades.

    A edio 24 Festiqueijo chega ao ltimo final de semana. O visi-tante poder degustar os mais de 40 tipos de queijos oferecidos no festival e adquirir seus preferidos no varejo do evento, anexo ao sa-lo paroquial.

    Os visitantes tambm podem fazer compras na 17 Feira de Compras ACI, na rua coberta e conferir as ofertas de malhas e couros, entre outros produtos. O festival considerado o melhor festival gastronmico da Serra Gacha, e se encerra amanh, 28.

    Rstica

    A 1 Rstica e Minirrstica Festiqueijo/Sesc sero disputa-das amanh, 28. A competio fruto de uma parceria firmada entre a Secretaria de Esportes,

    Visitantes podero conferir as atraes do ltimo final de semana do festival

    AGNCIA ALVO GLOBAL, DIVULGAO

    Lazer e Juventude e o Sistema Fecomrcio-RS/Sesc, e engloba a programao do festival.

    O percurso da Rstica de 6,4 quilmetros, com a larga-da na rua Ubaldo Baldasso, ao

    lado do Centro Municipal de Eventos. O percurso da Minir-rstica 10 a 12 anos e 13 e 14 anos de 2,4 quilmetros. A premiao da prova ser consti-tuda de medalhas e trofus.

  • R gional 3Sbado | 27 de julho de 2013a

    Trem Regional ser debatido em audindia

    FARROUPILHA

    A primeira audincia para debater sobre a implantao do Trem Regional ficou agendada para o dia 26 de agosto, s 9h, no Salo Nobre da Prefeitura de Farroupilha. A primeira re-unio da nova diretoria do Co-mit Trem e Desenvolvimen-to Regional da Serra Gacha aconteceu na tera-feira, 23, na Prefeitura de Caxias do Sul. O presidente do Comit, pre-feito de Farroupilha, Claiton Gonalves, o vice-presidente Nelson Sbabo, representan-te da CIC, e integrantes da secretaria executiva do Trem Regional discutiram as aes para o segundo semestre do ano e definiram a realizao de audincias pblicas nos municpios participantes.

    FOTOS ESTEFANIA V. LINHARES

    Linha Ferri Aps conquistar a gua encanada para a comunidade, agora a luta pela energia

    Luz trifsica o novo desafioDando continuidade ao Pro-

    jeto de Valorizao dos Vinhos Coloniais, aconteceu na manh de tera-feira, 23, mais uma edio da avaliao de Vinhos. A anlise foi realizada com 27 amostras de vinhos coloniais de 17 viticultores da Comunidade da Linha Paulina, Faria Lemos.

    Cada distrito promover um jantar enogastronmico, vi-sando valorizar a cultura local, preservando a gastronomia e a arte de elaborao de vinhos. De acordo com o secretrio de Agricultura, Thompsson Dido-n, o projeto j est em seu ter-ceiro ano de acompanhamento e orientaes sobre a produo de uvas, elaborao de vinhos.

    O jantar de Faria Lemos est sendo organizado para o dia 27 de setembro, onde os partici-pantes tero a oportunidade de degustar a gastronomia e os vi-nhos produzidos naquele distri-to. Participaram da avaliao de vinhos o diretor do IFRS/BG professor Luciano Manfroi, o enlogo da Embrapa/BG Raul Bem e o enlogo e secretrio Thompsson Didon.

    Os moradores da Linha Ferri esto engajados para que a energia eltrica da comunidade, que atualmente monofsica, seja transformada em trifsica. Recentemente, as famlias foram beneficiadas com gua encanada pela Cor-san, aps 10 anos de luta. Ago-ra o desafio em prol da luz.

    Assim como na busca pela gua encanada, uma comis-so foi formada para articu-lar a mudana na rede eltri-ca da localidade. A integrante da comisso Teresinha Tonet explica que uma reunio est agendada para expor o pedi-do e o auxlio aos vereadores do municpio. Com o aumen-to da capacidade energtica ser possvel a instalao de microempresas ou at mesmo minimercados na comunidade.

    Segundo Terezinha, quando um morador que possui um motor o liga e o vizinho tam-bm est utilizando a energia eltrica, a chave acaba caindo ou a luz fica fraca. J conver-samos com um dos vereadores para que ele se engaje neste novo projeto, comenta.

    Feirante h 40 anos, Daniel Tonet se divide entre o cultivo das verduras e frutas para co-mercializao na Feira Livre e os cuidados com os parreirais. Com clientes fiis desde que iniciou a comercializar seus produtos, Tonet afirma que um momento bom.

    No ano passado, os pro-dutores receberam do Poder Executivo, uma balana e uma cobertura para a banca. Porm, ele est preocupado com as discusses sobre a mudana do local da Feira Li-vre e enftico: Se trocar de lugar vou desistir. Sempre foi ali e o pessoal est acostuma-do. O agricultor relata que alguns de seus fregueses vo at o local para comprar os produtos mesmo que esteja o tempo frio, ensolarado ou chovendo. Eles no deixam de fazer suas compras. Alm disso, chegam e conversam,

    FARIA LEMOS

    Teresinha Tonet integra comisso que est batalhando por uma nova rede eltrica

    Daniel Tonet se dedica poda dos parreirais e aos sbados feirante na Feira Livre

    Vinhos coloniais so analisados

    Dedicao Feira Livre e aos parreirais

    contam histrias. uma tera-pia, comenta.

    Tonet durante a colheita da uva, chega a no participar al-gumas vezes na Feira Livre, e afirma sentir falta. Os outros feirantes gostam de vir para bater um papo e para com-prar algumas coisas naturais,

    frisa. Diante disso, caso o lo-cal seja modificado j tomou a deciso de no comercializar mais seus produtos.

    O agricultor planta aipim, batata, tomate e outros produ-tos. Na minha banca pos-svel encontrar batata inglesa, banana branca e caturra, ce-

    bola, mamo, abacaxi, moran-ga, lima, bergamota e laranja, ressalta. Alguns dos produtos so comprados para serem co-mercializados pelo produtor na Feira Livre.

    Viticultura

    A chegada do frio animou Daniel Tonet que aproveitou para podar e ao mesmo tempo amarrar os seus parreirais. O vi-ticultor explica que as uvas so consideradas precoces e assim possuem algumas vantagens, entre elas, que no precisa pa-gar o transporte at as vincolas.

    O incio da colheita est sen-do planejada para o dia 1 de dezembro. Porm, Tonet alerta que no se pode esquecer que tudo depende do tempo. H anos que no fazia frio na po-ca certa, comenta. Em seus parreirais so cultivadas uvas Nigara branca e rosa.

    Para ela, a expectativa que essa luta dure bem menos que os 10 anos que foi a gua en-canada. Quem sabe daqui quatro ou cinco anos conse-guimos. Sempre tem um para puxar, s vezes leva pedrada, mas no pode desistir. Tem uma coisa que sou persistente e se me meto, as coisas tm que conseguir, relata. O pri-meiro encontro com os repre-sentantes do Legislativo deve acontecer nos prximos dias.

    Conforme a Rio Grande Energia (RGE), os procedi-

    mentos para troca da rede monofsica em trifsica esto previstas na Resoluo n 414 da Agncia Nacional de Ener-gia Eltrica (Aneel), e podem ser consultados no site www.aneel.gov.br. nesta norma que esto previstos os custos, as contrapartidas e os prazos para a adequao, esclarece a RGE. A companhia no locali-zou nenhuma solicitao oficial da comunidade da Linha Ferri para esta troca de rede, tendo em vista que o processo est no incio. De acordo com a

    concessionria necessrio que seja formalizado o pedido junto a empresa para que seja verifi-cado as condies da rede.

    Rede de gua

    A gua encanada chegou comunidade aps uma dca-da de luta. Foram mais de 30 quilmetros de rede e mais os ramais que beneficiaram cerca de 150 famlias. Antes de ser consolidado com a Corsan foi tentado perfurar poos artesia-nos. No primeiro foi achado pouca gua e o segundo pos-sua gua em abundncia e po-deria beneficiar 300 famlias e possua 450 metros de profun-didade foi constatada impr-pria para consumo aps an-lises, relata Teresinha Tonet. O encanamento e as mquinas foram fornecidos pela prefei-tura de Bento Gonalves e os moradores tiveram que realizar a entrada para fazer a ligao. Os moradores esto com a gua potvel encanada h dois meses disponvel, porm algu-mas ainda esto fazendo os ca-nais que ligam a rede de gua.

  • EspetculoO Arte Sesc no domingo, 4 de agosto, em Garibaldi,

    a magia e o mistrio do espetculo de um dos ilusionistas de maior expresso no Brasil, o mgico Kronnus. A atrao acontecer no Clube Integrao, s

    19h30. O espetculo uma mistura de mgica,

    ilusionismo, humor, dana e poesia que

    formam um ambiente fantstico. Inspirado

    nas grandes produes mgicas de Las Vegas, o show recheado com

    grandes iluses de calibre internacional. Outras

    informaes pelo telefone (54) 3261-6526.

    MsicaO msico e compositor

    George Israel, saxofonista e violonista da banda Kid Abelha, apresenta seu trabalho solo em

    Farroupilha, no dia 3 de agosto. Com o show 13 parcerias com Cazuza, realizado pelo Arte Sesc Cultura por toda parte,

    Israel se apresentar a partir das 20h, no

    Auditrio da UCS. Os ingressos podem ser adquiridos no Sesc.

    Encontro de Carros antigosEsto abertas as inscries

    para o 6 Encontro de Carros Antigos, que acontece

    durante o 16 Encontro das Tradies Italianas (Entrai),

    no dia 11 de agosto, em Farroupilha. Os interessados

    em participar precisam realizar a pr-inscrio na Secretaria Municipal de

    Desenvolvimento Econmico e Turismo, no horrio de

    experiente, das 11h s 16h. Os primeiros 300 inscritos tero direito a almoo no Clube Vasco da Gama, alm de certificado de

    participao, camiseta e brinde. As inscries seguem

    at 9 de agosto.

    So ValentimA comunidade de So Valentim

    promove hoje, 27, um jantar. A programao contar com celebrao de missa s 18h, e aps ser servido o jantar no Salo da Comunidade do 8

    da Graciema.

    Leopoldina A Festa em honra a Nossa

    Senhora das Neves acontece no domingo, 4 de agosto, a partir das 11h, no 6 da Leopoldina.

    Bochas A comemorao aos 50

    anos da Liga Garibaldense de Bochas est previsto para

    ocorrer no sbado, 3 de agosto.

    Linha PaulinaA comunidade da Linha

    Paulina promove no domingo, 11 de agosto,

    a Festa das Bochas. Mais informaes podem ser

    solicitadas atravs dotelefone 3452.1574.

    JantarO Jantar Danante da

    Comunidade Verssimo ser realizado no sbado, 10 de agosto, a partir 19h30min.

    So MiguelA Festa de So Miguel ocorre

    no domingo, 11 de agosto, a partir das 10h30min, na

    Comunidade Santo Antnio.

    4 R gionalSbado | 27 de julho de 2013 a

    ESTEFANIA V. LINHARES

    ANDRESSA BERGSLEITHNER

    Estefania V. Linhares

    regional@jornalsemanario.com.br

    Est em andamento o recadastramento vitcola do Rio Grande do Sul 2013, que se estende at 31 de outubro. Os produtores devem estar atentos para o cronograma de aten-dimento no estabelecimento credenciado em sua comunida-de, como o sindicato dos trabalhadores rurais, escritrio da Emater ou secretaria municipal da Agricultura, a ser divulgado pelo prprio. Como em anos anteriores, tambm segue sendo possvel a atualizao diretamente pela internet, pelo endereo http://cadastro.cnpuv.embrapa.br. O viticultor poder preen-cher o cadastro mo, com as informaes de produo de cada setor e eventuais alteraes (como, por exemplo, o au-mento da rea de cultivo de determinada variedade). Os pro-dutores cujas propriedades j foram georreferenciadas (casos de Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Farroupilha e Vale dos Vinhedos) devero informar, a partir do mapa georreferencia-do, qualquer modificao que tenham feito em seus parreirais. A ficha ser tratada como um rascunho que dar mais agi-lidade ao recadastramento anual. A atualizao anual do Ca-dastro pelo viticultor est estabelecida na lei nmero 7.678, de 8 de novembro de 1988, em seu artigo 29. Os documentos necessrios para efetivao do recadastramento so o CPF, o recadastro do ano anterior revisado e o nome e nmero da ins-crio estadual de cada vendedor de uva. No preciso apre-

    sentar o talo de produtor.

    Recadastro vitcola

    ngela Petroli, Rita Spagnolo Petroli e Mayara Petroli, moradores do Vale Aurora, em Bento Gonalves

    Sadi e Tania Toniolo prestigiaram as atraes do Fil Italiano realizado na Linha Eullia

    GestoOs trabalhos da empresa de gesto foram contratados pelo municpio de Monte Belo do Sul, e no por Pinto Bandeira, como foi informado na edio de sbado, 20. A prefeitura

    de Pinto Bandeira possui interesse futuro em contratar uma empresa de georreferenciamento, conforme o prefeito do

    municpio Joo Pizzio.

    Interiorizao do Governo O fortalecimento da agricultura familiar foi um dos pontos destacados pela Caravana de Interiorizao do Governo do

    Estado, que teve entre os municpios visitados Pinto Bandei-ra. O incentivo s pequenas agroindstrias familiares esteve

    na pauta. O prefeito do municpio recm-criado, Joo Pizzio, entregou ao governador uma reivindicao com sete pontos

    prioritrios. Alguns itens j obtiveram encaminhamentos posi-tivos, entre eles, a obra na escola estadual. Outro destaque foi a reivindicao de estudantes para o incentivo permanncia

    no campo. O pedido veio atravs dos alunos da Escola Famlia Agrcola da Serra Gacha (Efaserra) recentemente inaugura-da e est instalada em Garibaldi para que a instituio receba auxlio estadual. O colgio utiliza como mtodo de ensino a pedagogia da alternncia, e tem por objetivo manter o jovem no campo. A populao ficou satisfeita com os apontamentos do Governo do Estado, agora acompanhar para que as aes

    e as promessas saiam do papel.

    Transporte O transporte coletivo urbano do municpio de Garibaldi pas-sar a ser realizado pela empresa Transporte Coletivo Santo Antnio. O transporte, realizado pela empresa Transportes Amigos da Serra (TAS), ser feito at o final do dia 19 de agosto. A populao no sofrer prejuzo com a mudana, uma vez que o itinerrio seguir sendo cumprido normal-

    mente pela empresa de transporte.

    Agenda festa no interior

    17SM-2718SM-2755SM-2756SM-27