27/07/2013 - Esportes - Edio 2946

  • Published on
    21-Mar-2016

  • View
    215

  • Download
    3

DESCRIPTION

27/07/2013 - Esportes - Edio 2946 - Bento Gonalves/RS

Transcript

  • Sbado27 DE JULHO DE 2013

    MA

    RCELO M

    ACIEL

    Pgina 7

    Mulheres comeam a ganhar espao no esporte antes praticado mais por homens

    Jiu-Jitsu

    As donas do tatame

    Copa AmizadeFutsal Srie Ouro

    Jogos de ida das semi acontecem em So Pedro

    BGF fecha hoje 2 fase fantstica

    Pgina 6Pgina 3

  • 2 Sbado, 27 de julho de 2013 | Semanrio

    A equipe juvenil do Esporti-vo segue os preparativos para a disputa do Campeonato Esta-dual Sub-17. Hoje, s 15h, no Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos, o time do tcni-co Cristiano Fronza entra em campo contra o time da Aca-demia Bello Centro, da cidade de Tuparendi.

    Na quarta-feira, 24, o Es-portivo fez um amistoso com a equipe do Veranpo-lis, que montou uma parceria com os meninos da escoli-nha da Universidade de Ca-xias do Sul (UCS). A partida terminou 2 a 1 para o Vera-npolis. Porm, o resultado do amistoso foi minimizado pelo tcnico Cristiano Fron-za. O objetivo dos jogos dar ritmo aos atletas que, at o momento, estavam apenas fazendo coletivos.

    Aps a partida de hoje, o Es-

    Grmio e Inter entram em campo amanh pela nona ro-dada do Campeonato Brasilei-ro. As duas partidas aconte-cem s 16h.

    O tricolor recebe o Flumi-nense, na Arena, em Porto Alegre. O time do tcnico Re-nato Portaluppi quer se recu-perar da derrota sofrida contra o Cricima na semana passada. A novidade na equipe ser a entrada de Riveros no meio--campo. O time para enfrentar o Fluminense deve ter Dida;

    Cidade Alta, Bento Mster, Canarinho e Galera se enfrentam amanh no torneio em homenagem ao treinadorEquipe busca mais uma vitria

    Alan Patrick deve substituir DAlessandro no jogo contra o Nutico

    Meninos do Esportivo tero dois amistosos at o jogo contra o Grmio

    Esportivo faz amistoso hoje

    Farrapos enfrenta o Desterro em SC

    Dupla Gre-Nal entra em campo amanh

    Tureck para sempre

    Marcelo Maciel

    esporte@jornalsemanario.com.br

    FOTO

    S MA

    RCELO M

    ACIEL

    DIVULGAO

    Futebol mster

    ESTADUAL SUB-17

    SUPER 10

    BRASILEIRO 2013

    Acontece amanh, a partir das 9h, o Torneio Fer-nando Tureck. A competio foi idealizada pela diretoria da equipe do Cidade Alta para ho-menagear o treinador do Ben-to Mster, que morreu no dia 16 de junho, vitimado por um cncer de estmago. Os jogos acontecem no Estdio Amlio Scarton, em So Valentim.

    Trs equipes que participaro do quadrangular foram trei-

    nadas por Tureck: Canarinho, Bento Mster e Galera. No Canarinho, ele venceu as prin-cipais competies da cidade como jogador e treinador. A partir de 2003, passou a se dedi-car ao Bento Mster, clube que ajudou a fundar e que treinou nos ttulos estaduais de 2005 e 2010. A quarta equipe que disputar o torneio o Cidade Alta, que rene vrios atletas treinados por Tureck.

    Os jogos iniciaro s 9h e se estendero at s 12h, quando

    haver um almoo de confrater-nizao. A entrada um quilo-grama de alimento no perecvel. O montante arrecadado ser re-vertido a entidades assistenciais.

    Tureck tambm est sendo homenageado pela Secretaria Municipal da Juventude, Es-porte e Lazer (Semjel) que, em consenso com os clubes, mu-dou o nome do Campeonato Distrital de Futebol de Campo para Copa Fernando Tureck.

    Aps uma semana de descan-so, a equipe do Farrapos volta ativa contra o Desterro. A par-tida vlida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de Rgbi, o Super 10, e acontece s 15h, em Florianpolis.

    Para a partida de hoje, o obje-tivo do time de Bento Gonal-ves a vitria, mesmo o Dester-ro sendo um dos candidatos ao ttulo deste ano. Os jogadores e o tcnico Carlitos Baldassari esto empolgados pela excelen-te partida que fizeram contra o So Jos, atual octacampeo brasileiro. O Farrapos jogou de igual para igual com o advers-rio e por muito pouco no ven-ceu a partida, perdendo por um ponto nos minutos finais.

    Agora, o desafio mostrar que o jogo contra o So Jos no foi uma exceo e sim o

    portivo ainda ir enfrentar a forte equipe do Caxias, na ter-a-feira, 30, tambm no Mon-tanha dos Vinhedos. O Alvia-

    zul estreia no Campeonato Gacho Sub-17 no dia 3 de agosto, contra a equipe do Grmio.

    padro da equipe para a dispu-ta do restante do Super 10. Se vencer, o Farrapos pode assu-mir a quinta colocao no cam-peonato, desde que o Curitiba no vena o So Jos.

    Par, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Riveros, Elano e Z Roberto; Kleber e Barcos.

    O Internacional quer manter a liderana contra o lanterna Nutico, na Arena Recife. O tcnico Dunga no contar com DAlessandro, suspenso pelo terceiro carto amarelo. Seu substituto deve ser o meia Alan Patrick. O zagueiro ndio e o atacante Mike foram inte-grados ao grupo Colorado e devem ficar no banco de reser-vas, como opo.

  • Grupo do BGF fez um segundo turno impecvel e garantiu a classificao para a segunda fase

    Classificao e jogos

    Equipes P J1) Alaf 29 152) BGF 24 153) ADS 24 154) Afusca 23 165) AGSL 22 156) Assaf 21 157) Cachoeira 21 158) Asaf 14 159) AES 10 15

    Classificao

    Marcelo Maciel

    esporte@jornalsemanario.com.br

    Para coroar a campanhaFutsal Srie Ouro

    MA

    RCELO M

    ACIEL

    3Semanrio | Sbado, 27 de julho de 2013

    O Bento Gonalves Futsal (BGF) encerra hoje sua participao na primeira fase do Campeonato Estadual de Futsal Srie Ouro. J classifi-cada, a equipe busca agora a manuteno da invencibilidade conquistada no segundo turno e tambm o segundo lugar na classificao geral. O advers-rio ser a equipe da AGSL, de So Luiz Gonzaga, e a partida acontece s 20h, no Ginsio Municipal de Esportes.

    Para a partida de logo mais, o tcnico Vaner Flores no conta mais com a presena do piv Ronaldo, que j se apresentou ao time da Asif, de Ibirub. Mesmo assim, o treinador espera uma boa apresentao de seu time, para fechar com chave de ouro o desempenho no campeonato.

    A AGSL, por sua vez, vem at Bento Gonalves precisan-do da vitria. Em caso de em-

    pate ou derrota, ter que tor-cer por tropeos de Cachoeira Futsal e Assaf na rodada.

    Reforo

    Nesta semana, o BGF anun-ciou a contratao de Ander-

    son Polcrpio para a segunda fase da Srie Ouro. O jogador de 26 anos de Bento Gon-alves e atuou nas equipes do Nova Prata e Agel, onde foi treinado por Vaner Flores. Ele iniciou os treinamentos com a equipe na quinta-feira, 25, e

    aguarda apenas seu nome apa-recer no Boletim Informativo Dirio (BID) da CBFs para comear a atuar. Este deve ser o ltimo reforo para a equipe na competio.

    Jogos

    Artilharia

    Bento GonalvesBGF x AGSLCachoeira do SulCachoeira x AssafSanto ngeloAsaf x ADSLajeadoAlaf x AES

    Carlo - BGF18 gols

  • Amanh, 28, o Esportivo completa um ano do t-tulo da Diviso de Acesso. E nada mais justo do que relem-brar a campanha histrica do Alviazul, que voltou elite do futebol gacho vencendo uma das competies mais difceis j disputadas, em que o clu-be precisaria vencer trs fases para subir para a Srie A.

    A diretoria do Esportivo uniu o chamado til ao agradvel quando montou a equipe para a disputa da competio no ano passado. Aps a desistncia de Leocir DallAstra, apostou em Luis Carlos Winck, que bus-cava a retomada de reconheci-mento como treinador no Rio Grande do Sul. A partir da, foi montada uma espinha dor-sal com uma dupla de goleiros experiente, Fabiano e Adilson, um zagueiro que liderasse o grupo no vestirio, Edigl, um volante que seria o co de guar-da da equipe, Fbio Oliveira, e um meia capaz de desequilibrar uma partida nas bolas paradas, no caso Rafael Bittencourt.

    Com a estrutura montada e um grupo de jogadores que es-tava disposto a entrar para a his-tria do clube, o Esportivo foi disputar a antiga Segundona em busca do to sonhado acesso. A campanha comeou com um

    Marcelo Maciel

    4 Sbado, 27 de julho de 2013 | Semanrio

    Um ano de uma campanha histricaEsportivo

    esporte@jornalsemanario.com.br

    empate diante do Brasil de Far-roupilha. A primeira fase come-ou com o Esportivo j coman-dando o grupo, fechando em primeiro lugar, com 34 pontos. Foram 18 jogos, com 10 vit-rias, 4 empates e 4 derrotas.

    Na segunda fase, o Esportivo comeou a sobrar e o time mos-trava que era o grande favorito a conseguir uma das vagas Srie A. Com uma campanha irretocvel, o time do tcnico Luis Carlos Winck realizou 10 jogos, com seis vitrias, quatro empates e nenhuma derrota. A torcida voltava a comparecer ao estdio e sentir orgulho de ves-tir a camisa do Alviazul.

    Um quadrangular final com as equipes do Passo Fundo, Unio Frederiquense e Guarany, de Camaqu decidiria o futuro do Esportivo na competio. Feliz-mente, no houve sustos. Foram trs vitrias, um empate e duas derrotas, uma delas circunstan-cial para ajudar o Passo Fundo a subir tambm.

    A to sonhada vaga na Srie A veio no jogo contra o Gua-rany, em Camaqu, de forma antecipada. O ttulo, apenas coroaria a cereja do bolo, na campanha de um grupo de atletas que deu orgulho ao seu torcedor e entrou definitiva-mente para a histria do clube.

    De p: Jlio Nunes, Janilson, Fabiano, Mrcio, Adilson, Dudu, Didi, William, Adriano, Zanchetin, Victor, Raone, Mateus Santanna, Mauro, Felipe Athirson, Juliano Ortolan, Andr Todescato, Luan e Laerte (massagista)Agachados: Maqueiro Beleza, Dieckson, Lucas Winck, Leandro, Vitinho, Jobinhas, Deurick, Anderson Feijo, Rafael Bittencourt, Paulo Josu, Rodrigo Zeferino, Maranho, Fbio Oliveira, Kanu, Cassiano, Edigl e Dirlei

    Os guerreiros do Esportivo

    No dia 18 de julho do ano passado, torcedores lotaram a Pipa Prtico para receber os heris que recolocaram o Esportivo na elite do Gaucho. A conquista aconteceu aps uma apresentao de encher os olhos do Alviazul, que venceu o Guarany, em Camaqu, por 2 a 0, gols de Cassiano e Rodrigo Zeferino. Jogadores, atletas, diretores e comisso tcnica colo-cavam seu nome na histria do Esportivo. Para muitos torcedores, um dos momentos mais marcantes da histria do time de Bento de Gonalves.

    O presidente Lus Oselame (foto da esquerda) era carregado nos braos pe-los torcedores. O dirigente era um dos mais eufricos com a conquista, pois, quando assumiu, poucos acreditavam no sucesso da equipe, que superou as desconfianas e acabou se tornando o melhor time da Diviso de Acesso 2012.

    Carreata no caminho do Corpo de Bombeiros (foto direita) selou a comemorao dos jogadores e co-misso tcnica do Esportivo, que, de forma brilhante, recolocavam o time entre os grandes do futebol gacho.

  • Um ano de uma campanha histrica5Semanrio | Sbado, 27 de julho de 2013

    De p: Jlio Nunes, Janilson, Fabiano, Mrcio, Adilson, Dudu, Didi, William, Adriano, Zanchetin, Victor, Raone, Mateus Santanna, Mauro, Felipe Athirson, Juliano Ortolan, Andr Todescato, Luan e Laerte (massagista)Agachados: Maqueiro Beleza, Dieckson, Lucas Winck, Leandro, Vitinho, Jobinhas, Deurick, Anderson Feijo, Rafael Bittencourt, Paulo Josu, Rodrigo Zeferino, Maranho, Fbio Oliveira, Kanu, Cassiano, Edigl e Dirlei

    Os guerreiros do Esportivo

    O presidente Lus Oselame (foto da esquerda) era carregado nos braos pe-los torcedores. O dirigente era um dos mais eufricos com a conquista, pois, quando assumiu, poucos acreditavam no sucesso da equipe, que superou as desconfianas e acabou se tornando o melhor time da Diviso de Acesso 2012.

    Carreata no caminho do Corpo de Bombeiros (foto direita) selou a comemorao dos jogadores e co-misso tcnica do Esportivo, que, de forma brilhante, recolocavam o time entre os grandes do futebol gacho.

    Os jogadores foram recepciona-dos na entrada da cidade, quando conseguiram o acesso para a Srie A (foto direita). Depois, a final em dois jogos contra o Passo Fun-do coroou um campeonato que entrou para a histria dos bento--gonalvenses. O Esportivo con-quistava, de forma indiscutvel, o ttulo da Diviso de Acesso 2012. A campanha foi fechada em 28 de julho, com o Alviazul tendo, simplesmente, o melhor ataque, a melhor defesa e o maior nmero de pontos entre as equipes que disputaram o campeonato. Foi a redeno do tcnico Luis Carlos Winck como treinador de futebol.

    FOTOS MARCELO MACIEL, ARQUIVO

  • 6 Sbado, 27 de julho de 2013 | Semanrio

    Atcubanos mostrou fora no campeonato e quer ser finalista S Canelas quer derrubar mais um time considerado favorito

    Atual campeo, o Capivara quer manter a hegemoniaA equipe do Avacalhados chega querendo surpreender

    esporte@jornalsemanario.com.br

    FOTO

    S MA

    RCELO M

    ACIEL

    Semifinais iniciam hojeCopa Amizade

    Marcelo Maciel

    Comea hoje a disputa das semifinais da Copa Amiza-de. Os dois jogos de ida acon-tecem a partir das 13h30min, no campo do So Pedro.

    A primeira partida ser en-tre Capivara e Avacalhados. O atual campeo quer manter sua invencibilidade na competio, aps dois jogos eletrizantes contra o Edimais. O Avacalha-dos, por sua vez, eliminou com autoridade o Copeiros de La Sierra e agora quer surpreen-der o Capivara.

    No outro jogo, s 15h30min, o Atcubanos quer continuar invicto no campeonato e abrir vantagem na deciso. J o S Canelas chegou como azaro e agora quer derrubar mais um favorito, depois de passar pelo Real Madruga, em uma disputa de tirar o flego.

    x

    x

  • Alunas da professora Amanda Mendes so pioneiras da primeira turma de mulheres praticantes de jiu-jitsu

    Marcelo MacielMARCELO MACIEL

    esporte@jornalsemanario.com.br

    7Semanrio | Sbado, 27 de julho de 2013

    Jiu-jitsu tambm coisa de mulherArtes marciais

    H menos de uma dcada, ver uma mulher pratican-do jiu-jitsu em academias ou lutando em competies era algo muito raro. Ao longo do tempo, esta distncia do mun-do feminino com o esporte foi diminuindo e hoje muitas delas adotam a modalidade como uma atividade fsica e tambm de treinamento pessoal.

    Em Bento Gonalves, h me-nos de um ano, a Garra Team vem desenvolvendo aulas de jiu-jitsu para mulheres. O gru-po treinado pela professora Amanda Monzo Mendes, que j foi campe mundial e tem 13 anos de experincia na modali-dade. Ela lembra que as primei-ras aulas iniciaram em outubro do ano passado, mas poucas alunas iniciaram o projeto. Aos poucos, mais mulheres comea-ram a se interessar pelo esporte e hoje, so 20 alunas praticando o jiu-jitsu na academia.

    Nas aulas, elas aprendem defesa pessoal e toda a tc-nica de luta. Amanda explica que algumas mulheres j esto participando de competies

    e a evoluo nos treinos tem sido constante. Alm disso, o jiu-jitsu tem auxiliado na me-lhora da autoconfiana, alm da parte fsica e psicolgica

    das alunas. Hoje, participam das aulas profissionais liberais, donas de casa e at meninas de oito e 10 anos de idade. As aulas acontecem s segundas e

    quartas-feiras, em uma acade-mia junto ao Susfa, no bairro So Francisco.

    A jovem Cristiane Klein, de 24 anos, comeou a praticar o esporte depois de acompanhar os treinamentos de seu namo-rado. Ela garante que muito importante ter um espao ex-clusivo para o treinamento de mulheres, pois todas podem se sentir vontade e no ficar intimidadas com a presena masculina. As mulheres que tiverem interesse em conhe-cer o jiu-jitsu no devem ter vergonha, por que aqui somos todas iguais, convida a aluna.

    Para a funcionria pblica Ga-briela De Marchi, de 28 anos, as barreiras do preconceito come-aram a cair. Quando comecei a treinar, h um ano e meio, ha-via apenas homens no horrio e, mesmo havendo o respeito e a boa convivncia, a gente ficava um pouco inibida, garante.

  • A volta do kartdromo

    Executivo no Esportivo

    Uma grande sacada dos amantes do automobilismo a parceria com a Secretaria da Juventude Esporte e Lazer (Se-mjel) para a ativao do kart-dromo municipal. A pista est localizada em um local nobre da cidade, o Parque de Eventos, e vai servir de incentivo para quem gosta de pilotar kart.

    A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smmam) j roou o mato e podou as r-vores. Os maiores desafios se-

    O Esportivo j fez a sua primeira contratao para melhorar as coisas visando o Gaucho 2014. Trata-se do consultor esportivo Bruno Noventa, que chega para ser o executivo de futebol do Alvia-zul. Atuou como supervisor de futebol do Juventude entre 2007 e 2008 e tem 15 anos de experincia na rea de ges-to esportiva. formado em Educao Fsica, com ps--graduao em Administrao Esportiva e MBA em Treina-mento Esportivo.

    Segundo o presidente Lus Oselame, ele ser o respons-vel pela captao de recursos para o clube junto s empre-sas, criao de projetos para as leis de incentivo e tambm a

    8 Sbado, 27 de julho de 2013 | Semanrio

    MARCELO MACIEL

    DIVULGAO

    Hoje, comeam as semifinais da Copa Amizade. Deixei meus palpites na ltima coluna, e acertei metade deles. Cravei Ca-pivara e S Canelas nas semifi-nais e eles esto l, porm, no

    50% na Copa Amizade

    esporte@jornalsemanario.com.brMarcelo MacielDe primeira

    contava com a boa campanha que vm fazendo Avacalhados e Atcubanos.

    Para os dois jogos desta fase, tenho que apostar em dois fina-listas, e um deles, com certeza,

    o Capivara, que apontei como bicampeo l na distante pri-meira rodada. O outro, acredi-to que ser o S Canelas, que, mais uma vez, deve surpreen-der o favorito Atcubanos.

    Vem a o futsal

    Correo precisa

    Em agosto, ainda sem data definida, inicia o Citadino de Futsal. A competio contar com 26 equipes jogando apenas um campeonato. Neste ano, os times no sero divididos em 1 e 2 divises. Para a tristeza de todos, no teremos as equipes da Aolar e do Atltico, justamente os times que disputaram a final do ano passado, que terminou fora de quadra. Vamos torcer para que tudo corra bem nesta fase.

    Quero aqui agradecer ao leitor Edson Braun, que, precisamen-te, corrige este colunista. Falei aqui, na semana passada, que o Avacalhados era uma das equipes invictas na Copa Amizade. Braun enviou um e-mail onde aponta que o Avacalhados per-deu para o Real Madruga, ainda na fase classificatria, por 1 a 0. Com a correo feita, apenas o Capivara, atual campeo, e o Atcubanos esto invictos na competio. Valeu, Edson Braun, pelo auxlio. Foi de grande valia.

    Perguntar no ofende

    Ser que Ben Hur Pereira realmente o tcnico extraclas-se que pode mudar a cara do Esportivo para fazer bonito na disputa do Gau-cho em 2014?

    ro a recuperao da pista e a reforma dos boxes. A torcida para que o movimento no se perca com o tempo, e pos-samos ver provas emocionan-tes num futuro bem prximo. Alm da prtica do esporte, o kart passar a ser mais uma alternativa de lazer para os pe-quenos e tambm para os mar-manjos que gostam de acelerar em uma pista. A expectativa de que os motores voltem a roncar em 30 dias.

    busca de parcerias com clu-bes maiores para a cedncia de atletas sem custo para o Esportivo ou com custo bai-xo. O presidente acredita que no possvel melhorar as receitas do Alviazul sem que haja um profissional dedica-do apenas para este setor.

    19SM-2720SM-2721SM-2722SM-2751SM-2752SM-2753SM-2754SM-27