23219890 Os Cinco Pontos Do Calvinismo a Luz Das Escrituras

  • Published on
    29-Nov-2015

  • View
    58

  • Download
    9

Transcript

  • OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO LUZ DAS ESCRITURAS

    Por

    Marcos Bertolucci

    Resumo do livro TULIP De

    Duane Edward SpencerCasa Editora Presbiteriana

    Igreja Presbiteriana do Brasil

    INTRODUOUm telogo holndes chamado Jacob Hermann, que viveu de 1560 a

    1609, era melhor conhecido pela forma latinalizada de seu ltimo nome, Arminius. Ainda que educado na tradio reformada, ele se inclinou para as doutrinas humanistas de Erasmo, porque tinha

  • srias dvidas a respeito da Graa Soberana de Deus, como era ensinada pelos Reformadores. Seus discpulos, chamados arminianos, disseminaram o ensino do seu mestre. Alguns anos depois da morte de Arminius, eles formularam sua doutrina em cinco pontos principais, conhecidos como os Cinco Pontos do Arminianismo.

    Este protesto contra a f Reformada, cuidadosamente escrito, foi submetido ao Estado da Holanda, e, em 1618, um Snodo Nacional da Igreja reuniu-se em Dort para examinar os ensinos de Arminius luz das Escrituras. Depois de 154 calorosas sesses, que consumiram 7 meses, Os cinco pontos do Arminianismo foram considerados contrrios ao ensino das Escrituras e declarados herticos. Ao mesmo tempo, os telogos reafirmaram a posio sustentada pelos Reformadores Protestantes como consistente as Escrituras, e formularam aquilo que hoje conhecido como Os Cinco Pontos do Calvinismo (em honra do grande telogo francs, Joo Calvino).

    1. DEPRAVAO TOTAL.O ponto fundamental saber o que os telogos reformados querem dizer com a expresso depravao total.

    a) A depravao total significa que o homem, em seu estado natural, incapaz de fazer qualquer coisa ou desejar qualquer coisa que agrade a Deus. Enquanto ele no nascer de novo, por obra do Esprito Santo, e enquanto seu esprito no for vivificado pela graa de Deus, o homem escravo de Satans. (Gnesis 6.5; Efsios 2.2-3)Do ponto de vista de Deus, todos os homens esto sob condenao porque amam o pecado, e o pecado da desobedincia vontade de Deus impede o homem de dar glria a Deus. Quando o homem insiste em que ainda possui no seu corao uma centelha do bem divino, e que est procurando andar segundo Deus, a Palavra de Deus Diz: No h justo, nem sequer um, no h quem entenda, no h quem busque a Deus; todos se extraviaram, uma se fizeram inteis; no h quem faa o bem, no h nem sequer um. (Romanos 3.10-11)

    b) Depravao total significa que o homem natural totalmente incapaz de discernir a verdade. De fato, o homem no regenerado considera ridculas as coisas de Deus. ( I Corntios 2.14).

    c) Depravao total est de acordo com a Escritura. O homem no pode ver ou saber as coisas concernentes ao reino de Deus, sem que, primeiro, seja regenerado pelo Esprito Santo. O esprito morto do homem s percebe as coisas do homem e de satans. ( Joo 3.3)

    d) Depravao total significa que o homem no regenerado est enredado no pecado, sem esperana, atado por Satans e isso at chegar o tempo de aqueles laos serem quebrados, e da morte ser substituda pela vida eterna, coisa que s a obra de Deus pode realizar, pois, s Ele da a f que deseja e faz as coisas que agradam a Deus. ( Efsios 2.8; Filipenses 2.13). Pela depravao total afirma-se que a nica esperana do homem perdido est na eleio baseada no propsito de Deus ou plano de Deus. Somente os que so de Deus, ouvem a voz de Deus, chamando-os pelo nome para irem a Ele. ( Joo 8.47 ).

  • 2. ELEIO INCONDICIONALE ainda no eram gmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propsito de Deus, quanto eleio, prevalecesse, no por obras, mas por aquele que se chama)...est escrito: amei a Jac, porm, me aborreci de Esa. ( Romanos 9.11-13 )

    Na passagem acima, o Apstolo Paulo declara que a base da eleio est em Deus mesmo, ou seja, est na vontade e propsito de Deus, e no no ato de f ou de alguma condio (como diria Arminius) existente na criatura humana, condio tanto para o bem como para o mal! A eleio incondicional. O homem nada pode fazer para merec-la!

    a) As Escrituras acentuam que Deus no elege pessoas para serem salvas por causa de algum bem ou de alguma coisa eminente que veja nelas. Ao contrrio, Deus se apraz em usar o fraco, o vil e o intil, de modo a assegurar que somente Ele seja glorificado. Deus quem escolhe o homem.(I Corntios 1.26-29; Joo 15.16 )Se a eleio dependesse do homem, ele nunca creria, porque o homem totalmente depravado e incapaz de fazer aquilo que bom aos olhos de Deus. Deixado a si mesmo para decidir-se por Cristo, sem que antes a f seja outorgada por um ato de Deus, o homem nunca ir a Cristo! ( Joo 5.40 )

    3. EXPIAO LIMITADAMuito daquilo que pensamos a respeito da morte expiatria de Cristo estar condicionada por aquilo que entendemos significar a simples palavra mundo. No evangelho de Joo esta palavra tem sentido especial. ( Veja Joo 1.10 )

    a) Joo 3.16Os arminianos, naturalmente, sustentam que a palavra mundo, nesse texto, significa toda a humanidade, porque crem na ps destinao (destino determinado depois que Deus prev a volio positiva, como obra do homem, para vir a Cristo).Os Calvinistas, por outro lado, coerentemente, sustentam que a palavra mundo designa homens de toda a tribo e nao, mas no todas as tribos e naes, em sua totalidade.Para entender Joo 3.16 consideremos a questo: Por quem Cristo morreu?1) Quem que no perecer, mas ter a vida eterna? R. Todo

    aquele que crer nele.2) Quem dever a crer, segundo a Escritura? R. Todo aquele que

    o Pai escolheu em Cristo, por sua livre e soberana vontade.3) Quem, ento, est includo na palavra mundo? R. Inclu

    homens de toda a tribo e nao, mas no todas as tribos e naes, como um todo, uma vez que nem todos confiaro em Cristo!

    b) Cristo no morreu por todos os homens! A expiao limitada! A Redeno particular! ( Isaas 53.11-12; Marcos 10.45)S a eleita noiva de Cristo ( a igreja ) objeto do amor de Deus. ( Efsios 5.25; 1.4-5 )Em Joo 10 quando Jesus fala das suas ovelhas, bvio que ele est se referindo aos eleitos que o Pai lhe deu por sua livre vontade.

  • Em outras palavras: quando Cristo deu a sua vida na cruz do Calvrio, deu-a por suas ovelhas, os eleitos do Pai. No so todos os homens que esto includos na expresso minhas ovelhas.( Joo 10.14-15)Por que, pois, os Calvinistas crem na expiao limitada? Pela

    simples e boa razo calcada no fato de Cristo e seus santos Apstolos crerem nela e a ensinarem. ( Mateus 1.21; Romanos 5.8).

    4. GRAA IRRESISTVELTalvez devssemos comear este assunto definindo a palavra grega charis, que consistentemente traduzida por graa no N.T. O significado bsico da palavra graa favor imerecido.Graa algo que Deus faz em favor do homem, e que o homem no merece, seja qual for a razo ou motivo que alegue.Desde que a f um Dom de Deus e no das obras, ela um ato da graa( favor imerecido) da parte de Deus para o homem. ( II Timteo 1.9 )a) Que que os Calvinistas querem dizer quando falam em graa

    irresistvel?A palavra irresistvel, quando aplicada a respeito da graa de Deus, para com os seus eleitos, significa que Deus, por sua prpria livre vontade, d vida queles que escolhe. Desde de que o esprito humano vivificado, que nascido de novo, , dominado pelo Deus vivo, de maneira irresistvel, e o esprito humano morto no pecado denominado pelo deus morto, Satans, de maneira tambm irresistvel. ( Joo 5.21; Joo 6.37; II Timteo 2.26; Efsios 2.2)b) O homem necessita que Deus o domine irresistivelmente por

    sua graa, pois, do contrario, o homem no poder dar jamais um passo na direo de Cristo. ( Joo 6.44 )Exemplo significativo deste fato nos dado por Ldia, a vendedora de prpura: ...o Senhor lhe abriu o corao para atender s coisas que Paulo dizia. ( Atos 16.14 ) Quem abriu o corao dela para Jesus? Que ensina a Bblia? Que o pecador abre o corao a Jesus, ou que o Senhor que abre o corao?

    5. PERSEVERANA DOS SANTOSOs Calvinistas ensinam que os santos, tambm conhecidos como eleitos, nunca podem perder-se, uma vez que a salvao deles assegurada pela imutvel vontade do Deus onipotente!( Tiago 1.18; Filipenses 1.6; Joo 17.2 )

    Que diz a Bblia? Perder-se-o alguns dos que o Pai deu ao Filho? Ou no perder nenhum dos que o Pai lhe deu? Se evidente que a salvao do Senhor, evidente tambm que, uma vez salvos pelo poder de Deus, esto sempre salvos.( Joo 6.39; Joo 10.28 )Quem que preserva os crentes imaculados at que Ele venha? Quem fiel? Quem que faz o maravilhosos trabalho de santificar e guardar os crentes? (Judas 1; I Tessalonicenses 5.23-24; Judas 24-25 )Os santos perseveraro porque o Salvador que quer perseverar em favor deles, e quer guard-los.

  • A perseverana dos Santos depende da Graa irresistvel que nos assegurada porque Cristo morreu por ns, uma vez que a expiao que temos, pelo seu sangue, limitada aos eleitos.

    Concluso

    Cremos nos Cinco Grandes pontos conhecidos como Calvinismo; mas no consideramos estes Cinco Pontos como dardos farpados que metemos entre as costelas dos nossos companheiros cristos. Olhamos para esses pontos como sendo eles cinco Lmpadas que ajudam a iluminar a cruz; ou melhor, cinco brilhantes emanaes que procedem da gloriosa aliana do nosso Deus Trino, e ilustram a grande doutrina de Jesus crucificado.

    ____Texto disponvel na internet no site Textos da Reforma http://www.textosdareforma.net.

    Enviado a ns pelo autor.

    www.teologico.com.br

    Pgina Textos da ReformaSola Scriptura, Sola Gratia, Sola Fide, Solus Christus, Soli Deo Gloriahttp://www.geocities.com/Athens/Bridge/3039Responsvel: Dawson Campos de LimaE-mail: dawson@samnet.com.br