1 Ano - 2 Bimestre

  • Published on
    06-Mar-2016

  • View
    259

  • Download
    0

DESCRIPTION

1 ano 2 bimestre

Transcript

  • Caderno C1001

    AVALIAO DIAGNSTICA

    Lngua Portuguesa e Matemtica1 ANO DO ENSINO MDIO

    2 BIMESTRE

    Nome do Aluno(a):

    Orientaes

    Voc est recebendo um caderno com 52 questes. Voc dispe de duas horas para responder a todas as questes e

    de 20 minutos para preencher o Carto de Respostas.

    Leia com ateno cada questo antes de respond-la. Cada questo tem uma nica resposta correta. Em alguns textos, h, na margem esquerda, uma indicao com

    a numerao de linhas.

    Ao terminar a prova, passe suas respostas para o Carto de Respostas, utilizando caneta esferogrfi ca azul ou preta. No rasure seu Carto de Respostas.

    Depois, passe suas respostas para folha de rascunho. Ela servir para voc acompanhar as questes junto ao professor.

    Boa prova!

    2013

  • Lngua Portuguesa e MatemticaEnsino Mdio

    Caro(a) Aluno(a),

    Aps transcrever as respostas para o Carto de Respostas, repasse todas as respostas tambm para essa folha. Em outro momento, essa folha ser utilizada para que seja realizada a correo da prova junto ao seu professor.

    FOLHA DE TRANSCRIO

    01: C D EBA02: C D EBA03: C D EBA04: C D EBA05: C D EBA06: C D EBA07: C D EBA08: C D EBA09: C D EBA10: C D EBA11: C D EBA12: C D EBA13: C D EBA

    14: C D EBA15: C D EBA16: C D EBA17: C D EBA

    26: C D EBA25: C D EBA

    20: C D EBA21: C D EBA

    23: C D EBA22: C D EBA

    24: C D EBA

    19: C D EBA18: C D EBA

    28: C D EBA29: C D EBA30: C D EBA

    27: C D EBA

    33: C D EBA32: C D EBA31: C D EBA

    35: C D EBA34: C D EBA

    38: C D EBA39: C D EBA

    37: C D EBA36: C D EBA

    51: C D EBA50: C D EBA49: C D EBA

    44: C D EBA45: C D EBA46: C D EBA47: C D EBA

    43: C D EBA

    41: C D EBA40: C D EBA

    42: C D EBA

    48: C D EBA

    52: C D EBA

  • BL01P10

    ATENO!

    Agora, voc vai responder a questes de Lngua Portuguesa.

    Leia o texto abaixo.

    WATTERSON, Bill. Criaturas bizarras de outro planeta! So Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2008. p. 81. (P100316RJ_SUP)

    Questo 01 P100316RJ

    Por suas caractersticas, esse texto um exemplo deA) anedota.B) charge.C) folheto de campanha.D) histria em quadrinhos.E) tirinha.

    Questo 02 P100317RJ

    No primeiro quadrinho desse texto, a expresso perdeu as estribeiras indica que o pai fi couA) confuso.B) desanimado.C) descontrolado.D) impressionado.E) surpreso.

    Questo 03 P100318RJ

    No trecho Ah, agora voc que vai comear ?, o ponto de interrogao foi usado paraA) criar suspense.B) indicar dvida.C) introduzir uma refl exo.D) reforar uma advertncia.E) retomar uma conversa.

    Questo 04 P100319RJ

    No primeiro quadrinho desse texto, o menino estA) aborrecido.B) amedrontado. C) arrependido.D) preocupado.E) surpreso.

    C1001

    1

  • BL01P10

    Leia o texto abaixo.

    5

    10

    Ao conde de Ericeyra D. Luiz de Menezespedindo louvores ao poeta no lhe

    achando ele prstimo algum.

    Um soneto comeo em vosso gabo*;Contemos esta regra por primeira,J l vo duas, e esta a terceira,J este quartetinho est no cabo.

    Na quinta torce agora a porca o rabo:A sexta v tambm desta maneira,Na stima entro j com gr canseira,E saio dos quartetos muito brabo.

    Agora nos tercetos que direi?Direi, que vs, Senhor, a mim me honrais,Gabando-vos a vs, e eu fico um Rei.

    Nesta vida um soneto j ditei,Se desta agora escapo, nunca mais;Louvado seja Deus, que o acabei.

    *gabo: elogio.

    MATOS, Gregrio de. Poesias selecionadas. 3 ed. So Paulo: FTD, 1998. p. 70. *Adaptado: Reforma Ortogrfica. (P100320RJ_SUP)

    Questo 05 P100320RJ

    No ttulo desse texto, no trecho ... no lhe achando ele prstimo algum., o termo destacado refere-se palavraA) conde.B) poeta.C) soneto.D) gabo.E) cabo.

    Questo 06 P100321RJ

    No verso Na quinta torce agora a porca o rabo: (v. 5), a expresso destacada um exemplo de linguagemA) cientfica.B) coloquial.C) formal.D) publicitria.E) regional.

    Questo 07 P100322RJ

    A funo da linguagem predominante nesse texto A) apelativa, pois tem o objetivo de convencer o leitor.B) emotiva, porque o emissor expe seus anseios e emoes.C) ftica, porque tem o objetivo de verificar se a comunicao est sendo feita.D) metalingustica, pois o emissor explica um cdigo usando o prprio cdigo.E) referencial, porque transmite uma informao objetiva.

    C1001

    2

  • BL01P10

    Leia novamente o texto "Ao conde de Ericeyra..." para responder s questes abaixo.

    Questo 08 P100323RJ

    Esse texto irnico, porque o eu lricoA) apresenta dvidas sobre o prprio tema.B) dialoga com o conde que lhe pediu louvores.C) no encontra elogios a fazer ao longo do poema.D) no gosta de escrever poemas longos.E) utiliza elementos religiosos para elogiar o conde.

    Questo 09 P100324RJ

    No verso J este quartetinho est no cabo. (v. 4), o uso do diminutivo na palavra destacada sugereA) admirao.B) afetividade.C) deboche.D) infantilidade.E) suavizao.

    Questo 10 P100325RJ

    Nos versos Um soneto comeo em vosso gabo; (v. 1) e Nesta vida um soneto j ditei, (v. 12), a caracterstica barroca predominante A) a inverso sinttica.B) a musicalidade dos versos.C) a temtica religiosa.D) o questionamento da vida humana.E) o uso de linguagem figurada.

    C1001

    3

  • BL01P10

    Leia o texto abaixo.

    Disponvel em: . Acesso em: 27 mar. 2012. (P100326RJ_SUP)

    Questo 11 P100326RJ

    Qual o objetivo comunicativo desse texto?A) Anunciar um programa.B) Ensinar um procedimento.C) Fazer uma crtica.D) Informar sobre um fato.E) Narrar uma histria.

    Questo 12 P100327RJ

    Nesse texto, o uso da expresso Bl Bl Bl A) apresenta um dilogo demorado.B) determina o barulho feito pela televiso.C) indica a proximidade entre a televiso e o telespectador.D) retoma uma conversa entre os participantes de um programa.E) sugere a qualidade do que falado na televiso.

    Questo 13 P100328RJ

    Nesse texto, a mulher demonstra A) constrangimento. B) dvida. C) espanto.D) insatisfao. E) timidez.

    C1001

    4

  • BL01M10

    ATENO!

    Agora, voc vai responder a questes de Matemtica.

    Questo 14 M100124E4

    Observe abaixo o grfico de uma funo definida no intervalo [ 7, 5].

    5

    4

    3

    2

    1

    0

    1

    2

    3

    y

    1 2 3 4 5 61234568 7 x

    Qual o intervalo do domnio em que essa funo estritamente crescente?A) ] 1, 3[ , ]3, 5[B) ] 4, 2[ , ]4, 5[C) ] 6, 4[ , ] 2, 0[D) ] 7, 5[ , ] 1, 5[E) ] 7, 6[ , ]2, 4[

    C1001

    5

  • BL01M10

    Questo 15 M100140E4

    O desenho abaixo representa uma pea usada para o repouso de pessoas que tratam uma doena chamada refluxo. A pea colocada na cabeceira da cama e a pessoa apia-se na parte inclinada durante o repouso.

    P

    Q

    30

    30 cm

    Dado: sen 30 = 2

    1

    cos 30 =23

    tg 30 =33

    Qual o comprimento do segmento PQ dessa pea?A) 15 cmB) 15 3 cmC) 20 3 cmD) 30 3 cmE) 60 cm

    C1001

    6

  • BL01M10

    Questo 16 M100120E4

    Qual a representao grfica da funo polinomial do 1 grau f: IR IR cuja representao algbrica f(x) = x + 3?

    A)y

    3

    1 0 x

    B) y

    3

    2 0 x

    C) y

    3

    30 x

    D) y

    2

    10 x

    E) y

    1

    10 x1

    3

    C1001

    7

  • BL01M10

    Questo 17 M100126E4

    Uma fbrica de bijuterias produz colares cujo custo de produo de R$ 100,00 acrescido de R$ 4,00 por pea produzida. Essa fbrica recebeu uma encomenda de colares em que o custo total da produo foi igual a R$ 1 000,00. Quantos colares foram produzidos para essa encomenda?A) 896B) 285C) 250D) 225E) 150

    Questo 18 M100128E4

    Um professor ir ministrar uma oficina de montagem de maquetes. Ele informou direo da escola que o custo do material necessrio para fazer essa oficina de R$ 12,00 para cada 3 alunos.De acordo com essa informao, a expresso que permite calcular o custo total C de material necessrio para ministrar essa oficina para n alunos da escola A) C = 3.nB) C = 4.nC) C = 12.nD) C = 15.nE) C = 36.n

    Questo 19 M110030ES

    No momento em que comeou a receber gua, uma caixa dgua com capacidade mxima de 1 500 litros, j armazenava 250 litros. Com uma vazo de 3 litros por minuto, o volume de gua aumentava de acordo com a funo Vf = Vi + V.t, em que Vf o volume final, Vi o volume inicial, V a vazo e t o tempo.Considere a vazo de gua constante e que nenhuma torneira ser aberta durante o reabastecimento.Qual ser o volume 180 minutos aps a caixa d'gua comear a receber gua?A) 290 LB) 430 LC) 540 LD) 790 LE) 930 L

    C1001

    8

  • BL01M10

    Questo 20 M100145E4

    Um quarteiro delimitado por trs ruas que se cruzam duas a duas, formando um tringulo como o mostrado no desenho abaixo.

    120

    3 km

    30

    30

    x

    Dado: sen 120 = 2

    3 sen 30 = 21

    cos 120 = 21- cos 30 =

    23

    tg 120 = 3- tg 30 = 33

    Qual o comprimento da extenso desse quarteiro, indicado por x na figura?A) 3 kmB) 3 kmC) 2 3 kmD) 3 3 kmE) 6 km

    C1001

    9

  • BL01M10

    Questo 21 M100117E4

    Para um trabalho de Biologia, um grupo de alunos mediu a temperatura em um parque em 4 momentos diferentes. Para organizar os dados coletados, o grupo registrou os pontos (6, 3), (12, 8), (18, 5) e (24, 2) em um plano cartesiano, cujas abscissas informam o horrio da medio e as ordenadas a temperatura medida.Qual o grfico correspondente a esses registros?

    A)

    8

    5

    3

    0

    2

    6 12 18 24 Horrio deMedio

    Temp B) Temp

    8

    5

    3

    06 12 18 24

    2

    Horrio deMedio

    C)

    53 82

    6

    12

    18

    24

    Temp

    Horrio deMedio

    0

    D)

    53 82

    6

    12

    18

    24

    Temperatura

    Horrio deMedio

    0

    E)

    8

    5

    3

    0

    2

    6 12 18 24 Horrio deMedio

    Temp

    C1001

    10

  • BL01M10

    Questo 22 M100119E4

    Observe no quadro abaixo as representaes algbricas de trs funes polinomiais do 1 grau.

    f(x) = 2x g(x) = 3x h(x) =

    2x

    Essas trs funes esto representadas em qual plano cartesiano?

    A)4

    3

    2

    1

    01

    2

    43210123

    y

    x

    gh

    f

    B)4

    3

    2

    1

    01

    2

    43210123

    y

    x

    g

    h

    f

    C)4

    3

    2

    1

    1

    2

    43210

    123

    y

    x

    g

    h

    f

    3

    12

    13

    g

    D)4

    3

    2

    1

    01

    2

    43210123

    y

    x

    g

    hf

    3

    E)4

    3

    2

    1

    01

    2

    43210123

    y

    x

    g h

    f

    Questo 23 M100133E4

    A sequncia numrica abaixo possui uma regularidade e pode ser representada por uma expresso algbrica que relaciona cada termo da sequncia de acordo com a sua posio n.

    Sequncia 4 6 8 10 12 ...Posio (n) n = 1 n = 2 n = 3 n = 4 n = 5 ...

    Qual a expresso algbrica que permite calcular o n-simo termo dessa sequncia? A) Pn = n + 3B) Pn = 2.n + 2C) Pn = 5.n 2D) Pn = n2 +2E) Pn = 2.n2 + 2

    C1001

    11

  • BL01M10

    Questo 24 M100123E4

    Observe abaixo o grfico de uma funo definida no intervalo [ 7, 7].

    Os zeros dessa funo nesse intervalo soA) 2, 0 e 2.B) 3 e 3. C) 4 e 6. D) 5,5; 2; 2 e 5,5.E) 7 e 7.

    C1001

    12

  • BL01M10

    Questo 25 M100141E4

    Para marcar suas atividades um professor de matemtica resolveu usar um smbolo formado por 4 tringulos retngulos com mesmas medidas. Esse smbolo mostrado no desenho abaixo.

    1 cm 1 cm

    6060

    60 60

    2 cm

    x

    Dado: sen 60 = 2

    3

    cos 60 =21

    tg 60 = 3

    A medida representada por x nesse desenho igual a

    A)33 cm

    B)23 cm

    C)3

    2 3 cm

    D) 3 cmE) 2 3 cm

    C1001

    13

  • BL01M10

    Questo 26 M100116E4

    No plano cartesiano abaixo est representado o mapa do estado do Rio de Janeiro. Os pontos sobre esse mapa representam a localizao de alguns municpios desse estado.

    4 3 2 1 x321 4 5 60

    1

    2

    3

    4

    y

    3

    2

    1

    L

    K

    MNP

    As coordenadas dos municpios representados pelos pontos K, L, M, N e P, nessa ordem, soA) (1, 5), (2,3), ( 1,2), ( 1,0) e ( 1, 2). B) (1, 5), (2, 3), (1, 2), (1, 0) e (1, 2). C) (5, 1), (3, 2) (2, 1), ( 1,0) e ( 2, 1).D) (5, 1), (3, 2), (2, 1), (0, 1) e ( 2, 1).E) (5,1), (3,2), (2,1), (0,1) e (2,1).

    C1001

    14

  • BL02P10

    ATENO!

    Agora, voc vai responder a questes de Lngua Portuguesa.

    Leia o texto abaixo.

    Disponvel em: . Acesso em: 25 fev. 2012. (P100329RJ_SUP)

    Questo 27 P100329RJ

    Esse texto um exemplo deA) anncio.B) cartaz.C) charge.D) piada.E) tirinha.

    Questo 28 P100330RJ

    A ironia desse texto est no fato deA) o doutor agir da forma criticada pelo paciente.B) o doutor no olhar diretamente para o paciente.C) o paciente deitar-se na poltrona do consultrio.D) o paciente falar sobre seus fi lhos em uma consulta.E) o paciente no saber o nome do doutor.

    C1001

    15

  • BL02P10

    Leia o texto abaixo.

    5

    10

    Ao dia do juzo

    O alegre do dia entristecido,O silncio da noite perturbadoO resplandor do sol todo eclipsado,E o luzente da lua desmentido!

    Rompa todo o criado em um gemido,Que de ti mundo? Onde tens parado?Se tudo neste instante est acabado,Tanto importa o no ser, como haver sido.

    Soa a trombeta da maior altura,A que a vivos, e mortos traz o avisoDa desventura de uns, doutros ventura.

    Acabe o mundo, porque j preciso,Erga-se o morto, deixe a sepultura,Porque chegado o dia do juzo.

    MATOS, Gregrio de. Poesias Selecionadas. So Paulo: FTD, 1998. p. 29. (P100331RJ_SUP)

    Questo 29 P100331RJ

    No trecho A que a vivos, e mortos traz o aviso (v. 10), o termo em destaque refere-se aA) noite.B) lua.C) trombeta.D) desventura.E) sepultura.

    Questo 30 P100332RJ

    No trecho O alegre do dia entristecido, (v. 1), o verso estabelece A) comparao.B) contraste.C) exagero.D) gradao.E) musicalidade.

    Questo 31 P100333RJ

    Nesse texto, o eu lrico expressa sua opinio no verso:A) O resplandor do sol todo eclipsado. (v. 3)B) Rompa todo o criado em um gemido,. (v. 5)C) Soa a trombeta da maior altura,. (v. 9)D) A que a vivos, e mortos traz o aviso. (v. 10)E) Acabe o mundo, porque j preciso,. (v. 12)

    C1001

    16

  • BL02P10

    Leia o texto abaixo.

    SCHULZ, Charles M. Snoopy Posso fazer uma pergunta, professora?. Porto Alegre: L&PM, 2011. p. 121. (P100334RJ_SUP)

    Questo 32 P100334RJ

    No segundo quadrinho desse texto, as reticncias indicam que a personagem estA) ansiosa em dar a resposta.B) pensando na resposta.C) preocupada com a pergunta.D) procurando distrair a professora.E) tentando agradar a professora.

    Questo 33 P100335RJ

    Nesse texto, a palavra fessora tpica da linguagemA) cientfi ca.B) culta.C) informal.D) jornalsticaE) regional.

    C1001

    17

  • BL02P10

    Leia o texto abaixo.

    5

    10

    Nasce o Sol, e no dura mais que um dia, Depois da Luz se segue a noite escura, Em tristes sombras morre a formosura, Em contnuas tristezas a alegria.

    Porm se acaba o Sol, por que nascia? Se formosa a Luz , por que no dura? Como a beleza assim se transfigura? Como o gosto da pena assim se fia?

    Mas no Sol, e na Luz, falte a firmeza, Na formosura no se d constncia, E na alegria sinta-se tristeza.

    Comea o mundo enfim pela ignorncia, E tem qualquer dos bens por natureza A firmeza somente na inconstncia.

    MATOS, Gregrio de. Disponvel em: . Acesso em: 1 abr. 2012. (P100336RJ_SUP)

    Questo 34 P100336RJ

    Nas duas primeiras estrofes desse texto, o eu lrico possui uma viso de mundoA) fantasiosa.B) indiferente.C) inocente.D) irnica. E) pessimista.

    Questo 35 P100337RJ

    Uma das caractersticas do Barroco presente nesse texto A) a denncia de problemas sociais.B) a nfase nas belezas naturais.C) a exposio de ideias opostas.D) a interao com os leitores.E) a valorizao da religiosidade.

    Questo 36 P100338RJ

    O recurso estilstico empregado no verso Em tristes sombras morre a formosura, (v. 4) A) a comparao.B) a ironia.C) a mistura de sensaes.D) a personificao.E) a suavizao de uma ideia.

    C1001

    18

  • BL02P10

    Leia novamente o texto "Nasce o Sol,..." para responder questo abaixo.

    Questo 37 P100339RJ

    Nesse texto, h predominncia da funo da linguagemA) apelativa.B) ftica.C) metalingustica.D) potica.E) referencial.

    Leia o texto abaixo.

    WATTERSON, Bill. Calvin e Haroldo: e foi assim que tudo comeou. So Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2007. p. 83. (P100340RJ_SUP)

    Questo 38 P100340RJ

    Nesse texto, o menino expressa uma opinio em:A) Trs revistas novas pra mim hoje!.B) Ontem eu recebi cinco..C) Adoro receber tanta correspondncia..D) Eu fui biblioteca....E) ... preenchi todos os formulrios....

    Questo 39 P100341RJ

    No trecho Pague quando receber!, o termo destacado foi usado paraA) apresentar uma ordem.B) dar um conselho.C) fazer um apelo.D) expressar um desejo.E) indicar uma solicitao.

    C1001

    19

  • BL02M10

    ATENO!

    Agora, voc vai responder a questes de Matemtica.

    Questo 40 M100130E4

    Uma operadora divulgou que seus clientes falam ao celular, em mdia, 5 minutos por dia.A expresso algbrica que relaciona o tempo T, em minutos, que n clientes dessa operadora falam, em mdia, durante uma semana

    A) T = 5nB) T = 25nC) T = 35n

    D) T = 57 n

    E) T = 75 n

    Questo 41 M100144E4

    Em uma fbrica de sucos as mquinas usadas para abastecer, selar e tampar as embalagens ficam localizadas nos pontos indicados por P, Q e R, sendo PQ, QR e RP esteiras que transportam as embalagens entres as trs mquinas. Observe no desenho abaixo o esquema que representa essa situao.

    P

    RQ

    2 m

    x

    60 45

    Dados:

    sen 60 = 23 sen 45 =

    22

    cos 60 = 21 cos 45 =

    22

    tg 60 = 3 tg 45 = 1

    Qual , em metros, a medida do comprimento da esteira que une as mquinas localizadas nos pontos P e Q?

    A)3

    2 3

    B) 3

    C)3

    4 3

    D) 32 6

    E) 2 6

    C1001

    20

  • BL02M10

    Questo 42 M100132E4A tabela abaixo relaciona a distncia percorrida, em quilmetros, por um veculo em uma estrada retilnea, de acordo com o tempo gasto.

    Tempo (horas) Distncia percorrida (km)1 50 km2 100 km3 150 km4 200 km

    Qual o grfico que representa essa relao?

    A)

    0 1 2 3 4 5123

    Tempo (h)

    Distnciapercorrida (km)

    50

    100

    150

    200

    B)

    0 1 2 3 4 5123

    Tempo (h)

    6 7

    Distnciapercorrida (km)

    50

    100

    150

    200

    250

    C)

    0 1 2 3 4 51

    Tempo (h)

    Distnciapercorrida (km)

    50

    100

    150

    D)

    0 50 100 20050

    Tempo (h)

    150 250

    1

    2

    3

    4

    Distnciapercorrida (km)

    E)

    0123

    Distnciapercorrida (km)

    50

    100

    150

    200

    250

    Tempo (h)

    1 2 3 4 5 6

    C1001

    21

  • BL02M10

    Questo 43 M100209C2

    Qual o plano cartesiano cujos pontos F(2, 2) e G( 1,3) esto representados?

    A)

    1 2 33 2 1

    1

    2

    3

    3

    2

    1

    0 x

    y

    G

    F

    B)

    1 2 33 2 1

    1

    2

    3

    4

    2

    1

    0 x

    y

    G

    F

    C)

    1 2 33 2 1

    1

    2

    3

    4

    3

    2

    1

    0 x

    y

    G

    F

    D)

    1 2 33 2 1

    1

    2

    3

    3

    2

    1

    0 x

    yG

    F

    E)

    1 22 1

    1

    2

    3

    2

    1

    0 x

    yG

    F

    C1001

    22

  • BL02M10

    Questo 44 M100143E4

    Em uma pequena cidade do interior a esttua de um poeta foi colocada em um pedestal. Para que profissionais pudessem acessar a esttua e fazer a limpeza foi construda uma rampa. O desenho abaixo representa esse pedestal com a rampa.

    30

    h

    3 m

    Dados:

    sen 30 = 21

    cos 30 = 23

    tg 30 = 33

    Qual , em metros, a altura h desse pedestal?A) 1,5B) 3

    C) 2 3

    D) 3 3E) 6,0

    Questo 45 M100125E4

    Observe abaixo o grfico de uma funo definida no intervalo [ 4, 4].

    5

    4

    3

    2

    1

    05 4 3 2 1 54321 x

    1

    6

    6

    7

    y

    Quais so os zeros dessa funo nesse intervalo?A) 4, 6 e 4. B) 4 e 4. C) 2, 1, 1 e 2. D) 0, 2 e 6.E) 2 e 6.

    C1001

    23

  • BL02M10

    Questo 46 M100142E4

    Durante uma aula de trigonometria um aluno desenhou o tringulo retngulo representado no desenho abaixo.

    6030

    z

    yx

    Qual a expresso que permite calcular a medida z da hipotenusa desse tringulo?

    A) z = ysen30

    B) z = xsen30

    C) z = ycos60

    D) z = x.cos60E) z = x.sen60 Questo 47 M100122E4

    Observe abaixo o grfico de uma funo f: [ 5, 6] [ 1, 8].

    5

    4

    3

    2

    1

    05 4 3 2 1 54321 x

    2

    1

    6 7

    6

    7

    8

    9

    y

    Quais so os intervalos do domnio em que essa funo estritamente decrescente?A) ] 1, 3[ , ]3, 8[B) ] 2, 0[ , ]3, 6[C) ]1, 3[ , ]3, 8[D) ] 5, 2[ , ]0, 3[E) ] 5, 2[ , ] 1, 3[

    C1001

    24

  • BL02M10

    Questo 48 M100118E4

    Uma funo polinomial do 1 grau y = ax + b possui coeficiente angular a = 3 e coeficiente linear b = 2.A representao grfica dessa funo

    A)4

    3

    2

    1

    03 2 1 4321 x

    1

    y

    2

    B)4

    3

    2

    1

    03 2 1 4321 x

    1

    y

    2

    C)4

    3

    2

    1

    02 1 4321 x

    1

    y

    2

    3

    D)4

    3

    2

    1

    02 1 4321 x

    1

    y

    2

    3

    E)4

    3

    2

    1

    02 1 4321 x

    1

    y

    2

    3

    C1001

    25

  • BL02M10

    Questo 49 M120510E4

    Na reta numrica abaixo, esto marcados 5 pontos. Essa reta est dividida em segmentos de mesma medida.

    0,2 0,4 0,6 0

    P Q R S T

    0,2 0,4 0,6 0,8 1

    Dentre esses pontos, qual melhor representa o nmero 0,3?A) P.B) Q.C) R.D) S.E) T.

    Questo 50 M100127E4

    O salrio bruto dos funcionrios de uma empresa composto por um salrio base mensal de R$ 960,00 acrescido de R$ 6,00 por cada hora-extra trabalhada no ms. Juliana trabalha nessa empresa e seu salrio bruto em determinado ms foi R$ 1 080,00.Quantas horas-extras Juliana trabalhou nesse ms?A) 2 B) 6 C) 20D) 44 E) 48

    Questo 51 M100114E4

    Observe a reta numrica abaixo. Essa reta est dividida em segmentos de mesma medida.

    0 1 2 3 4 5 6 7 8

    P Q R S T

    Qual o ponto que melhor representa o nmero 5 ?A) P. B) Q.C) R.D) S.E) T.

    Questo 52 M100129E4

    Para carregar simultaneamente 100 celulares iguais, so necessrios, aproximadamente, 31,5 kWh de energia. De acordo com essa informao, a expresso que relaciona a quantidade Q de energia aproximada, em kWh, usada para carregar, simultaneamente, n celulares iguais a esses A) Q = 0,315 nB) Q = 3,15.nC) Q = 31,5.nD) Q = 315.nE) Q = 3 150.n

    C1001

    26