1.Elevao e queda (16 slides) 2.A Justificao (15 slides) 3.Graa e Natureza (23 slides) 4.A graa e as obras (16 slides) 5.A santidade crist (15 slides)

  • Published on
    18-Apr-2015

  • View
    102

  • Download
    0

Transcript

  • Slide 1
  • 1.Elevao e queda (16 slides) 2.A Justificao (15 slides) 3.Graa e Natureza (23 slides) 4.A graa e as obras (16 slides) 5.A santidade crist (15 slides) Aulas previstas: A Vida da Graa Aula 5 A santidade crist
  • Slide 2
  • 1/16 A santidade crist Recebemos a vida da graa no Baptismo. Desenvolvemos a vida da graa com os Sacramentos, a Palavra de Deus e a educao crist. Deus chama todos santidade: escolhendo-nos em Cristo, antes da criao do mundo, para sermos santos e imacula- dos a seus olhos, pelo amor; que nos predestinou para sermos Seus filhos adoptivos por meio de Jesus Cristo, por Ef 1, 4-5 Sua livre vontade ( Ef 1, 4-5 ) A santidade a tarefa mais importante do cristo. Identificao com Cristo
  • Slide 3
  • 2/16 A santidade crist Toda a vida de Jesus est orientada para o sacrifcio da Cruz. No h santidade sem renncia (mortificao) e sem combate espiritual (ascese). O caminho da santidade , acima de tudo, crescimento no amor a Deus, e leva, gradualmente, a viver na paz e no gozo das CIC 2015 bem-aventuranas (cfr. CIC 2015 ) O caminho da santidade passa sempre pela Cruz.
  • Slide 4
  • 3/16 A santidade crist O estudo da vida dos santos compete a uma parte da teologia, que se chama Teologia Espiritual (nos tratados clssicos denomina-se geralmente como Asctica e Mstica). Ocupando-se em primeiro lugar de Deus, tambm uma cincia de experincia vivida; quer dizer, estuda como se fez realidade a santidade ao longo das biografias dos santos e dos grandes mestres de espiritualidade de todos os tempos. Com as suas vidas e os seus escritos, os santos proporcionam-nos uma espcie de "pauta" para orientar a tarefa da prpria santificao. O exemplo dos santos
  • Slide 5
  • 4/16 A santidade crist S. Josemaria: "H um nico modo Amigos de Deus, n. 294 de crescer na familiaridade e na confiana com Deus: a intimidade da orao, falar com Ele, manifestar-lhe de corao a corao o nosso afecto. ( Amigos de Deus, n. 294 ) O caminho da orao
  • Slide 6
  • 5/16 A santidade crist CIC 2701 CIC 2701 : A orao vocal um elemento indis- pensvel da vida crist. Aos discpulos, atrados pela orao silenciosa do seu Mestre, este ensina- -lhes uma orao vocal: o Pai-Nosso. A orao vocal no algo de exclusivo de crianas ou principiantes. Est muito de acordo com o modo de ser humano corpo e esprito expressar exter- namente os nossos pensamentos, desejos, splicas, afectos. Isto , rezar com todo o nosso ser. CIC 2700-2704 As oraes vocais (cfr. CIC 2700-2704 )
  • Slide 7
  • 6/16 A santidade crist Uma mesma orao vocal, ao ser recitada por diferentes pessoas, suscita nelas ressonncias distintas, afectos e inspiraes muito pessoais. o comeo da orao mental ou meditao. "A orao mental no , em meu entender, seno uma relao ntima de amizade, em que muitas vezes nos entretemos a ss com Deus, que sabemos que nos ama" S. Teresa de Jesus, Livro da Vida, 8 ( S. Teresa de Jesus, Livro da Vida, 8 ) CIC 2705-2708 A meditao (cfr. CIC 2705-2708 )
  • Slide 8
  • 7/16 A santidade crist A meditao faz intervir o pensamento, a vontade, a imaginao, o desejo, os sentimentos e emoes. Esta mobilizao necessria para aprofundar nas convices de f, suscitar a converso do corao, e fortalecer a vontade de seguir a Cristo. Habitualmente faz-se com a ajuda de algum livro. O principal a Sagrada Escritura, especialmente os Evangelhos. Tambm so uma ajuda preciosa os textos litrgicos, os escritos dos Padres e as obras de espiritualidade. Por fim tambm se alimenta dos acontecimentos da vida, da histria, do "grande livro" da Criao. CIC 2705-2708 A meditao (cfr. CIC 2705-2708 )
  • Slide 9
  • 8/16 A santidade crist CIC 2715 CIC 2715 : "A contemplao o olhar de f, fixado em Jesus. 'Eu olho para Ele e Ele olha para mim', dizia ao santo Cura d'Ars o campons diante do sacrrio" A contemplao um dom concedido por Deus. CIC 2709-2719 A contemplao (cfr. CIC 2709-2719 )
  • Slide 10
  • 9/16 A santidade crist A vida ordinria fica iluminada com luzes divinas: descobrem-se novos panoramas de santificao no trabalho, na convivncia, no modo de enfrentar as dificuldades..., e percebe-se claramente que vale a pena. "Um novo modo de pisar a terra, um modo divino, sobrenatural, maravilhoso! (...) Eu vivo, porque no vivo; Cristo quem vive em S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 297 mim. ( S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 297 ) Vida contemplativa
  • Slide 11
  • 10/16 A santidade crist Simultaneamente levantam-se tambm nuvens de p, dificuldades de vrios tipos (desencanto, vacilaes, experincia da desordem das paixes, etc.) que parecem tornar a meta mais longnqua. "Como poderemos superar estes inconvenientes? Como conseguiremos fortalecer-nos nessa deciso que comea a parecer-nos muito pesada? Inspirando-nos no modelo que nos apresenta a Virgem Santssima, nossa Me: uma rota muito ampla, que passa necessariamente atravs de S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 299 Jesus." ( S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 299 ) A inclinao para o mal e a resistncia para o bem conhecem-se na sua exacta dimenso quando se procura de verdade a santidade. Vida contemplativa
  • Slide 12
  • 11/16 A santidade crist A identificao com Cristo S. Josemaria: "Seguir Cristo: Este o segredo. Acompanh-Lo to de perto, que vivamos com Ele, como os primeiros doze; to de perto, que com Ele nos identi- Amigos de Deus, fiquemos" ( Amigos de Deus, n. 299 n. 299 )
  • Slide 13
  • 12/16 A santidade crist Procur-Lo : procuramo-lo tentando fazer tudo por amor a Ele. Uma faceta desta procura a luta as- ctica para superar que impede de ver o Senhor. Encontr-Lo : quem procura o Senhor, de certeza que O encontra, porque o prprio Jesus que sai ao nosso encontro e "se coloca beira do caminho, para que no tenhamos outra soluo seno v-Lo! S. Josemaria, Cristo que passa, n. 59 ( S. Josemaria, Cristo que passa, n. 59 ) Conhec-Lo : na conversa pessoal de amizade que se desenvolve na orao. Am-Lo : com todas as foras da alma, sobretudo com a vontade firme de querer identificar-se com Ele, ainda que os sentimentos no respondam. A identificao com Cristo Quatro etapas:
  • Slide 14
  • 13/16 A santidade crist Resignar-se com a Cruz um comeo, ainda imperfeito, mas positivo, porque leva a vencer a resistncia inicial. Aceitar Cruz abre a alma para uma paz mais profunda e serena: " No verdade que, quando deixas de ter medo da Cruz, (...) quando pes a tua vontade na aceitao da Vontade divina, s feliz e desaparecem todas as preocupaes, os sofrimentos S. Josemaria, Via Sacra, 2 estao fsicos ou morais?" ( S. Josemaria, Via Sacra, 2 estao ) Querer e amar a Cruz: " verdadeiramente suave e amvel a Cruz de Jesus. A no contam as penas; fica s a alegria de nos S. Josemaria, Via Sacra, sabermos corredentores com Ele." ( S. Josemaria, Via Sacra, 2 estao 2 estao ) Amigos de Deus, n. 301 S. Josemaria: "Mas no vos esqueais que estar com Jesus seguramente encon- trar-se com a sua Cruz. Quando nos abandonamos nas mos de Deus, frequente que Ele permita que saboreemos a dor, a solido, as contradies, as calnias, as difamaes, os escrnios, por dentro e por fora, porque quer conformar-nos sua imagem e semelhana." ( Amigos de Deus, n. 301 )
  • Slide 15
  • 14/16 A santidade crist Um cristo sabe que deve pr os meios humanos ao seu alcance para resolver todas as dores, evitar as injustias, defender os seus direitos, etc. Mas depois, seja qual for o resultado, deve vir a aceitao, o abandono nas mos de Deus.
  • Slide 16
  • 15/16 A santidade crist S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 306 As palavras tornam-se suprfluas, porque a lngua no consegue expressar-se; o entendimento aquieta-se; no se discorre; olha- -se! E a alma rompe outra vez a cantar um cntico novo, porque se sente e se sabe tambm olhada amorosamente por Deus a toda a hora. ( S. Josemaria, Amigos de Deus, n. 306 )
  • Slide 17
  • 16/16 Ficha tcnica Bibliografia Estes Guies so baseados nos manuais da Biblioteca de Iniciao Teolgica da Editorial Rialp (editados em portugus pela editora Diel) Slides Original em portugus europeu - disponvel em inicteol.googlepages.com

Recommended

View more >