Design de interao e design social

  • Published on
    08-Jan-2017

  • View
    115

  • Download
    1

Transcript

  • Design de Interao e Design Social luz do Design Thinking

    Profa. Mariana Hortolani

  • Design de Interao: O servio como uma srie de interaes

    Servios so uma srie de interaes entre usurios e sistemas de servios, por meio de muitos pontos de contato diferentes ao longo da jornada do usurio.

    Por serem a nica maneira em que os usurios se relacionam com seus servios, as interaes deveriam ter um papel central em todas as provedoras de servios.

    E como fazer isso? Aprendendo a ver o servio pelos olhos de seu cliente, de modo a criar servios que sejam exatamente como o que ele espera.

  • Assim, quando falamos sobre o design de interao na rea do design thinking, estamos querendo dizer a respeito do design do comportamento desejado e das interaes com recursos tecnolgicos.

    Um exemplo disso o autosservio, a coproduo e as redes sociais. So servios nos quais existe total interao com recursos tecnolgicos e, consequentemente, um design de comportamento.

    Este um campo em rpida expanso, sendo hoje o profissional do design de interao muito requisitado por empresas, principalmente, de tecnologia.

  • Desejabilidade Podemos dizer que desejabilidade a forma

    como um servio desperta o desejo em um cliente.

    Interaes desejveis so algo que voc conta as outras pessoas, que geram confiana e fidelidade ao servio prestado.

    Este fator tem forte dimenso emocional, que muitas vezes nos traz uma experincia prazerosa a partir da interao com determinado produto ou servio.

  • Utilidade O grau de desejabilidade depende das vantagens da

    oferta de servios, das quais seus usurios precisam.

    Isso requer que voc entenda muito bem seus clientes e suas necessidades, alm de um bom entendimento das vantagens funcionais de suas ofertas de design.

    Para obter um alto ndice de utilidade, voc deve oferecer s pessoas exatamente aquilo que elas precisam e nada mais, sem entupi-las de servios e funcionalidades, que apenas tero custo extra e poder ser entendido pelo usurio como vago e impreciso.

  • Usabilidade A usabilidade est relacionada facilidade de se chegar

    a uma oferta (valor de uso), quando se utiliza um servio.

    E isso se d atravs da facilidade de uso, o que muitas vezes est relacionado rapidez e a tranquilidade com que o usurio percorre a jornada de servio, alm do risco de algum mal-entendido causar erros.

    Quando falamos de interfaces digitais, o grau de usabilidade est fortemente relacionado com o modo como a interao encadeada, em termos de design do servio e usurio.

    Assim, temos a arquitetura da informao, onde estuda-se a funo de cada elemento dentre de um layout, garantindo a boa usabilidade de um sistema.

  • Dica! Existem trs chaves que abrem os portes da usabilidade:

    1. Frequncia: fala das coisas que os usurios fazem mais frequentemente (exemplo: avanar, voltar, buscar, etc.). Estes elementos devem ter posio de destaque dentro de uma sequencia.

    2. Sequncia: determina quais atividades que decorrem em sequencia, e devem ser apresentadas de maneira sequencial (exemplo: voc realiza um pagamento ao final de uma transao, no no meio).

    3. Importncia: significa que informaes importantes devem ser comunicadas com clareza e na hora certa (exemplo: se voc tem uma empresa que s realiza entregas no pas, deixe isso bem claro, antes que um cliente da India compre um produto seu).

  • Agradabilidade Todos gostamos de coisas que nos fazem sentir bem. Sendo assim, por que a

    maioria das intervenes digitais so criadas, na melhor das hipteses, de forma neutra?

    O fator da agradabilidade diz respeito a como uma soluo faz voc se sentir, em um todo. Ela est relacionada soma dos detalhes dentro do seu servio, relacionando isso cultura do mundo externo ao servio.

    A agradabilidade est fortemente relacionada desejabilidade. Um alto nvel de desejabilidade requer um forte alinhamento interno, uma marca forte, e um bom conhecimento de gesto de design.

  • Conclui-se que: O design de interao pode ajudar a

    reter os clientes que voc j tem, a conquistar novos clientes e, provavelmente, a criar eficincias que sero facilmente visveis em resultados financeiros.

    Alm disso, trar ao seu usurio atributos tpicos da rea, como cordialidade, experincias prazerosas e superao de expectativas.

  • Design Social: Como entregar um impacto social positivo?

    O design de servios desempenha um importante papel para mudar velhas percepes, decompondo noes preconcebidas sobre criatividade e ilustrando ativamente a aplicao social significativa mais ampla do design, alm de envolver mais pessoas no processo de design.

    Por isso, ainda h muito o que se pesquisar e pensar a respeito do papel mais amplo do design e de como ele se relaciona com outras reas.

    Lembre-se, design no diz respeito ao produto final, apenas, mas tambm a um processo sistemtico de identificao de problemas, alm de pesquisa, criao, testagem e implementao de solues.

  • Trazendo isso aqui para o design thinking...Veja este texto de Robert OToole:

    O design thinking est tomando forma como atitude, como uma metodologia, como uma filosofia. E talvez tambm como uma abordagem

    ao aprendizado de design. Se seus mtodos forem capazes de entregar o que prometem, dando vazo a potenciais, libertando a criatividade, mas em

    um contexto coletivo e colaborativo, com vista a fins durveis e sustentveis, ele certamente o prennicio de um futuro empolgante e

    vivel. Como testar isso? Imaginar, descobrir, pensar, prototipar, iterar e implementar.

    Ou seja, tudo que fazemos j como processo, pregado como sendo o futuro do design atravs do design thinking!

  • E qual a relao com o design social? Pensando por esse contexto, uma massa de designers est cada vez mais

    motivada pelas causas sociais, tornando-se cada dia mais unida. Eles pensam de forma diferente sobre o design, usando processos estratgicos para dar conta de questes crticas, como sustentabilidade, desemprego, sade mental, desemprego, misria, etc.

    Lembrando que o design social existe como uma forma de pensar sobre o qu, o porqu e o modo como o design pode abordar as necessidades em constante mudana de uma sociedade.

    Atravs de metodologias como o design thinking, os designers esto comunicando melhor o valor de seu pensamento criativo. Isso se d atravs da criao, por exemplo, de redes sociais em prol do design social, alm do compartilhamento de conhecimento em prol da melhoria de todos.

  • Lembre-se! Para que o design social acontea, sempre

    necessria uma equipe multidisciplinar.

    As ferramentas e metodologias oferecidas pelo design thinking nos levam a pensar, abordar e lidar com questes sociais, sempre.

    A medida que este processo de design vai se tornando transparente, ele passa a ser mais acessvel a qualquer pessoa, ajudando a facilitar a aplicao social ampla e sustentvel do design.