...

Organização, planejamento e dicas gerais de ensaios

by projeto-levi

on

Report

Category:

Technology

Download: 4

Comment: 0

202,792

views

Comments

Description

 
Download Organização, planejamento e dicas gerais de ensaios

Transcript

  • 1. “A igreja não deve parar para o ouvir o mundo, mas o mundo, deve parar para ouvir a igreja”. Autor desconhecido
  • 2. A palavra ensaio vem do latim exagio. “O que é o ensaio de fato”: Ensaio no dicionário está definido como: • Prova • Tentativa • Encenação • Teste • Experimento • Experiência
  • 3. •Reunião de oração •Reunião para resolver os problemas do ministério •Tempo para estudar instrumento ou técnica vocal •Tempo para ouvir as músicas
  • 4. Tempo integral X Serviço Voluntário A solução Planejar Organizar Estruturar
  • 5. Planejamento de Ensaio - Planeje com antecedência cada detalhe do ensaio: Tenha tempo separado para oração, comunhão e ministração. Defina o repertório com antecedência, Trabalhe em separado: instrumental e vocal – No final do ensaio faça a junção das duas partes; Se possível, faça TODOS os arranjos antes do ensaio – tenha em mãos as cifras, partituras e letras, isto faz com que ganhemos um tempo precioso. Procure obter equilíbrio entre os instrumentos, arranjos vocais, volume, ritmos, propostas musicais, etc. Nunca deixe de ter musicas novas para ensaiar, isto motiva o grupo. Ideal para cada ensaio: 2 musicas inéditas, 2 musicas novas já ensaiadas e 1 música antiga para recordar. Utilize o tempo que antecede o evento (1h antes), para passar as músicas mais conhecidas. Agir com ordem e decência no ensaio. Não esquecer que estamos na casa de Deus.
  • 6. Exemplo de Planejamento de Ensaio Mês de Maio – Grupo X Data do Objetivos do Músicas Escolhidas Resultados Observação Ensaio Ensaio 07/05 - Casamento/ Novas: Vocal – c/ dificuldade - A dicção do Maio; - Cada dia - C, A, F na música Metade de vocal ainda não - Ampliar o - Metade mim - B mim. Outras Músicas – está nítida. repertório. Já Ensaidas: OK - Glória Shalom - Bm - Falta do - Majestosa Eucaristia - Instrumental – guitarrista. G Repassar Cada dia no - Falta do vocal Para recordar: próx. ensaio. Não Feminino. - O céu se abre - B atingiu o objetivo. Outras músicas - OK Organizando assim os ensaios, no final do ano, o líder poderá fazer um balanço da evolução do grupo, tendo como descobrir o que se pode melhorar para o próximo ano, que estilos musicais o grupo teve maior dificuldades, ou outras observações que possam contribuir para o enriquecimento espiritual e musical do grupo.
  • 7. Sugestão de divisão do tempo de ensaio 03 horas - Divididos em 2 tempos
  • 8. Diferença entre ensaiar e passar música: ENSAIO “PASSAR MÚSICAS” Tem objetivos definidos – Sabe-se o Não tem objetivos definidos – Escolhe- que ensaiar, o que se deve corrigir, etc.; se aleatoriamente as músicas, ou toca- se as músicas preferidas; Traz novos desafios; • Vira rotina; • Promove crescimento musical aos Resulta em cansaço musical, enfado e integrantes do grupo; irritação; Inovação no repertório; Estagnação do repertório; Incentiva a criatividade musical, Apenas reforça ou recorda o que já foi resultando em novos arranjos. aprendido antes; Cria e corrige convenções, dinâmicas, • Não cria nada de diferente, apenas andamentos e ritmos diferentes. corrige o que alguém esqueceu. Promove entrosamento do grupo, tanto • Pode provocar individualismo no no âmbito instrumental quanto vocal. grupo.”Sempre ensaiamos as mesmas “Este arranjo criamos juntos!” músicas, então só faço a minha parte.”
  • 9. REPERTÓRIO DOS ENSAIOS: • Quem escolhe as músicas? - Tempo/Capacidade técnica do grupo – Não impor gosto pessoal • Critério para a escolha de novas músicas - Conteúdo/mensagem/embasamento bíblico • Organização para o pré-ensaio - Preparação/distribuição • Material (CDs, letras, cifras)
  • 10. Estudando mp3/áudio de música: Qual é o segredo? • Ouvir, ouvir e ouvir...!!! - Perceba a dinâmica da música (identifique a estrutura da música, instrumentos, introdução, solos, vozes, pontos críticos, etc.). - Faça anotações sobre a música. - Dê preferência às partes mais difíceis - Procure ser fiel aos arranjos - Se possível “grave” sua performance (avalie-se!)
  • 11. • Ensaio para missas • Ensaio para casamentos • Ensaio para retiros • Ensaio para shows evangelizadores • Ensaio para gravação de CD, DVD, etc. • Ensaios especiais (equipe de dança, teatro, etc.).
  • 12. “O tempo de ensaio é pouco” Solução • Fazer o que for possível para “ganhar tempo”
  • 13. O que é importante? • Estudar as músicas em casa; • Afinar os instrumentos antes do início do ensaio; • Pré-aquecer suas vozes • Estar de posse do repertório • Passar um instrumento por vez • Realizar os ajustes necessários no som • Passagem das músicas (repetidas vezes...) • É importante que os ensaios sejam gravados • Levar gravações para o ensaio • Metrônomo musical; “Não relaxeis o vosso zelo. Sede fervorosos de espírito. Servi ao Senhor” (Rm 12,11).
  • 14. “ALTURA DOS INSTRUMENTOS X ALTURA DA VOZ” Solução • Buscar o sentido do coletivo • Ter um bom equipamento de som • A harmonia do instrumental deve dar apoio ao vocal • O volume do instrumental não pode superar o volume das vozes (apoio) • A voz do animador deve estar em evidência nos retornos. Extraído do livro: "Ministrando a música“ - Luiz Carvalho "Vivei em boa harmonia uns com os outros. Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas; afeiçoai-vos com as coisas modestas. Não sejais sábios aos vossos próprios olhos" (Romanos 12,16)
  • 15. “As músicas para aprender são difíceis demais” Solução •Simplifique o que for possível •Rearranje as músicas •Se for o caso mude quem fará a voz principal •Mude o tom original •Simplifique a harmonia •Simplifique o ritmo •Ou em último caso, troque de música
  • 16. “O ensaio não é produtivo” O que pontuar: •Faltou planejamento e organização? • Faltou dedicação individual? Solução Objetivo X organização “Não há produtividade quando não há organização”.
  • 17. O CARÁTER DE CADA UM É REVELADO NOS ENSAIOS • Atrasos (músico que não consegue cumprir os horários) Em outras palavras: eu sou desorganizado (a). •Brigas por volume - Sempre reclama que o instrumento não está aparecendo) Em outras palavras: eu preciso aparecer!!! •Solo (...Essa música não vai ter solo não, hein?) Em outras palavras: eu preciso me mostrar!!! • Relapso - (Diz simplesmente que não teve tempo de estudar sua parte) Em outras palavras: eu sou relaxado (a), displicente. "Vivei em boa harmonia uns com os outros. Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas; afeiçoai-vos com as coisas modestas. Não sejais sábios aos vossos próprios olhos" (Romanos 12,16)
  • 18. Dicas Técnicas para uso do Microfone Efeito Proximidade – Técnica utilizada involuntariamente pelos cantores para se afastar ou se aproximar do microfone de acordo com a nota que está emitindo. Aproximação – Quando se deseja emitir notas mais graves e encorpadas. Afastamento – Quando se deseja emitir notas mais agudas e estridentes. A respeito do microfone tipo headset (estilo Madonna, Chitãozinho e Xororó, etc.) - Só é indicado para vocalistas que possuem grande domínio de sua voz, uma vez que não terão como usar o efeito proximidade.
  • 19. CONSIDERAÇÕES SOBRE MICROFONE Resposta de freqüência – Mostra como funciona a captação em relação às diversas notas emitidas. O ouvido humano consegue identificar os sons presentes nas freqüências de 20HZ até 20 KHZ. Desta forma, o microfone que possuir a resposta de freqüência mais próxima disso, conseguirá melhor reprodução do som emitido. A maioria dos microfones do mercado possui freqüência de até 15KHZ. Os da marca AKG, por exemplo, proporciona um som mais brilhante, devido sua proximidade aos 20KHZ.
  • 20. • Cada microfone possui uma timbragem diferente, portanto teste vários microfones; • Comprar o mais caro não significa que lhe trará o melhor resultado; Busque aquele com maior resposta de freqüência (20Hz e 20KHz); • Cuidados na escolha de microfones condensadores, pois mostram facilmente os erros dos vocalistas; • Para som mais pesado, use microfones dinâmicos, para sons mais limpos, use os do tipo condensadores, pois trarão um resultado melhor; • As melhores marcas do mercado são: Sennheiser, Behringer, Shure e AKG;
  • 21. Orientações Gerais • Use o pedestal sempre que quiser ser expressar, bater palmas levantar os braços; • Cuidado com choques! Cante com calçados de sola de borracha; • O microfone é a única coisa que te separa da assembléia, então não o use como escudo, e sim, como aliado. Imagine-o como uma poderosa arma; • Não assopre ou bata no microfone ao testar, não o aperte como se fosse dar um soco em alguém, pois a força vai tencionar seu braço, se ombro, etc.; • Abafar o microfone não evita microfonia...; • Procure não segurar muito próximo do globo do microfone.
  • 22. Posicionamento • Mantenha sempre uma distância regulamentar de 3 a 4 dedos do microfone; • Caso cante com mais volume de voz, use-o um pouco afastado e sempre apondo para a boca; • Quando o volume é pouco aproxime o microfone, mas não o encoste; • Cante diretamente no microfone, pois a maioria deles são unidirecionais e nesse caso captam melhor a voz quando se canta diretamente nele; • Não direcione seu microfone em direção ao retorno, para que ele não apite.
  • 23. Exemplos Para médios e graves Para agudos Para médios Para agudos Correta para graves
  • 24. O QUE EU FAÇO COM AS MÃOS? • Em primeiro lugar, tire as mãos do bolso (a primeira coisa a fazer é dar uma boa respirada abdominal, colocar as mãos no pedestal e só desgrudá-las assim que você começar a se sentir confiante. • Já num segundo movimento do processo de desencalhe das mãos, tire uma delas do pedestal e comece a expressar a letra do que estiver cantando com ela, coisa do tipo: “renova-me, Senhor Jesus...”. Canta a palavra e aponta para o seu coração, por exemplo. Inegavelmente, são símbolos já manjados, mas ajudam a criar uma situação de espaço em cima do palco. • Num terceiro momento, solte as duas mãos e deixe-as flutuar pelo ar, etc. Esses movimentos devem ser naturais, quando não são naturais tornam-se horríveis. • Outra dica é pegar o microfone com uma das mãos e depois com a outra, alternando de tempo em tempo. Assim, poderá se direcionar ao público com uma variação de movimentos maior. Se o microfone fica numa mão só, você tende a ficar apenas em um lado do palco. Faça isso, usando uma das mãos para descrever a letra da música, como se fosse uma espécie de mímica, ou também, realizando abertura dos braços e acenos, etc. • Nunca deixe os braços caídos ao longo do corpo. Com essa postura desanimada, quase “morta”, vai ser muito difícil convencer as pessoas da vitalidade e da verdade daquilo que você está cantando. Fonte: Revista curso prático de canto N° 2, pág. 27
  • 25. Equalização • Deixá-lo próximo ao seu timbre de voz falada; • Falar no microfone e fora dele. • Regule os instrumentos a partir do melhor volume e equalização do seu microfone. • Dicas de teste: experiência, teste de som, som de Jesus, Ave Maria..., palavras com “P” e “B”, êi, êi, iêah, iêah, etc.
  • 26. A MATEMÁTICA DO MINISTÉRIO DE MÚSICA 50% Oração + 50% Técnica = 100% Unção • A oração leva o músico à ação (técnica), a técnica leva o músico à unção.
  • 27. Desenvolvido por: Adilson Carvalho
Fly UP