• 1. ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DO VALE DO ITAJAÍ – MIRIM - ASSEVIM NILTON CESAR CASSANIGA ANALISE DOS FATORES MOTIVACIONAIS: UM ESTUDO DE CASO EM UM SETOR OPERACIONAL DA IRMÃOS FISCHER PROFESSOR ORIENTADOR: Msc. MARCELO RECKTENVALD Brusque Dezembro/2006
  • 2. INTRODUÇÃO
    • A importância deste trabalho está em retratar a situação do nível motivacional dos funcionários de um setor produtivo da empresa Irmãos Fischer, objetivando fornecer dados aos dirigentes, para que realizem esforços criando um clima favorável entre colaboradores e empresa, buscando com isso tornar a empresa cada vez mais competitiva e lucrativa.
  • 3. QUESTÃO PROBLEMA
    • Segundo a percepção dos funcionários de um setor operacional da empresa Irmãos Fischer, quais são os fatores que os motivam, e até que ponto motivam?
  • 4. OBJETIVOS Geral O objetivo principal desse trabalho é avaliar a importância e o desempenho dos fatores motivacionais na percepção dos funcionários de um setor operacional da empresa Irmãos Fischer.
  • 5. OBJETIVOS
    • Específicos
    • Descrever o perfil dos funcionários do setor;
    • Identificar os fatores motivacionais dos funcionários do setor;
    • Calcular o grau de importância de cada um dos fatores motivacionais;
    • Identificar os fatores mais importantes na motivação do setor de betoneiras;
    • Analisar o grau de desempenho do setor;
    • Avaliar a importância x desempenho dos fatores motivacionais.
  • 6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Motivação - Conceito
    • “ A palavra motivação deriva do latim motivus, movere, que significa mover. Em seu sentido original, a palavra indica o processo pelo qual o comportamento humano é incentivado, estimulado ou energizado por algum tipo de motivo ou razão. Motivo, motor e emoção são palavras que têm a mesma raiz.”
    • Maximiano ( 2004, p. 268)
  • 7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • “ Motivação é um aspecto intrínseco às pessoas, que ninguém pode motivar ninguém. A motivação passa a ser entendida como fenômeno e comportamental único e natural e vem da importância que cada um dá ao seu trabalho, do significado que atribuído a cada atividade desse trabalho e que cada pessoa busca o seu próprio referencial de auto-estima e de auto-identidade”.
    • Bergamini (1997, p. 54).
  • 8. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Fatores Motivacionais
    • Não se pode tratar da mesma forma todas as pessoas, cada uma possui comportamento diferentes, decorrentes de motivações diferentes, dentro e fora das organizações. Essa diversidade de interesses permite aceitar, de forma razoavelmente clara, que as pessoas não fazem as mesmas coisas pelas mesmas razões.
    • Bergamini (1993, p. 62).
  • 9. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Os processos de recompensar as pessoas constituem os elementos fundamentais para o incentivo e motivação dos funcionários da organização, tendo em vista de um lado os objetivos organizacionais a serem alcançados e, de outro lado, os objetivos individuais a serem satisfeito.
    • Chiavenato, (2004, p.252)
  • 10. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O QUE MOTIVA Principais motivações das pessoas em relação à organização em que trabalham: • Ter satisfação intrínseca no trabalho; • Ter liberdade para exercitar a curiosidade natural; • Receber uma remuneração adequada e compatível;
  • 11. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Aprender e praticar inovações no trabalho;
    • Ter o respeito de todos e sentir-se valioso;
    • Sentir avanço na carreira profissional;
    • Trabalhar em ambiente amigável. Alegre e afetivo;
    • Sentir confiança na organização, no líder e nos colegas;
    • Ser recompensado pelo aprendizado e pelas idéias e não pelo fazer;
    • Participar no desenvolvimento da visão e da estratégia da organização
    • Chiavenato (2002, p. 185).
  • 12. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • FATORES QUE PODEM VIR A DESMOTIVAR
    • A desmotivação pode estar ligada a condições inadequadas ou ao excesso de trabalho, é preciso identificar o foco da desmotivação, nem sempre o baixo desempenho profissional está ligado à organização, pode ser algo pessoal. Heller, (1999, p.62).
  • 13. Metodologia da Pesquisa
    • Modalidade da Pesquisa:
    • Trata-se de uma pesquisa descritiva.
    • Quanto à abordagem a pesquisa teve enfoque qualitativo e quantitativo.
    • Quanto aos Procedimentos técnicos foi bibliográfica e documental.
    • Campo de Observação:
    • • É baseado num estudo de caso feito na empresa Irmãos Fischer no setor de betoneiras.
  • 14. INSTRUMENTOS DE COLETAS DE DADOS • Entrevista com grupo de foco para identificar os atributos que a empresa oferece que retem seus funcionários a trabalhar aqui e sugestões de atributos que fariam com que eles gostassem ainda mais de trabalhar na empresa. • Foram feitas duas perguntas ao grupo de foco, uma pergunta foi com relação a importância dos atributos existentes na empresa e a outra foi em relação ao que a empresa poderia oferecer para que eles gostassem ainda mais de trabalhar nela.
  • 15. INSTRUMENTOS DE COLETAS DE DADOS
    • Aplicação de questionário para verificar qual o perfil dos funcionários do setor com as seguintes perguntas: sexo, idade, estado civil e tempo de serviço.
    • Aplicação de questionários, com questões sobre identificação dos fatores mais importantes na motivação do setor.
  • 16. APRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS
    • Perfil dos funcionários do setor de betoneiras da Irmãos Fischer
    • • O quadro é composto na sua maioria por homens, casados, com idade entre 41 a 50 anos, e que estão entre 1 a 5 anos na empresa.
  • 17. IDENTIFICAÇÃO DOS FATORES MOTIVACIONAIS DOS FUNCIONÁRIOS DO SETOR DE BETONEIRA
    • A tributos oferecidos pela empresa que retem os funcionários
  • 18.
    • Atributos que a empresa poderia oferecer para satisfazer ainda mais os funcionários
  • 19. ANÁLISE E CLASSIFICAÇÃO DO GRAU DE IMPORTÂNCIA DE CADA UM DOS FATORES MOTIVACIONAIS.
    • Os cinco fatores mais importantes:
    • • Salário – 100%
    • • Reconhecimento material – 100%
    • • Ambiente de trabalho – 99%
    • • Convênio com Unimed – 95%
    • • Cursos e treinamentos – 90%
  • 20. CALCULO DO GRAU DE IMPORTÂNCIA PARA CLASSIFICAÇÃO DOS FATORES
    • Cinco fatores com maior grau de importância
    • • Salário – grau 4
    • • Reconhecimento material – grau 4
    • • Ambiente de trabalho – grau 3,98
    • • Convênio com Unimed – grau 3,93
    • • Cursos e treinamentos – grau 3,90
  • 21. AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS FATORES MOTIVACIONAIS
    • Cinco fatores motivacionais com maior grau de desempenho
    • • P agamento de mensalidades e taxas escolares – grau 4,73
    • • localização da empresa – grau 4,57
    • • Convênio com a Unimed – grau 4,51
    • • Plano Participação Resultado – grau 4,49
    • • Ajuda no vale-transporte – grau 4,46
  • 22. ANALISE DOS ÍNDICES DE IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO DOS FATORES
    • Cinco fatores com alta importância e alto desempenho
    • • Participação nos resultados
    • • Convênio com Unimed
    • • Auxilio escolar
    • • Auxilio alimentação
    • • Vale Transporte
  • 23.
    • Cinco fatores com alta importância e baixo desempenho
    • • Reconhecimento material
    • • Salários
    • • Ambiente de trabalho
    • • Cursos e treinamentos
    • • Oportunidades internas crescimento
  • 24. Considerações Finais
    • • Ao concluir este trabalho desenvolvido junto a empresa Irmãos Fischer, buscou-se identificar a contribuição e importância dos fatores motivacionais. E quais os benefícios oferecidos pela empresa são considerados pelos seus colaboradores mais importantes.
    • • Este trabalho contém informações que poderão ser utilizadas pela empresa como estratégia para conseguir reter seus funcionários podendo ser aplicado em toda organização.
  • 25. Principais referências utilizadas
    • BERGAMINI. Cecília Whitaker . Motivação nas organizações . São Paulo: Atlas, 1997, 1993.
    • CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 5.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1999, 2000, 2002, 2004.
    • MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Teoria geral da administração . São Paulo: Atlas, 1997.
    • MARRAS, Jean Pierre. Administração de RH . 3 ed. São Paulo: Futura, 2000
Please download to view
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
...

Apresentação TCC

by ntebrusque

on

Report

Category:

Technology

Download: 0

Comment: 0

136,589

views

Comments

Description

 
Download Apresentação TCC

Transcript

  • 1. ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DO VALE DO ITAJAÍ – MIRIM - ASSEVIM NILTON CESAR CASSANIGA ANALISE DOS FATORES MOTIVACIONAIS: UM ESTUDO DE CASO EM UM SETOR OPERACIONAL DA IRMÃOS FISCHER PROFESSOR ORIENTADOR: Msc. MARCELO RECKTENVALD Brusque Dezembro/2006
  • 2. INTRODUÇÃO
    • A importância deste trabalho está em retratar a situação do nível motivacional dos funcionários de um setor produtivo da empresa Irmãos Fischer, objetivando fornecer dados aos dirigentes, para que realizem esforços criando um clima favorável entre colaboradores e empresa, buscando com isso tornar a empresa cada vez mais competitiva e lucrativa.
  • 3. QUESTÃO PROBLEMA
    • Segundo a percepção dos funcionários de um setor operacional da empresa Irmãos Fischer, quais são os fatores que os motivam, e até que ponto motivam?
  • 4. OBJETIVOS Geral O objetivo principal desse trabalho é avaliar a importância e o desempenho dos fatores motivacionais na percepção dos funcionários de um setor operacional da empresa Irmãos Fischer.
  • 5. OBJETIVOS
    • Específicos
    • Descrever o perfil dos funcionários do setor;
    • Identificar os fatores motivacionais dos funcionários do setor;
    • Calcular o grau de importância de cada um dos fatores motivacionais;
    • Identificar os fatores mais importantes na motivação do setor de betoneiras;
    • Analisar o grau de desempenho do setor;
    • Avaliar a importância x desempenho dos fatores motivacionais.
  • 6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Motivação - Conceito
    • “ A palavra motivação deriva do latim motivus, movere, que significa mover. Em seu sentido original, a palavra indica o processo pelo qual o comportamento humano é incentivado, estimulado ou energizado por algum tipo de motivo ou razão. Motivo, motor e emoção são palavras que têm a mesma raiz.”
    • Maximiano ( 2004, p. 268)
  • 7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • “ Motivação é um aspecto intrínseco às pessoas, que ninguém pode motivar ninguém. A motivação passa a ser entendida como fenômeno e comportamental único e natural e vem da importância que cada um dá ao seu trabalho, do significado que atribuído a cada atividade desse trabalho e que cada pessoa busca o seu próprio referencial de auto-estima e de auto-identidade”.
    • Bergamini (1997, p. 54).
  • 8. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Fatores Motivacionais
    • Não se pode tratar da mesma forma todas as pessoas, cada uma possui comportamento diferentes, decorrentes de motivações diferentes, dentro e fora das organizações. Essa diversidade de interesses permite aceitar, de forma razoavelmente clara, que as pessoas não fazem as mesmas coisas pelas mesmas razões.
    • Bergamini (1993, p. 62).
  • 9. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Os processos de recompensar as pessoas constituem os elementos fundamentais para o incentivo e motivação dos funcionários da organização, tendo em vista de um lado os objetivos organizacionais a serem alcançados e, de outro lado, os objetivos individuais a serem satisfeito.
    • Chiavenato, (2004, p.252)
  • 10. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O QUE MOTIVA Principais motivações das pessoas em relação à organização em que trabalham: • Ter satisfação intrínseca no trabalho; • Ter liberdade para exercitar a curiosidade natural; • Receber uma remuneração adequada e compatível;
  • 11. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • Aprender e praticar inovações no trabalho;
    • Ter o respeito de todos e sentir-se valioso;
    • Sentir avanço na carreira profissional;
    • Trabalhar em ambiente amigável. Alegre e afetivo;
    • Sentir confiança na organização, no líder e nos colegas;
    • Ser recompensado pelo aprendizado e pelas idéias e não pelo fazer;
    • Participar no desenvolvimento da visão e da estratégia da organização
    • Chiavenato (2002, p. 185).
  • 12. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    • FATORES QUE PODEM VIR A DESMOTIVAR
    • A desmotivação pode estar ligada a condições inadequadas ou ao excesso de trabalho, é preciso identificar o foco da desmotivação, nem sempre o baixo desempenho profissional está ligado à organização, pode ser algo pessoal. Heller, (1999, p.62).
  • 13. Metodologia da Pesquisa
    • Modalidade da Pesquisa:
    • Trata-se de uma pesquisa descritiva.
    • Quanto à abordagem a pesquisa teve enfoque qualitativo e quantitativo.
    • Quanto aos Procedimentos técnicos foi bibliográfica e documental.
    • Campo de Observação:
    • • É baseado num estudo de caso feito na empresa Irmãos Fischer no setor de betoneiras.
  • 14. INSTRUMENTOS DE COLETAS DE DADOS • Entrevista com grupo de foco para identificar os atributos que a empresa oferece que retem seus funcionários a trabalhar aqui e sugestões de atributos que fariam com que eles gostassem ainda mais de trabalhar na empresa. • Foram feitas duas perguntas ao grupo de foco, uma pergunta foi com relação a importância dos atributos existentes na empresa e a outra foi em relação ao que a empresa poderia oferecer para que eles gostassem ainda mais de trabalhar nela.
  • 15. INSTRUMENTOS DE COLETAS DE DADOS
    • Aplicação de questionário para verificar qual o perfil dos funcionários do setor com as seguintes perguntas: sexo, idade, estado civil e tempo de serviço.
    • Aplicação de questionários, com questões sobre identificação dos fatores mais importantes na motivação do setor.
  • 16. APRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS
    • Perfil dos funcionários do setor de betoneiras da Irmãos Fischer
    • • O quadro é composto na sua maioria por homens, casados, com idade entre 41 a 50 anos, e que estão entre 1 a 5 anos na empresa.
  • 17. IDENTIFICAÇÃO DOS FATORES MOTIVACIONAIS DOS FUNCIONÁRIOS DO SETOR DE BETONEIRA
    • A tributos oferecidos pela empresa que retem os funcionários
  • 18.
    • Atributos que a empresa poderia oferecer para satisfazer ainda mais os funcionários
  • 19. ANÁLISE E CLASSIFICAÇÃO DO GRAU DE IMPORTÂNCIA DE CADA UM DOS FATORES MOTIVACIONAIS.
    • Os cinco fatores mais importantes:
    • • Salário – 100%
    • • Reconhecimento material – 100%
    • • Ambiente de trabalho – 99%
    • • Convênio com Unimed – 95%
    • • Cursos e treinamentos – 90%
  • 20. CALCULO DO GRAU DE IMPORTÂNCIA PARA CLASSIFICAÇÃO DOS FATORES
    • Cinco fatores com maior grau de importância
    • • Salário – grau 4
    • • Reconhecimento material – grau 4
    • • Ambiente de trabalho – grau 3,98
    • • Convênio com Unimed – grau 3,93
    • • Cursos e treinamentos – grau 3,90
  • 21. AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS FATORES MOTIVACIONAIS
    • Cinco fatores motivacionais com maior grau de desempenho
    • • P agamento de mensalidades e taxas escolares – grau 4,73
    • • localização da empresa – grau 4,57
    • • Convênio com a Unimed – grau 4,51
    • • Plano Participação Resultado – grau 4,49
    • • Ajuda no vale-transporte – grau 4,46
  • 22. ANALISE DOS ÍNDICES DE IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO DOS FATORES
    • Cinco fatores com alta importância e alto desempenho
    • • Participação nos resultados
    • • Convênio com Unimed
    • • Auxilio escolar
    • • Auxilio alimentação
    • • Vale Transporte
  • 23.
    • Cinco fatores com alta importância e baixo desempenho
    • • Reconhecimento material
    • • Salários
    • • Ambiente de trabalho
    • • Cursos e treinamentos
    • • Oportunidades internas crescimento
  • 24. Considerações Finais
    • • Ao concluir este trabalho desenvolvido junto a empresa Irmãos Fischer, buscou-se identificar a contribuição e importância dos fatores motivacionais. E quais os benefícios oferecidos pela empresa são considerados pelos seus colaboradores mais importantes.
    • • Este trabalho contém informações que poderão ser utilizadas pela empresa como estratégia para conseguir reter seus funcionários podendo ser aplicado em toda organização.
  • 25. Principais referências utilizadas
    • BERGAMINI. Cecília Whitaker . Motivação nas organizações . São Paulo: Atlas, 1997, 1993.
    • CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 5.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1999, 2000, 2002, 2004.
    • MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Teoria geral da administração . São Paulo: Atlas, 1997.
    • MARRAS, Jean Pierre. Administração de RH . 3 ed. São Paulo: Futura, 2000
Fly UP