System is processing data
Please download to view
...

Trabalho expo pinheiro 2012

by leonardo-dunham

on

Report

Category:

Documents

Download: 0

Comment: 0

771

views

Comments

Description

Trabalho ficando shooooooow :D
Download Trabalho expo pinheiro 2012

Transcript

  • 1. Componentes do Grupo:- Michelle Rodrigues - Michel William- Lenin- Carolina Montimor - Carolina Machado- Leonardo Dunham
  • 2. Abordaremos sobre :- Mulher dita como “ Sexo Frágil “ ?- Mulher no mercado de trabalho [Pereirão]- Mulheres com direitos e privilégios similares aosdos homens na sociedade- Lei Maria da Penha- Concluindo o trabalho
  • 3. Carolina Machado
  • 4. O "sexo frágil" a cada dia consegue um destaque maior, além deseu lugar de mérito no mercado de trabalho, não dá para discutir. Emais do que isso, vem crescendo tanto em todas as áreas, que muitasmulheres conseguiram chegar ao topo, assumindo cargos e papéis deliderança que antes não faziam parte do mundo feminino. Uma série de fatores pode contribuir para as mulheres setornarem líderes, inclusive, esse lado "frágil". As mulheres têm um estilode gestão diferente dos homens. Características comointuição, emotividade e versatilidade, tornam a gestão empresarialfeminina diferenciada e mais completa e os homens pensamlinearmente, uma coisa de cada vez, enquanto o raciocínio feminino églobal e multidimensional, tudo ao mesmo tempo.
  • 5. O mais importante para uma mulher no comando saber é queela não precisa ser só chefe, mas também tem que ser mentora de seusfuncionários. Isso mesmo, ela tem que compreender que tudo na vidaé flexível, assim como sua luta diária de manter a rotina do lar e daempresa.Qualquer homem sabe que comandar não é algo tão simplesassim. Ser chefe é muito mais do que dar apenas ordens. Você temmuito mais responsabilidades do que quando era apenas um merofuncionário. Aquele velho clichê de que chefe não faz nada, só ganhamais que você é pura balela, chefiar um grupo é acima de tudo saberorientar que caminho trilhar e como trilhá-lo.
  • 6. Michel William
  • 7. Lenin
  • 8. Aos poucos, nos últimos anos, a mulher vemconquistando direitos e privilégios similares aos doshomens na sociedade, desde o direito do voto atémelhores empregos. Com um maior espaço, a mulher dodia de hoje, consequentemente, sente-se mais propensa àiniciativa no que diz respeito à pessoa que lhe interessa, oque pode assustar certos homens mais tradicionais.
  • 9. Na sociedade dos tempos antigos, a mulher era tida como osexo frágil. Era moldada à figura materna, que deveria serinocente e imaculada, compromissada apenas com os desejosde seus filhos e marido. Ela não deveria em nenhumacircunstância procurar um parceiro por si, ou teriam uma máreputação e seriam rejeitadas pelos homens. Neste caso, era ohomem que devia pedir a mão dela a seus pais, ou estes lheprometerem a algum homem.
  • 10. No ano de 1983, a cearense e biofarmacêuticaMaria da Penha Fernandes sofreu uma duplatentativa de homicídio perpetrada pelo seumarido (à época) Marco Antônio HerrediaViveiros, um professor universitário de economia.Primeiro ele tentou ceifar a vida dela com um tiropelas costas, ocasião em que à mesma ficouparaplégica além de outras lesões; noutraoportunidade, seu companheiro tentoueletrocutá-la enquanto tomava banho numabanheira.
  • 11. O assunto violência doméstica e familiar, dada as suas consequênciasnocivas em prejuízo das mulheres, tem sido motivo de preocupação de diversossetores da sociedade organizada, de governantes e do mundo jurídico em geral.Várias pessoas do sexo feminino têm sua vida pessoal desestruturada, entram emdepressão e ficam a mercê dos seus respectivos agressores. A repetição de atos violentos e de abusos no ambiente doméstico acabarefletindo na vida pessoal e, por conseguinte, provocando problemas físicos etraumas psicológicos não só para a mulher como para as testemunhas ocularesque residem com ela. Quando uma mulher apanha do marido, a sociedade de solidariza comela, a delegacia da mulher toma providências de investigação e, desdesetembro, uma nova lei, a Maria da Penha, determina que o marido tenha prisãopreventiva decretada.MOTIVO PARA A INSERÇÃO:A cada 15 segundos, uma mulher é agredida no país. Em 2006, uma pesquisa doIbope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) e do Instituto PatríciaGalvão revelou que 51% dos 2.002 brasileiros ouvidos conhecem uma vítima deviolência doméstica (ZAIDAN, 2007).
  • 12. Graças ao empenho da Biofarmacêutica Maria da Penha asmulheres dotam de um instituto jurídico capaz de equacionar asdiferenças entre as pessoas do sexo feminino e do masculino. OEstatuto da Mulher adveio com a pretensão de prevenir e coibir aviolência doméstica e familiar contra a mulhere, simultaneamente, corroborar com os compromissos ratificados peloBrasil em sede internacional, como prevê a Convenção do Belém doPará em seu artigo 7º
  • Fly UP