...

Modelos de Documentos RH

by susy-riga

on

Report

Category:

Documents

Download: 0

Comment: 0

212

views

Comments

Description

Documentos RH - modelos
Download Modelos de Documentos RH

Transcript

  • REQUERIMENTO Petição por escrito feita com as fórmulas legais, na qual se solicita algo que é permitido por lei ou que como tal se supõe. É todo pedido que se encaminha a uma autoridade do Serviço Público. Enquanto o requerimento é um veículo de solicitação sob o amparo da lei, a petição destina-se a pedido sem certeza legal ou sem segurança quanto ao despacho favorável. O requerimento pode ser manuscrito, datilografado ou mimeografado em papel tamanho ofício. Evite-se, porém, o uso de tinta vermelha.
  • Ilmo. Sr. Diretor da Faculdade Anchieta 7 a 10 espaços (11 toques) Juliana Silva, aluna regularmente matriculada no primeiro semestre do curso de Gestão Financeira , R.G.M.nº. 695.780, período noturno, turma Gfin 071, requer de V.S.ª abono de faltas dos dias 10,11 e 12 de março, por motivo de saúde, conforme atestado médico anexo. 2 espaços duplos NESTES TERMOS PEDE DEFERIMENTO 3 espaços duplos São Paulo, 15 de março de 2008 3 espaços duplos ......................................................................... (assinatura do requerente)
  • RELATÓRIOS É impossível que dirigentes e executivos de empresas, no geral, participem e saibam de tudo o que acontece em todos os departamentos. Tal problema é resolvido por um documento de grande importância na vida empresarial: o relatório, que é a descrição e a análise de dados visando informar e servir de base para uma eventual tomada de decisões. Devido à sua importância, envolve a conferência de dados, cálculos e revisão final. Por ser um documento com uma finalidade eminentemente prática, seu texto deve ater-se àquilo que realmente interessa ao destinatário, permitindo-lhe uma rápida tomada de decisão. Para ser confiável, deve basear-se em dados concretos. Finalidades do relatório a. Providenciar o registro do trabalho executado, de modo que toda a informação possa ser aproveitada posteriormente. b. Apresentar e discutir informações, bem como fornecer recomendações que possam guiar os responsáveis a tomadas de decisões. c. Manter os demais membros da organização informados sobre investigações, ocorrências, etc. Evidentemente, as três finalidades acima não se aplicam a um mesmo relatório. Por isso, temos os seguintes tipos de relatório: 1. Relatórios de estudo ou pesquisa . Relatório técnico; . Relatório de experiências; . Relatório de estágio. 2. Relatórios de ocorrência . Relatório de manutenção; . Relatório de acidentes. 3. Relatórios de atividades . Relatório de visitas; . Relatório de viagem; . Relatório de trabalho; . Relatório de produção. Estrutura do relatório O relatório tem como estrutura mínima as seguintes partes: introdução, desenvolvimento e conclusão. Quanto à redação, esta deve estar na 3ª pessoa, visando distanciar o redator do leitor. A introdução, preferencialmente titulada, deve explicitar a finalidade do relatório . “Este relatório tem como finalidade informar sobre...” No desenvolvimento se contém o corpo do relatório. É a substância do relatório. Pode aparecer titulado como desenvolvimento ou discriminado em três tópicos: a) método, caminho adotado para o desenvolvimento de um trabalho ou investigação. Consiste essencialmente numa típica descrição de processo, feita em ordem lógica ou cronológica. Neste tópico, devem constar: materiais, ferramentas, instrumentos ou equipamentos utilizados; tempo de execução; custos. Ex.: “ O método adotado consistiu em... ”b)resultados, que é a conseqüência que se visa a alcançar, o que realmente se apurou ou o que se pretende apurar .c) discussão, que é a interpretação dos resultados de investigação. Trata-se de uma argumentação em que se pretende convencer pela apresentação de razões, fatos obtidos ou interpretados. Ex: “ A interpretação dos resultados é que...”
  • Na conclusão deve-se deixar claro se os objetivos propostos anteriormente foram alcançados. Ex.: “Conclui-se que...” Um relatório também pode apresentar agradecimentos, quando recebe subvenção, patrocínio de instituições ou auxílio de pessoas de áreas técnicas especializadas. Os apêndices e anexos são constituídos por gráficos, mapas, tabelas, dados estatísticos e outras documentações. Geralmente, têm paginação própria e não seqüencial ao relatório. Por último, a bibliografia,realizada de acordo com as convenções internacionais ( ABNT). Relatório de visita técnica Elétrica Lampião Ltda Rua Benjamim de Oliveira, 400 – São Paulo – SP Introdução Este trabalho consiste em registrar informações técnicas relevantes obtidas em visita à Elétrica Lampião Ltda, a respeito dos setores de Eletrônica e de Instrumentação. Desenvolvimento A visita ocorreu em 12 de junho de 2007, das 8h às 15h30min. O Sr. João Maia, departamento de Marketing, encarregou-se da recepção e acompanhamento do grupo de visitantes. Para que a visita pudesse ter início, fez-se necessária a utilização de E.P.I. • Descrição dos setores Os setores visitados – Eletrônica e Instrumentação – constituem-se a nova tecnologia para as indústrias. Deste relato, constará a descrição de ambos e a apresentação de sua forma de organização com o objetivo de promover a boa qualidade do produto final. Eletrônica Neste setor efetua-se a manutenção de equipamentos. Às vezes, são projetados uns e outros circuitos, os quais substituem e melhoram o funcionamento de outros sistemas. Ao chegar um equipamento, seu número de série é solicitado num formulário próprio em que são anotadas as suas características, funções e possíveis defeitos. A seguir, tais dados são arquivados em um microcomputador e o equipamento é alojado em lugar seguro. O documento impresso fica em poder dos técnicos da empresa para que possam efetuar corretamente as manutenções necessárias. Quando o equipamento é consertado, é necessário o preenchimento de outra folha, semelhante a um pequeno relatório. Deste relato, constam-se dados como: componentes substituídos, tempo de execução de trabalho, detalhamento das etapas efetuadas. Instrumentação Tem função igual ao da Eletrônica, porém aqui estão especificados os mamômetros e as válvulas que requerem reparos. Quando um desses equipamentos chega ao setor, é cumprido o mesmo procedimento utilizado pelo setor de eletrônica. Embora neste setor os trabalhos sejam executados por equipamentos constituídos por dispositivos hidráulicos e pneumáticos, existe a integração/ associação com o setor de Eletrônica porque tanto os manômetros como as válvulas têm seu funcionamento baseado em impulsos elétricos. Resultados
  • Observou-se que ambos os setores apresentam as mesmas características e estão igualmente organizados. Além disso, a instrumentação utiliza recursos eletrônicos, o que caracteriza um processo integrado de automação industrial. Pode-se afirmar que a sistemática aqui descrita qualifica uma organização eficiente e imprescindível, não só em setores de produção, tais como de manutenção. Conclusão Analisando-se a organização dos setores de Eletrônica, pode-se afirmar que constituem uma parte de alta tecnologia da empresa. Apesar de não se caracterizarem pelo desenvolvimento de grandes projetos, tornam-se essenciais para agilizar o processo de produção industrial, porque evitando-se as eventuais manutenções na própria empresa, evita-se que equipamentos danificados sejam levados para reparos ou a outros locais que acarrete em perda nos prazos destinados à produção e entrega de produtos. Agradecimentos Á Elétrica Lampião Ltda e em especial ao Sr. José Maia pela autorizar a realização desta visita que proporcionou oportunidade de conhecimento à forma de organização desenvolvida em dois setores importantes de uma empresa. José Mattos Vieira
  • PROCURAÇÃO Procuração é um documento que uma pessoa passa a alguém para que possa tratar de negócios em nome de outra. É um documento em que se estabelece legalmente essa incumbência, se outorga o mandato e se explicitam os poderes conferidos.
  • OFÍCIO Ofício é uma comunicação escrita emanada de uma autoridade, em que se informa sobre qualquer assunto de ordem administrativa, ou se baixa uma ordem. Sua finalidade é o tratamento de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração Pública entre si e também com particulares. O ofício distingue-se da carta que representa o escrito particular, pois seu caráter é público. Só pode ser expedido, portanto, por órgão público. O destinatário pode ser órgão público ou um particular. É uma participação escrita em forma de carta que as autoridades das secretarias endereçam a seus subordinados. É um meio de comunicação por escrito dos órgãos do serviço público. O que o distingue de uma carta é o caráter oficial de seu conteúdo. São partes de um ofício: 1. Timbre ou cabeçalho; 2. Índice e número; 3. Local e data; 4. Assunto ou ementa; 5. Vocativo ou invocação: tratamento ou cargo do destinatário; Senhor Presidente, Senhor Dire- tor. Na correspondência oficial, não se usa Prezado Senhor. A palavra senhor é escrita por extenso. 6. Texto: Se o texto do ofício ocupar mais de uma folha, escrevem-se dez linhas na primeira folha e o restante nas demais. Nesse caso, colocam-se endereço e iniciais da primeira folha. Repetem-se o índice e o número das demais nas demais folhas, acrescentando-se o número da folha. Exemplo: Ofício nº 52/2004 – fl. 2 7. Fecho ou cumprimento final. 8. Assinatura; 9. Anexos: se o ofício contém anexos, colocar: /3 (o ofício contém três anexos) Se se tratar de um anexo somente, procede-se do seguinte modo: Anexo: Diploma de 3º grau. Anexa: nota fiscal. Ofício de Proposição de Convênio Prefeitura Municipal (Dados Cadastrais) Ofício nº /ano e sigla Local e data À Sua Excelência o Senhor PATRUS ANANIAS
  • Ministro do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Assunto: Encaminhamento de Projeto Técnico, Plano de Trabalho e documentações relativas ao Projeto de Cozinhas Comunitárias. Senhor Ministro, 1. Encaminho, para apreciação de Vossa Excelência, Projeto Técnico, Plano de Trabalho e Documentações necessárias para o Projeto de Cozinhas Comunitárias no (nome do município), nos termos das normas definidas e divulgadas por este Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome relativo ao Edital n.º XX. Respeitosamente, NOME (do Responsável da Entidade Proponente), Cargo (do Responsável da Entidade Proponente).
  • COMUNICAÇÃO INTERNA (MEMORANDO) A comunicação interna utiliza-se da linguagem que se aproxima de níveis informais. Não se devem, portanto, usar preciosismos e tampouco terminologia excessivamente técnica em memorandos (memo), ou CI(comunicação interna). Deles devem constar: • Para: nome ou cargo do destinatário. • De: nome ou cargo do emissor. • Assunto ou referência: o título que resume o teor da comunicação. • Data. • Mensagem. • Fecho. • Assinatura. Por se tratar de comunicação rotineira e corriqueira, evita-se explicar siglas e apresentar personagens envolvidos na comunicação. Quando o memorando é distribuído em diversos departamentos, deve-se colocar apenas as siglas do departamento emissor ou somente o primeiro nome do receptor das cópias. Outros procedimentos desejáveis: evitar chavões, frases feitas, adjetivações inúteis. MEMORANDO PARA: DEPARTAMENTO ......................................................... Marketing DE: DEPARTAMENTO ....................................................... Relações Públicas Data: 28.01.200... Assunto: Estágio Referência: Reunião da Diretoria de 26.01.200... A partir de 1º de fevereiro de 200..., o Sr. Belasarte, novo assistente do Gerente de Relações Públicas, fará estágio no Departamento de Marketing, durante uma semana. Gostaríamos de contar com sua assistência pessoal, de modo que o Sr. Belasarte possa ter o máximo de aproveitamento e conhecimento de nossos produtos e de nossos clientes. (a) ....................................................................
  • ATESTADO Atestado é uma declaração, um documento firmado por uma autoridade em favor de alguém ou algum fato de que se tenha conhecimento. É um documento oficial com que se certifica, afirma, assegura, demonstra algo que interessa a outrem. ATESTADO DE IDONEIDADE MORAL Eu, Antonio de Souza Silva, administrador de empresas, atesto para os devidos fins que conheço Roberto Castro de Alencar há 25 (vinte e cinco) anos e que é pessoa de alto conceito, digna de toda confiança e que nada existe que possa desaboná-lo. Por ser expressão de verdade, firmo o presente atestado. São Bernardo do Campo, 30 de novembro de 2007. (assinatura do declarante)
  • CONVOCAÇÃO Convocação é uma forma de comunicação escrita em que se convida ou chama alguém para uma reunião. Na elaboração do texto, é necessário especificar local, data, finalidade. A garantia da clareza das idéias do texto advém da escolha de um vocabulário simples (palavras conhecidas, utilizadas no dia-a-dia) e uso de frases curtas e, de preferência, orações coordenadas. O objetivo da convocação deve ser reconhecido prontamente. PERNETA EMPREENDIMENTOS S.A. CGC ....................../...................... – Companhia Aberta ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA CONVOCAÇÃO São convocados os Srs. Acionistas a participares da ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA a ser realizada às 15 horas do dia 26 de novembro de 200x, na sede social na Rua do Bosque Florido, nº 111, nesta cidade, a fim de deliberarem sobre: a. Alteração do artigo 12 do estatuto social, para a criação de mais um cargo no Conselho de Administração. b. Eleição do respectivo titular. c. Fixação da nova remuneração global anual dos membros do Conselho e da Diretoria. Poderão participar da Assembléia: a. Os titulares de ações nominativas, observadas as inscrições de seus nomes no livro próprio, com antecedência mínima de três dias. b. Os titulares de ações ao portador que depositarem na sede da companhia, até três dias antes da realização da assembléia, as correspondentes cautelas das ações possuídas ou os correspondentes certificados de depósitos feitos em instituição financeira. São Paulo, 26 de outubro de 200x. Fulano de Tal Presidente do Conselho de Administração ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS FILÓSOFOS ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA CONVOCAÇÃO A Diretoria Executiva da APF, no exercício de suas atribuições, convoca a Assembléia Geral da APF para reunir-se, em caráter ordinário, na Rua dos Filósofos Pré-Socráticos, nº 88, a 28 de janeiro de 200x, às 20 horas, para deliberar sobre a seguinte pauta: 1. Discutir e aprovar o relatório de atividades da APF do exercício que se finda. 2. Apreciar e aprovar as contas do exercício que se finda, mediante parecer da Diretoria Executiva. 3. Discutir e eleger os novos membros da Diretoria Executiva. 4. Decidir sobre outros assuntos.
  • São Paulo, ....../....../...... Fulano de Tal, Presidente. DECLARAÇÃO Declaração é prova escrita, é documento, é depoimento, é explicação. Nela se manifesta opinião, conceito, resolução ou observação. DECLARAÇÃO Declaramos para os devidos fins que o Sr. ....................................., portador da Carteira de Trabalho nº ................ da série ......................., foi nosso funcionário no período de ........................a ................exercendo a função de ...................... Informamos, ainda, que o referido empregado, durante o tempo em que aqui trabalhou, exerceu sua função a contento, não havendo nada que possa desaboná-lo. Por ser a expressão da verdade, firmamos a presente declaração. Local e data ................................................................................
  • DECLARAÇÃO Eu, Fulano de Tal, declaro, para os devidos fins, que me foram furtados em ....../.../200x, RG, CIC, CNH, CP, cartões Elo, Credicard, American Express, Cartão Banco 24 Horas, talões de cheques Banco X, agência ...... Comunico que não me responsabilizo por cheques emitidos e pelo mau uso dos documentos. Ocorrência registrada em ...... B.O. nº ..... no mesmo dia. Local e data ............................................................................
  • CIRCULAR A circular caracteriza-se como uma comunicação (carta, manifesto ou ofício) que, reproduzida em muitos exemplares, é dirigida a muitas pessoas ou a um órgão. Serve para transmitir avisos, ordens ou instruções. Em geral, contém assunto de caráter ou interesse geral. Tratando-se de carta-circular, o redator deve escrever de maneira que o receptor tenha a impressão de que ela foi redigida especialmente para ele. CIRCULAR Senhores: Nossa empresa desenvolve suas atividades na área de legislação do estrangeiro e conta com experiência de mais de 15 anos. Visando ampliar o número de assinantes, estamos oferecendo promocionalmente nosso Informe X, que trata especificamente do assunto. Além de informes periódicos, dispomos de um setor que atende inteiramente grátis, durante um ano, a consultas sobre qualquer assunto relativo à permanência ou estada do estrangeiro no país. A assinatura dá direito a receber um informe trimestral. Havendo qualquer modificação ou novidade sobre a legislação de estrangeiro, expediremos uma circular extra, para mantê-los sempre bem informados, sem qualquer ônus adicional. A cobrança será confiada ao Banco Y, com a anuidade de $ ...... (.....), por meio de nota fiscal de serviços, com vencimento em ...... Antonio da Silva Santos
Fly UP